Aeroportos de Faro e do Funchal tiveram quebra de passageiros até no mês de Agosto

07-09-2018 (17h55)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

Os aeroportos de Faro e do Funchal, que servem, respectivamente, a maior e a 4ª maior região turística portuguesa, tiveram quebras de passageiros este Agosto, ‘pico’ da época alta do turismo em Portugal, não impedindo no entanto que o conjunto dos aeroportos portugueses apresentasse crescimento, assente principalmente nas progressões em Lisboa e no Porto.

Dados do movimento de aviões e passageiros nos aeroportos portugueses geridos pela ANA, subsidiária o grupo francês Vinci, a que o PressTUR teve acesso, indicam que este Agosto o Aeroporto de Faro teve menos cerca de 320 voos que há um ano (-4,1%) e menos cerca de 52 mil passageiros (-4,3%).

O Funchal, por sua vez, teve menos cerca de 150 voos (-8,9%) e menos cerca de 3,8 mil passageiros (-1,2%).

Faro e Funchal foram os aeroportos portugueses que mais sofreram o impacto da falência da Monarch, que explicará pelo menos parcialmente as quebras de passageiros o Reino Unido, mas não da Bélgica, Suíça, Suécia e Áustria, no caso de Faro, e Alemanha, Espanha, Polónia, Suíça, Bélgica, República Checa, Finlândia e Noruega, no caso do Funchal.

O Aeroporto de Faro, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, teve 7,4 mil movimento de aviões (aterragens e descolagens) em Agosto (-4,1% que no mês homólogo de 2017), com um total de 1,15 milhões de passageiros (-4,3%).

O Aeroporto do Funchal teve 2,2 mil movimentos (-8,9% que há um ano) e 316,9 mil passageiros (-1,2%).

Desde o início do ano o Aeroporto de Faro está com seis milhões de passageiros em 39,5 mil movimentos, com decréscimos de 2,7% ou cerca de 1,1 mil movimentos e 2,2% ou cerca de 135 mil passageiros.

No Funchal, as quebras são de 6,6% ou 1,1 mil movimentos e 1,6% ou cerca de 35 mil passageiros.

Além de Faro e Funchal, em Agosto também ocorreu uma quebra de passageiros no Aeroporto de Porto Santo, em 13,4% ou cerca de quatro mil, para 25,6 mil.

No conjunto dos primeiros oito meses do ano, o Aeroporto do Porto Santo regista uma quebra de passageiros em 4,7% ou cerca de 5,7 mil, para 116,2 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Low cost argentina Flybondi recebe autorização para entrar no Brasil

17-02-2019 (12h16)

A low cost argentina Flybondi foi autorizada a entrar no Brasil pela Agência Nacional de Aviação Civil do país (ANAC), através de uma publicação no Diário Oficial da União, mas ainda necessita de uma autorização operacional para começar voar.

Companhia aérea britânica Flybmi declara falência e cancela todos os voos

17-02-2019 (12h07)

A companhia aérea regional britânica Flybmi cancelou todos os voos por ter entrado em bancarrota por diversas "dificuldades", incluindo a subida dos preços dos combustíveis e as incertezas criadas pelo Brexit, anunciou a empresa no sábado.

Vueling vai ter voos Tenerife - Lisboa

15-02-2019 (16h56)

A Vueling, low cost do IAG, grupo de que fazem parte também a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Level, vai ter voos entre Tenerife e Lisboa a partir de Abril.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.