Aeroportos portugueses somam 6,4 milhões de passageiros no primeiro bimestre

13-03-2018 (16h43)

Lisboa concentra 58,8% e é o que tem o crescimento mais forte

Os dez aeroportos de Portugal Continental e das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores somaram 6,41 milhões de passageiros nos primeiros dois meses deste ano, com Lisboa a concentrar a maioria e a reforçar a sua liderança por um crescimento mais forte que todos os outros.

Dados de tráfego a que o PressTUR teve acesso indicam que Lisboa, que é o hub da TAP, somou 3,768 milhões de passageiros nos primeiros dois meses deste ano, o equivale a 58,8% do total dos aeroportos portugueses neste período, quando há um ano estava com 56,6%.

Lisboa teve nos primeiros dois meses um aumento médio do número de passageiros em 15,1%, impulsionado por um crescimento em 16,6% do movimento em voos internacionais, que somaram 3,28 milhões de passageiros, enquanto em voos domésticos o aumento foi em 5,7%, para 480,8 mil.

O Porto, segundo maior aeroporto português, foi também o que teve o segundo crescimento mais forte dos primeiros dois meses, com um aumento em 10,2%, para 1,495 milhões, e também proporcionado pelas rotas internacionais, cujo crescimento atingiu 12,6%, somando 1,23 milhões de passageiros, enquanto em voos domésticos a tendência foi de estagnação, com um aumento pela margem mínima, em 0,1%, para 264,1 mil.

Faro, terceiro maior aeroporto português, regista no fim de Fevereiro uma queda de passageiros em 3,4%, para 480,1 mil, com quedas ligações com as maiores origens/destinos internacionais, como o Reino Unido, com -12,2%, para 203,1 mil, Alemanha, em 1,7%, para 51,6 mil, e Holanda, em 11-8%, para 55,7 mil.

O Funchal, 4º maior aeroporto português, regista um crescimento do número de passageiros em 1,6%, para 425,7 mil, apesar de um aumento em 18% nas ligações com Portugal Continental, que somaram 197,5 mil passageiros, e aumentos em 61,6% nas ligações com a Suíça, para 11,5 mil, em 80,4% nas rotas da Suécia, para 11,4 mil, e em 36,5% nas rotas da Finlândia, para 10,4 mil, pelas quedas nas rotas do Reino Unido, em 17,7% para 87 mil, da Alemanha, em 25,4%, para 49,3 mil, e da Dinamarca, em 8,4%, para 12,6 mil.

O Aeroporto de Ponta Delgada, que esteve até recentemente com crescimentos ‘explosivos’, pela entrada das low cost Ryanair e easyJet, nos primeiros dois meses deste ano está com um aumento de passageiros em 3,1%, para 191,4 mil, nomeadamente pela estagnação nas ligações com Portugal, em que viajaram 167,7 mil passageiros, contrariada pelo aumento em 38,6% nas ligações com os Estados Unidos e em 11,7% nos voos do Canadá, em que viajaram respectivamente 9,2 mil e 8,2 mil passageiros, e a introdução de voos para o Reino Unido (2,4 mil passageiros) e Cabo Verde (dois mil passageiros).

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Voos entre Espanha e Reino Unido têm a terceira maior oferta de lugares de avião

07-12-2018 (18h01)

Os voos entre Espanha e o Reino Unido somaram 605.260 lugares na semana começada a 3 de Dezembro, o terceiro maior total em ligações entre dois países, depois dos voos entre os Estados Unidos e o Canadá, com 711.980 lugares, e entre os Estados Unidos e o México, com 697.442.

TAP e Air France não perspectivam problemas com voos para Paris este fim de semana

07-12-2018 (17h59)

A TAP e a Air France não perspectivam problemas com os seus voos para Paris, apesar dos avisos hoje a desaconselhar “deslocações não necessárias” à capital francesa este Sábado, um dos quais do Governo português.

Travelport partilha insights do NDC - Por Ian Heywood

07-12-2018 (17h01)

A 23 de Outubro anunciámos que a nossa solução NDC estava operacional numa agência de viagens baseada no Reino Unido, a Meon Valley Travel, e que tivemos êxito em tornar-nos o primeiro operador GDS a gerir uma reserva comercial de voos utilizando o standard técnico NDC da IATA.

Pontualidade da Azores Airlines (SATA International) afunda-se em Novembro

07-12-2018 (16h45)

A Azores Airlines, antigamente SATA International, teve este Novembro o 3º pior índice de pontualidade entre 158 companhias com dados publicados pela consultora OAG.

Aeroporto de Lisboa melhora pontualidade em Novembro, mas ainda tem 30º pior índice do mundo, OAG

07-12-2018 (16h14)

O Aeroporto de Lisboa teve em Novembro 56,4% dos voos a partirem até 15 minutos da partida, que é o seu melhor resultado nos rankings da consultora OAG desde Fevereiro, mas 7,7 pontos pior que no mês homólogo de 2017, no qual teve 64,1%.