ANA já entregou informação adicional ao Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do Aeroporto do Montijo

13-07-2019 (16h13)

A ANA - Aeroportos de Portugal, subsidiária portuguesa do grupo francês Vinci, já remeteu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) a informação adicional pedida no âmbito do Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do Aeroporto do Montijo, avançou a Agência Lusa citando fonte da gestora aeroportuária.

Em 7 de Junho, a ANA indicou à Lusa que a APA lhe tinha feito chegar “um pedido de esclarecimentos adicionais”, no âmbito do “procedimento habitual de tomada de decisão para a declaração de conformidade do Estudo de Impacte Ambiental (EIA)”.

Na altura, a gestora dos aeroportos portugueses afirmou que as questões seriam “respondidas dentro de um mês” e, hoje, em resposta à Lusa, fonte oficial disse que a informação já foi enviada à APA.

“A ANA - Aeroportos de Portugal informa que já entregou à APA a informação adicional solicitada, no âmbito do procedimento para a declaração de conformidade do EIA”, afirmou a fonte, sem acrescentar mais pormenores, designadamente a informação pedida.

Em 12 de Abril, a ANA disse à Lusa que o EIA do aeroporto do Montijo estava concluído.

A ANA e o Estado assinaram, em 8 de Janeiro, o acordo para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, com um investimento de 1,15 mil milhões de euros até 2028 para aumentar o actual Aeroporto de Lisboa (Aeroporto Humberto Delgado) e transformar a base aérea do Montijo em aeroporto civil complementar.

Em 4 de Janeiro, o então ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, assegurou que vão ser integralmente cumpridas eventuais medidas de mitigação definidas no Estudo de Impacto Ambiental.

O primeiro-ministro, António Costa, já disse que apenas aguarda o EIA para a escolha da localização do novo aeroporto ser “irreversível” e admitiu que “não há plano B” para a construção de um novo aeroporto complementar de Lisboa caso o EIA chumbe a localização no Montijo.

António Costa garantiu também que “não haverá aeroporto no Montijo” se o EIA não o permitir.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

América Latina proporciona 47,4% do crescimento de tráfego do IAG até Novembro

09-12-2019 (17h45)

As rotas da América Latina estão a ser de forma cada vez mais clara o ‘motor’ de crescimento do IAG, grupo que integra a British Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level, tendo valido até Novembro 47,4% do crescimento de tráfego na totalidade das operações.

Companhias do IAG transportaram até Novembro mais 4,88 milhões de passageiros

09-12-2019 (17h29)

As companhias do IAG, grupo que integra a Brisith Airways, a Iberia, a Vueling, a Aer Lingus e a Level transportaram até 30 de Novembro 109,5 milhões de passageiros, com aumento em 4,7% ou 4,88 milhões relativamente ao período homólogo de 2018.

Scott Kirby substitui Oscar Muñoz como CEO da United

09-12-2019 (12h59)

A companhia de aviação norte-americana United Airlines anunciou que o seu CEO, Oscar Muñoz, vai passar a ser chairman executivo do Conselho de Administração, enquanto Scott Kirby, presidente, foi nomeado CEO.

TAP já ultrapassou o total de passageiros do ano de 2018

06-12-2019 (15h53)

A TAP transportou 15,8 milhões de passageiros entre Janeiro e final de Novembro deste ano, igualando assim o total de 2018, ano em que crescera 10,4% ou 1,5 milhões de passageiros.

TAP cresce 15,7% em Novembro e melhora ocupação dos voos em 2,1 pontos

06-12-2019 (15h50)

A TAP informou hoje que em Novembro, um dos meses mais fracos para as companhias de aviação do hemisfério Norte, teve um crescimento do tráfego medido em passageiros x quilómetros voados (RPK, na sigla do inglês) em 15,7%, conseguindo assim uma melhoria da taxa de ocupação dos voos em 2,1 pontos, mesmo tendo feito um aumento de capacidade em 12,5%.

Noticias mais lidas