Amadeus já tem capacidade para processar 75 mil transacções por segundo

11-06-2019 (18h01)

Imagem: Amadeus
Imagem: Amadeus

O recente investimento do Amadeus na tecnologia cloud e sistemas abertos aumentou a sua capacidade de processamento para mais de 75 mil transacções por segundo, revela a tecnológica na resposta a críticas da IATA no Aviation Consumer Protection Advisory Committee (ACPAC) acerca da dificuldade de penetração da tecnologia NDC.

A empresa destaca que desde 2015 já investiu mais de três mil milhões de euros em investigação e desenvolvimento, equivalendo a 16% das suas receitas anuais, tendo atingido os 18% em 2018, o que lhe confere o estatuto de segundo maior investidor em investigação e desenvolvimento europeu no sector de Software e Serviços.

A empresa também contesta a acusação de que promove a comparação pelo preço dos produtos aéreos, não a negando, antes a afirmando com o argumento de que é o que o mercado pede.

“O Amadeus apoia fortemente a concorrência entre companhias de aviação, para que os consumidores tem escolhas reais e obtenham o melhor valor pelo [seu] dinheiro”, argumenta o Amadeus, que aproveita para retorquir que o facto de a IATA “ser aparentemente contra comparações like-for-like parece inconsistente com o seu papel de associação” de companhias de aviação de todas as dimensões, “muitas das quais dependem de um mercado neutral para competirem pelos seus méritos”.

O Amadeu contesta igualmente que ‘trave’ a distribuição de ancillaries (produtos e serviços complementares), argumentando que já o faz para 120 companhias e que só não faz para aquelas que não o querem ou não têm sistemas capazes de suportar a distribuição indirecta.

Além disso, frisa, ainda que possa viabilizar a distribuição da ancillaries, a verdade é que as agências de viagens não têm os incentivos comerciais para os venderem, acrescentando que estudos recentes mostraram que entre as pequenas companhias de aviação europeias 50% das receitas de ancillaries foram obtidas através de agentes de viagens que tiveram incentivos económicos.

O Amadeus e os outros GDS “têm um papel crucial no eco-sistema da indústria de distribuição de bilhetes de companhias de aviação”, frisa a concluir o documento, que enfatiza que os GDS fornecem às agências de viagens e consumidores “informação isenta e em tempo real sobre centenas de companhias de aviação participantes de uma forma conveniente e de fácil uso para permitir as melhores escolhas para uma jornada específica”.

“Esta utilização de uma apresentação neutral e imparcial — que está no core do modelo dos GDS — aumenta a transparência de produtos e serviços” e garante que os passageiros “podem encontrar as melhores tarifas de um amplo leque de companhias de aviação” e podem combinar as soluções que melhor se adequam às suas necessidades individuais.

A concluir, o Amadeus diz que considera preocupante que uma associação se foque nas relações comerciais dos seus associados, recomendando-lhe que se foque em desenvolver os standards técnicos que efectivamente são necessários e facilitarão a adopção do NDC na data pretendida.

Apesar destas críticas, o Amadeus anuncia que “continuará a colaborar com a IATA nesse trabalho”.

 

Clique para mais notícias: Amadeus

Clique para mais notícias: IATA

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Balanço do LATAM evidencia recuperação ‘explosiva’ da aviação no Brasil

16-08-2019 (16h15)

O LATAM, maior grupo de aviação comercial da América Latina, cuja subsidiária brasileira, a LATAM Brasil (antiga TAM), é líder brasileira em voos internacionais, indicou que no segundo trimestre teve um aumento da receita unitária (por lugar voado um quilómetro) de 18,7%, atingindo 29,5% em reais.

Levantadas restrições ao abastecimento no aeroporto de Lisboa, ANA Aeroportos

16-08-2019 (12h35)

As restrições ao abastecimento de aviões no aeroporto de Lisboa, em vigor desde segunda-feira, foram hoje levantadas, disse à Lusa fonte oficial da ANA – Aeroportos de Portugal.

Grupo SATA transportou mais 8% de passageiros no primeiro semestre

16-08-2019 (11h59)

As companhias aéreas SATA Air Açores e Azores Airlines transportaram 705,7 mil passageiros no primeiro semestre, mais 8% ou mais 52,5 mil que no período homólogo do ano passado, anunciou o Grupo SATA.

Lauak vai produzir em Grândola peças para aviões A320

16-08-2019 (11h39)

A Lauak vai implementar uma unidade de produção de preças para aviões A320 em Grândola, com um investimento de 33 milhões de euros com apoio de fundos comunitários.

Trabalhadores da Grounforce realizam concentração para exigir estacionamento

16-08-2019 (11h24)

Os trabalhadores da Groundforce, reunidos na quinta-feira em plenário, aprovaram a realização de uma concentração no Ministério das Infraestruturas, com data a definir, para entrega de um abaixo-assinado a exigir estacionamento nas zonas limítrofes aos aeroportos e devolução das multas.

Noticias mais lidas