Aeroportos de Faro e do Funchal tiveram quebra de passageiros até no mês de Agosto

07-09-2018 (17h55)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

Os aeroportos de Faro e do Funchal, que servem, respectivamente, a maior e a 4ª maior região turística portuguesa, tiveram quebras de passageiros este Agosto, ‘pico’ da época alta do turismo em Portugal, não impedindo no entanto que o conjunto dos aeroportos portugueses apresentasse crescimento, assente principalmente nas progressões em Lisboa e no Porto.

Dados do movimento de aviões e passageiros nos aeroportos portugueses geridos pela ANA, subsidiária o grupo francês Vinci, a que o PressTUR teve acesso, indicam que este Agosto o Aeroporto de Faro teve menos cerca de 320 voos que há um ano (-4,1%) e menos cerca de 52 mil passageiros (-4,3%).

O Funchal, por sua vez, teve menos cerca de 150 voos (-8,9%) e menos cerca de 3,8 mil passageiros (-1,2%).

Faro e Funchal foram os aeroportos portugueses que mais sofreram o impacto da falência da Monarch, que explicará pelo menos parcialmente as quebras de passageiros o Reino Unido, mas não da Bélgica, Suíça, Suécia e Áustria, no caso de Faro, e Alemanha, Espanha, Polónia, Suíça, Bélgica, República Checa, Finlândia e Noruega, no caso do Funchal.

O Aeroporto de Faro, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, teve 7,4 mil movimento de aviões (aterragens e descolagens) em Agosto (-4,1% que no mês homólogo de 2017), com um total de 1,15 milhões de passageiros (-4,3%).

O Aeroporto do Funchal teve 2,2 mil movimentos (-8,9% que há um ano) e 316,9 mil passageiros (-1,2%).

Desde o início do ano o Aeroporto de Faro está com seis milhões de passageiros em 39,5 mil movimentos, com decréscimos de 2,7% ou cerca de 1,1 mil movimentos e 2,2% ou cerca de 135 mil passageiros.

No Funchal, as quebras são de 6,6% ou 1,1 mil movimentos e 1,6% ou cerca de 35 mil passageiros.

Além de Faro e Funchal, em Agosto também ocorreu uma quebra de passageiros no Aeroporto de Porto Santo, em 13,4% ou cerca de quatro mil, para 25,6 mil.

No conjunto dos primeiros oito meses do ano, o Aeroporto do Porto Santo regista uma quebra de passageiros em 4,7% ou cerca de 5,7 mil, para 116,2 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Voos entre Espanha e Reino Unido têm a terceira maior oferta de lugares de avião

07-12-2018 (18h01)

Os voos entre Espanha e o Reino Unido somaram 605.260 lugares na semana começada a 3 de Dezembro, o terceiro maior total em ligações entre dois países, depois dos voos entre os Estados Unidos e o Canadá, com 711.980 lugares, e entre os Estados Unidos e o México, com 697.442.

TAP e Air France não perspectivam problemas com voos para Paris este fim de semana

07-12-2018 (17h59)

A TAP e a Air France não perspectivam problemas com os seus voos para Paris, apesar dos avisos hoje a desaconselhar “deslocações não necessárias” à capital francesa este Sábado, um dos quais do Governo português.

Travelport partilha insights do NDC - Por Ian Heywood

07-12-2018 (17h01)

A 23 de Outubro anunciámos que a nossa solução NDC estava operacional numa agência de viagens baseada no Reino Unido, a Meon Valley Travel, e que tivemos êxito em tornar-nos o primeiro operador GDS a gerir uma reserva comercial de voos utilizando o standard técnico NDC da IATA.

Pontualidade da Azores Airlines (SATA International) afunda-se em Novembro

07-12-2018 (16h45)

A Azores Airlines, antigamente SATA International, teve este Novembro o 3º pior índice de pontualidade entre 158 companhias com dados publicados pela consultora OAG.

Aeroporto de Lisboa melhora pontualidade em Novembro, mas ainda tem 30º pior índice do mundo, OAG

07-12-2018 (16h14)

O Aeroporto de Lisboa teve em Novembro 56,4% dos voos a partirem até 15 minutos da partida, que é o seu melhor resultado nos rankings da consultora OAG desde Fevereiro, mas 7,7 pontos pior que no mês homólogo de 2017, no qual teve 64,1%.