Aeroportos espanhóis começam 2019 com aumento de um milhão de passageiros

15-02-2019 (15h08)

Foto: AENA
Foto: AENA

Os 49 aeroportos espanhóis somaram 16,58 milhões de passageiros no primeiro mês deste ano, com um aumento em 7% ou 1,08 milhões em relação a Janeiro de 2018, cerca de metade do qual em Madrid Barajas e em Barcelona El Prat, de acordo com a AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

O Adolfo Suarez Madrid Barajas teve um aumento em 6,2% ou 256,6 mil, tendo somado um total de 4,38 milhões, e Barcelona El teve +7,1% ou mais 216,6 mil que em Janeiro de 2017, alcançando um total de 3,27 milhões.

Além de Madrid e Barcelona, Espanha teve mais três aeroportos acima de um milhão de passageiros em Janeiro, designadamente Gran Canária, com 1,18 milhões, mas uma estagnação em baixa, Tenerife Sul, com 1,019 milhões, +5,3% ou mais 51,3 mil que há um ano, e Málaga, com 1,013 milhões, em alta de 8,4% ou 78,2 mil.

O aeroporto que teve o terceiro maior aumento de passageiros em Janeiro, depois de Madrid e de Barcelona, foi Palma de Maiorca, com mais 134,1 mil (+19%, para 839,1 mil), seguido por Sevilha, com mais 97,4 mil (+22,9%, para 522,3 mil), e Alicante, com mais 79,1 mil (+11,2%, para 784,9 mil).

Dos 49 aeroportos com dados publicados pela AENA, apenas 11 tiveram quebra de passageiros em Janeiro.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos espanhóis

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

EasyJet transporta mais 8% de passageiros de/para Portugal no semestre terminado a 31 de março

19-05-2019 (22h08)

A low cost easyJet, cujo director para Portugal, José Lopes, se queixou na sexta-feira que devido aos constrangimentos do Aeroporto de Lisboa há dois verões consecutivos (2018 e 2019) que a companhia tem “crescimento zero” no Aeroporto Humberto Delgado afinal aumentou a capacidade em 6% na época baixa.

Organismo de investigação de acidentes alerta para riscos de descolagens de Lisboa com potência reduzida

19-05-2019 (21h46)

O organismo que investiga acidentes alerta as companhias aéreas e as entidades aeronáuticas para os riscos das descolagens com potência reduzida na principal pista do Aeroporto de Lisboa, podendo ter “graves consequências” em caso de avaria de motor, apreciação que a ANA já contestou, garantindo que o aeroporto tem certificação de segurança outorgada.


ANA rejeita “declarações alarmistas” do GPIAAF sobre o Aeroporto de Lisboa

19-05-2019 (21h42)

A ANA – Aeroportos de Portugal realçou que o Aeroporto de Lisboa tem certificação de segurança outorgada, ao rejeitar as considerações do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) acerca de um incidente com um avião da easyJet.

easyJet ‘fixa’ prazo para evitar 3º Verão seguido de “crescimento zero” no Aeroporto de Lisboa

17-05-2019 (16h19)

A companhia de aviação easyJet defendeu hoje a urgência de fechar um acordo até Setembro com os militares que permita aumentar a capacidade do Aeroporto de Lisboa já no Verão de 2020, pois, avisou, de contrário “vamos estar a perder oportunidades que já não vão voltar, e isto será muito mau para a economia portuguesa”.

Prejuízo operacional de época baixa da easyJet agrava-se 350%

17-05-2019 (15h39)

A low cost easyJet, que em Portugal tem voos de/para Lisboa, Porto, Faro e Funchal, declarou hoje um prejuízo operacional para o semestre terminado a 31 de Março de 255 milhões de libras (292 milhões de euros ao câmbio de hoje), pior 355% que no período homólogo do exercício anterior, enfatizando, no entanto, que foi sem surpresa que registou essa perda.