Aeroportos espanhóis somam mais 2,5 milhões de passageiros no primeiro bimestre

13-03-2018 (14h47)

Foto: AENA
Foto: AENA

Valência, Sevilha e Tenerife Norte têm aumentos acima de 20%

Os aeroportos espanhóis ultrapassaram os 30 milhões de passageiros nos primeiros dois meses do ano, por um aumento médio em 9% que significou mais 2,5 milhões de embarques e desembarques, apesar de se tratar de um período de época baixa.

Dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, consultados pelo PressTUR, mostraram que maiores aumentos dos primeiros dois meses ocorreram nos dois maiores aeroportos da rede, Madrid, com mais 620,9 mil (+8,4%, para 8,048 milhões), e Barcelona, com mais 486,7 mil (+8,7%, para 6,092 milhões).

Depois estiveram os aeroportos de Valência e Sevilha, respectivamente 10º e 11º em número de passageiros, o primeiro com mais 203 mil passageiros que há um ano (+27,7%, para 936,5 mil) e o segundo com mais 210,2 mil (+32,4%, para 858,5 mil.

O 5º maior aumento do bimestre foi o do aeroporto de Gran Canária,3º maior aeroporto espanhol, com mais 145,8 mil passageiros (+6,8%, para 2,3 milhões), seguido pelos mais 124,3 mil em Tenerife Norte, 12º maior aeroporto da AENA, que foi um dos que fechou o bimestre a crescer acima de 20%, em 20,4%.

Também com aumentos acima de cem mil passageiros nos primeiros dois meses deste ano estiveram Málaga, 4º maior de Espanha, com mais 116,8 mil (+6,6%, para 1,899 milhões), e Palma de Maiorca, 6º maior, com mais 123,7 mil (+9,1%, para 1,486 milhões).

Entre os maiores aumentos de passageiros do primeiro bimestre figuram seguidamente os mais 58,3 mil (+6,5%, para 952,6 mil) em Fuerteventura, 9º maior do período, os mais 51,8 mil (+18,3%, para 334,8 mil) em Ibiza, 15º maior, os mais 45,6 mil (+3,3%, para 1,417 milhões) em Alicante, 7º maior, e os mais 42,6 mil (+7,3%, para 624,1 mil) em Bilbau, 13º maior.

Os dados da AENA evidenciaram também que o crescimento em 9% nos primeiros dois meses do ano foi potenciado pelos voos domésticos, que tiveram um aumento de passageiros m 15,5% ou 1,42 milhões, para 10,62 milhões, enquanto em voos internacionais o aumento foi em 5,8% ou 1,1 milhões, para 20,11 milhões.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos de Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.