Apesar de ‘esgotado’, Aeroporto de Lisboa concentra mais de 85% dos novos voos de/para Portugal

18-06-2018 (15h41)

O Aeroporto de Lisboa, que gestores e governantes afirmam estar com a capacidade esgotada, é ainda assim o que atrai mais de 85% dos novos de/para Portugal, com mais cerca de 8,4 mil num aumento total em cerca de 9,7 mil.

Dados da ANA Aeroportos de Portugal, subsidiária do grupo francês Vinci, indicam que os aeroportos sob sua gestão em Portugal (todos no país, menos o da Terceira) somaram 157,3 mil voos ou movimentos nos primeiros cinco meses deste ano, com um aumento médio em 6,6%.

Em Lisboa, que é dado como esgotado e que os responsáveis da ANA dizem ter ultrapassado no ano passado a capacidade máxima estimada, o total de voos nos primeiros cinco meses foi de 83,1 mil, com um aumento médio em 11,2%.

O restante do aumento total ficou quase na totalidade com o Aeroporto do Porto, que teve um aumento em 7,7%, para 35,3 mil.

Já os outros dois maiores aeroportos portugueses, Faro e Funchal, que são aqueles em que é maior o ‘peso’ do tráfego turístico, registaram quebras do número de voos, respectivamente em 1,7%, para 18,1 mil, e em 6,7%, para 9,5 mil.

Igualmente em queda estiveram os aeroportos açorianos de Ponta Delgada e Horta, com reduções do número de voos em 2,8%, para 6,8 mil, e em 4,5%, para 1,6 mil, respectivamente.

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram que além dos dois maiores aeroportos, Porto e Lisboa, só tiveram aumentos do número de movimentos os ‘pequenos’ aeroportos de Porto Santo, na Região Autónoma da Madeira, e Santa Maria e Flores, nos Açores, e Beja, no Continente, que em conjunto tiveram 1,8% do total de voos de/para o país entre Janeiro a Maior deste ano.

Porto Santo teve um aumento em +2,8%, para 1,2 mil, Santa Maria teve +4,5%, para cerca de mil, Flores teve +10,1%, para cerca de 570, e Beja teve +42,9%, para 20.

Assim, Lisboa concentrou nos primeiros cinco meses deste ano 52,8% do total de voos de/para Portugal, mais cerca de 2,2 pontos que no período homólogo de 2017, o Porto teve 22,5%, +0,2 pontos, enquanto Faro perdeu um ponto, baixando para 11,5%, o Funchal baixou 0,9 pontos, para 6,1%, Ponta Delgada baixou 0,4 pontos, para 4,3%, e Horta baixou 0,1 pontos, para 1%.

O Aeroporto de Porto Santo manteve os 0,8% do total de movimentos de há um ano, Santa Maria manteve os mesmos 0,7%, Flores manteve os mesmos 0,4% e Beja manteve os mesmos 0,01%.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CTP duvida que aeroporto do Montijo esteja pronto em 2023 – Francisco Calheiros

16-11-2018 (10h19)

"Há muito que a CTP diz que tem dúvidas da abertura do Montijo em 2022", mas "neste momento temos dúvidas para 2023", disse hoje o presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros.

Atrasos na TAP este ano custaram mais 40 milhões de euros, Antonoaldo Neves

15-11-2018 (20h13)

Os atrasos na TAP este ano custaram mais 40 milhões de euros do que em 2017, segundo avançou hoje o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, em Vila Nova de Gaia.

Lufthansa anuncia crescimento em 13% em Portugal até Outubro

15-11-2018 (16h59)

A Lufthansa anunciou hoje teve um crescimento em 13% em Portugal nos dez meses até Outubro, concluindo que está a ter “outro ano fantástico” no mercado português.

TAP apresenta os seus tripulantes de cabina como ‘wine advisors’

15-11-2018 (16h25)

A TAP, que reclama ser o “maior canal de comunicação e experimentação do vinho português”, anunciou hoje que 58 dos seus tripulantes de cabina já ostentam o badge “Wine Advisor”.

TACV programa voos para Dakar a partir de DezembroTitulo

15-11-2018 (11h00)

A companhia de aviação cabo-verdiana Cabo Verde Airlines (TACV) vai começar a voar entre a ilha do Sal e a capital do Senegal, Dakar, a partir de 9 de Dezembro, duas vezes por semana, com o seu Boeing B757.