Aeroportos espanhóis somaram mais cinco milhões de passageiros até Abril

15-05-2018 (16h39)

Madrid teve maior aumento, com mais 1,3 milhões

Os aeroportos espanhóis tiveram 71,5 milhões de passageiros nos primeiros quatro meses deste ano, com um aumento de cinco milhões ou 7,6% relativamente ao período homólogo de 2017.

Dados divulgados pela AENA, gestora dos aeroportos espanhóis mostram que o maior aumento do período ocorreu em Madrid, com mais 1,3 milhões (+8,2%, para 17,4 milhões), seguido por Barcelona, com mais 982,5 mil (+7,5%, para 14,169 milhões), Valência, com mais 439,7 mil (+25%, para 2,199 milhões), e Sevilha, com mais 423,8 mil (+27,8%, para 1,95 milhões).

Seguiram-se Tenerife Norte, com mais 273,7 mil (+20,4%, para 1,617 milhões), Palma de Maiorca, com mais 258,6 mil (+5,5%, para 4,957 milhões), Gran Canária, com mais 239 mil (+5,4%, para 4,687 milhões), e Málaga, com mais 212, 9 mil (+4,6%, para 4,89 milhões).

Os dados da AENA mostram que entre os seus maiores aeroportos apenas Tenerife Norte teve uma queda de passageiros no primeiro quadrimestre, em 1,6% ou 60,7 mil, para 3,848 milhões.

A segunda maior queda do quadrimestre foi em Almeria, com menos 24,4 mil (-11,1%, para 195,9 mil).

O Top10 dos aeroportos espanhóis no quadrimestre inclui, além de Madrid, Barcelona, Palma de Maiorca, Málaga, Gran Canária e Tenerife Sul também Alicante, com 3,598 milhões (+2,5% ou mais 89,1 mil que no primeiro quadrimestre de 2017, Lanzarote, com 2,358 milhões (+1,5% ou mais 34,7 mil), Valência e Fuerteventura, com 2,017 milhões (+5% ou mais 96,7 mil).

 

Clique para mais notícias: Aeroportos de Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo ‘queixa-se’ das “muitas vantagens” da ANA nas negociações sobre o Montijo

16-11-2018 (18h15)

O secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, lamentou-se hoje das "muitas vantagens" atribuídas pelo anterior Governo à ANA e que classificou como "instrumentos fortes" que têm atrasado as negociações sobre o aeroporto complementar do Montijo.

Algarve precisa de voos de longo curso para compensar quebra do Reino Unido – Chitra Stern, Martinhal Hotels

16-11-2018 (18h01)

Chitra Stern, proprietária e fundadora da Martinhal Hotels & Resorts, defendeu hoje no Congresso da AHP a diversificação de mercados de origem para compensar a quebra do mercado britânico no Algarve, designadamente através da criação de rotas de longo curso de/para Faro.

Lisboa teve até Setembro o 7º maior aumento de passageiros dos aeroportos europeus

16-11-2018 (17h26)

O Aeroporto de Lisboa, sobre o qual praticamente só se comenta que está esgotado, ao ponto de alguns dirigentes do turismo argumentarem ser essa a causa da queda de dormidas na hotelaria da capital, alcançou, no entanto, o 7º maior aumento de passageiros entre os 237 maiores aeroportos da Europa, nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI).

Lisboa voltou a alcançar o Top5 de crescimento dos maiores aeroportos europeus em Setembro, ACI

16-11-2018 (14h36)

O Aeroporto Humberto Delgado, alegadamente ‘esgotado', teve, ainda assim, o 4º mais forte crescimento de passageiros dos grandes aeroportos europeus no mês de Setembro, indica o ranking publicado pelo Airports Council Internacional (ACI).

CTP duvida que aeroporto do Montijo esteja pronto em 2023 – Francisco Calheiros

16-11-2018 (10h19)

"Há muito que a CTP diz que tem dúvidas da abertura do Montijo em 2022", mas "neste momento temos dúvidas para 2023", disse hoje o presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros.