Air Berlin assume alguns voos da TUIfly mas já não há troca de participações

08-09-2009 (10h39)

Grupos não especificam situação das ligações da TUIfly ao Porto, Faro e Funchal

A Air Berlin e a TUI Travel abandonaram o projecto de uma troca de participações sociais, mas vão avançar já a partir de finais de Outubro com a transferência para o grupo aéreo alemão de 13 aviões e voos “entre cidades” da TUIfly.

Um comunicado divulgado hoje pela Air Berlin diz que, na sequência da aprovação pelas autoridades da concorrência alemãs, a companhia assume, a partir de 25 de Outubro, a “responsabilidade comercial” pelos voos da TUIfly “entre cidades”, citando especificamente as ligações dentro da Alemanha e nomeadamente as ligações com Itália e Áustria.
A TUIfly, acrescenta, manterá as rotas turísticas, citando os casos das Baleares, Canárias e Turquia.
A informação nada refere sobre as rotas de e para Portugal, onde a TUIfly tem ligações de e para Porto (Hamburgo, Colónia-Bona e Estigarda), Faro (Hamburgo, Hanover, Dusseldorf, Colónia-Bona, Frankfurt, Estugarda e Munique) e Funchal (Colónia-Bona, Frankfurt, Hanover, Estugarda e Munique)
A informação diz que a Air Berlin vai ficar com 13 aviões da avião, em regime de wetlease (aluguer que inclui tripulações), chegando a 14 no próximo Verão, e que a TUIfly manterá em operação 23 aviões.
Uma informação publicada ontem pela TUI Travel, empresa baseada no Reino Unido que resultou da fusão da área de operação turística da TUI AG com a First Choice, indica que o projecto inicial, que previa que troca de participações entre a Air Berlin e a TUIfly, foi abandonado na sequência de conversações com a autoridade alemã da concorrência.
A informação da TUI Travel diz que nos novos termos ou comprará 9,9% da Air Berlin em dinheiro, no montante de 33,5 milhões de euros, que venderá posteriormente num prazo não especificado, ou pagará 15 milhões de euros ao grupo aéreo alemão.
A Air Berlin acrescenta que a solução a ser adoptada depende das negociações com a autoridade alemã da concorrência e a TUIfly especifica que já não haverá aquisição de uma participação na TUIfly pela Air Berlin e que a TUI Travel já não terá direito a nomear um director executivo para o Board da Air Berlin.
A informação da TUI Travel diz ainda que no próximo Verão a TUIfly irá operar 23 aviões, tendo em conta que além dos 13 aparelhos que passarão a ser operados pela Air Berlin irá alugar um avião a outra empresa que não identifica e irá tirar de operação mais um, a partir de Maio.
O comunicado da Air Berlin destaca ainda que com este negócio com a TUIfly irá reforçar a actividade nos aeroportos de Colónia e Estugarda, bem como no mercado italiano, e que o seu CEO, Joachim Hunold, destacou que este alargamento da rede europeia é “extremamente importante em especial para os clientes business".
Volker Böttcher, director geral da TUI Travel para a Europa Central, citado no mesmo comunicado, comentou que a passagem para a Air Berlin das rotas de cidade irá permitir à TUIfly concentrar-se nas ligações turísticas, bem como propiciará estabilidade económica com base numa “melhor posição competitiva”.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CEO da TAP defende direito a sonhar com liderar tráfego entre a Europa e a América do Norte

20-06-2018 (17h57)

Embora tenha pela frente concorrentes como a British Airways, que ainda em 4 de Maio começou a voar de Londres-Heathrow para Nashville, sua 26ª cidade nos Estados Unidos, o CEO da TAP reivindicou hoje no Porto o direito a da companhia a “sonhar grande em relação a ser a principal companhia aérea que liga a Europa à América do Norte”.

CEO da TAP garante aposta no Porto e ironiza: “a concorrência que se cuide”

20-06-2018 (17h51)

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro "é historicamente um dos alicerces da TAP", que tem um "compromisso total e absoluto" com o Porto, garantiu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, que rematou com um: "Queremos ter uma posição dominante no Porto, e a concorrência que se cuide".

Antonoaldo Neves reconhece pontualidade como “problema gravíssimo” da TAP

20-06-2018 (17h48)

"Temos um problema gravíssimo de pontualidade na ponte aérea e na TAP em geral", reconheceu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, na sessão de balanço da operação da companhia aérea no Porto admitiu, que assegurou tratar-se de um "desafio" a superar nos próximos tempos.

Exportações portuguesas de transporte aéreo de passageiros voltam a crescer acima de 20% em Abril

20-06-2018 (16h28)

As empresas portuguesas de transporte aéreo de passageiros, as maiores das quais a TAP, a Azores Airlines, a euroAtlantic e a Hi Fly, aumentaram em Abril as vendas ao estrangeiro em 23,2%, alcançando assim um aumento médio em 15,3% no quadrimestre.

CEO da TAP diz que auditoria do TdC é "assunto de accionista" mas afirma-se "confiante" no futuro

20-06-2018 (14h56)

Antonoaldo Neves, CEO da TAP, escusou-se hoje a comentar a auditoria do Tribunal de Contas (TdC) que aponta uma acrescida "exposição" do Estado português a "contingências adversas" da companhia, mas dizendo estar "confiante" num bom desempenho financeiro da empresa.