Air France KLM confirma hoje o novo CEO Jean-Marc Janaillac

24-06-2016 (15h57)

Foto: Air France
Foto: Air France

O grupo Air France KLM, maior da Europa em capacidade e tráfego, confirmou hoje que a partir e dia 4 de Julho terá como novo CEO Jean-Marc Janaillac, que desde 2012 exercia idênticas funções no grupo Transdev.

A imprensa francesa, porém, noticiou que Jean-Marc Janaillac, que já tinha sido director na Air France entre 1989 e 1994, esteve na origem da desconvocação da greve de pilotos que os sindicatos SNPL, SPAF e Alter tinham marcado para começar hoje e prolongar-se até segunda-feira, dia 27.

 

Clique para mais notícias: Air France KLM

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Quem é quem

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.