American Airlines perspectiva “parceria estratégica” com a outrora diabolizada Qatar Airways

26-02-2020 (12h20)

Imagem: American Airlines
Imagem: American Airlines

A norte-americana American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, indicou que já iniciou a construção de uma parceria estratégica com a Qatar Airways, uma das companhias de aviação do Golfo que anteriormente contestava por fazerem concorrência desleal uma vez que recebiam ajudas de Estado.

A companhia americana anunciou que renovou o acordo de code-share com a Qatar Airways e diz tratar-se de “um primeiro passo na construção de uma parceria estratégica”, que, acrescenta, “aumentará a cooperação comercial, potenciará a conectividade e criar novas opções de viagens para os clientes”.

A American diz na mesma informação que na sequência da renovação do acordo de code-share irá “começar a explorar a adição de serviços dos EUA para Doha”, hub da Qatar, membro da aliança oneworld como a companhia americana e, além, disso accionista do seu principal parceiro e ‘pilar’ europeu da aliança, o IAG.

Citado no comunicado, o CEO e Chairman da American, Doug Parker, avança uma explicação para a cessação do acordo com a Qatar há dois anos sem fazer referência à campanha das maiores companhias americanas contra as suas congéneres do Golfo, referindo-se a “questões” que já foram tratadas e acrescentando que “acredita” que retomar o code-share é do interesse de clientes, pessoal e accionistas.

Uma declaração do seu congénere da Qatar, Akbar Al Baker, diz por sua vez que ambas as companhias ultrapassaram “assuntos passados” e focam-se em construir uma parceria no interesse dos clientes.

American Airlines e Qatar Airways voam ambas para Lisboa, dos respectivos hubs nos Estados Unidos e no Qatar.

 

Clique para mais notícias: American Airlines

Clique para mais notícias: Qatar Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Airlines for Europe apoia adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo

02-04-2020 (18h15)

A associação de companhias aéreas europeias Airlines for Europe manifestou o seu apoio em relação à proposta da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea Eurocontrol que sugere o adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo.

LATAM reduz operação em Abril em 95%

02-04-2020 (17h06)

O Latam, grupo que engloba a chilena LAN e a brasileira TAM, que é uma das companhias brasileiras com voos para Lisboa, informou hoje que em Abril reduz a operação em 95%, tendo em conta as restrições às viagens e a quebra da procura devido à pandemia de covid-19.

Aviação mundial foi “atingida por uma marreta chamada Covid-19”, IATA

02-04-2020 (16h41)

A IATA informou hoje que em Fevereiro a aviação mundial teve a maior quebra de tráfego desde os atentados às torres gémeas de Nova Iorque em 11 de Setembro de 201, provocada essencialmente por quebras das companhias da região Ásia e Pacífico.

Responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes não voados ascendem a 35 mil milhões de dólares, IATA

02-04-2020 (16h06)

As responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes de avião vendidos e não voados devido às restrições provocadas pela pandemia de covid-19 elevam-se a 35 mil milhões de dólares.

Emirates retoma “um número limitado” de voos a partir de segunda-feira

02-04-2020 (13h58)

A companhia aérea Emirates anunciou que recebeu autorização para retomar “um número limitado de voos” a partir de segunda-feira, dia 6 de Abril.

Noticias mais lidas