Aeroportos de Faro e do Funchal tiveram quebra de passageiros até no mês de Agosto

07-09-2018 (17h55)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

Os aeroportos de Faro e do Funchal, que servem, respectivamente, a maior e a 4ª maior região turística portuguesa, tiveram quebras de passageiros este Agosto, ‘pico’ da época alta do turismo em Portugal, não impedindo no entanto que o conjunto dos aeroportos portugueses apresentasse crescimento, assente principalmente nas progressões em Lisboa e no Porto.

Dados do movimento de aviões e passageiros nos aeroportos portugueses geridos pela ANA, subsidiária o grupo francês Vinci, a que o PressTUR teve acesso, indicam que este Agosto o Aeroporto de Faro teve menos cerca de 320 voos que há um ano (-4,1%) e menos cerca de 52 mil passageiros (-4,3%).

O Funchal, por sua vez, teve menos cerca de 150 voos (-8,9%) e menos cerca de 3,8 mil passageiros (-1,2%).

Faro e Funchal foram os aeroportos portugueses que mais sofreram o impacto da falência da Monarch, que explicará pelo menos parcialmente as quebras de passageiros o Reino Unido, mas não da Bélgica, Suíça, Suécia e Áustria, no caso de Faro, e Alemanha, Espanha, Polónia, Suíça, Bélgica, República Checa, Finlândia e Noruega, no caso do Funchal.

O Aeroporto de Faro, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, teve 7,4 mil movimento de aviões (aterragens e descolagens) em Agosto (-4,1% que no mês homólogo de 2017), com um total de 1,15 milhões de passageiros (-4,3%).

O Aeroporto do Funchal teve 2,2 mil movimentos (-8,9% que há um ano) e 316,9 mil passageiros (-1,2%).

Desde o início do ano o Aeroporto de Faro está com seis milhões de passageiros em 39,5 mil movimentos, com decréscimos de 2,7% ou cerca de 1,1 mil movimentos e 2,2% ou cerca de 135 mil passageiros.

No Funchal, as quebras são de 6,6% ou 1,1 mil movimentos e 1,6% ou cerca de 35 mil passageiros.

Além de Faro e Funchal, em Agosto também ocorreu uma quebra de passageiros no Aeroporto de Porto Santo, em 13,4% ou cerca de quatro mil, para 25,6 mil.

No conjunto dos primeiros oito meses do ano, o Aeroporto do Porto Santo regista uma quebra de passageiros em 4,7% ou cerca de 5,7 mil, para 116,2 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Delta acredita estar “no bom caminho e com sucesso” em Portugal, director regional de Vendas

23-05-2019 (15h28)

“Não olhamos para o desempenho da concorrência. Estamos no bom caminho e com sucesso”, disse o director regional de Vendas para o Sul da Europa da Delta Airlines, Frederic Schenk, a propósito da aposta da TAP na América do Norte.

Senado brasileiro aprova medida que retira limite ao investimento estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras

23-05-2019 (09h07)

O Senado brasileiro aprovou na quarta-feira uma medida provisória que autoriza o investimento de até 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas instaladas no país, noticiou a imprensa local.

TAP cresce menos que o mercado Espanha - Portugal e em Madrid até tem quebra

22-05-2019 (16h54)

A TAP, que no primeiro quadrimestre de 2018 foi a companhia de aviação de 42,2% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal nesse período, este ano baixou para 37,5%, reflectindo a cessação de três rotas e uma quebra de 1,7% no Aeroporto de Madrid.

TAP oferece 100 viagens em leilão para assinalar a chegada do seu 100º avião

22-05-2019 (16h46)

A TAP lançou uma campanha para os clientes do seu programa de fidelização Miles&Go, na qual tem uma centena de viagens para oferecer em leilão, com alojamento em hotéis do grupo Pestana.

Voos entre Espanha e o Brasil crescem 11,7% impulsionados pelos voos LATAM de Barcelona

22-05-2019 (16h33)

O movimento de passageiros em voos entre Espanha e o Brasil cresceu 11,7% no primeiro quadrimestre, atingindo um total de 366,6 mil, com o crescimento a ser impulsionado principalmente pelas ligações com o Aeroporto de Barcelona El Prat, cuja principal operadora é a LATAM Brasil (antiga TAM).

Noticias mais lidas