Aeroportos da Turquia e Rússia lideram crescimento na Europa... com Lisboa e Atenas

14-06-2018 (13h47)

A Turquia e a Rússia tiveram seis dos dez grandes aeroportos europeus com crescimentos de passageiros mais fortes no primeiro quadrimestre, segundo os dados publicados pelo Airports Council International (ACI) Europa, que mostram que da Europa Ocidental apenas Lisboa e Atenas figuraram nos Tops de crescimento do mês de Abril.

O ACI, que elabora os Tops de crescimento por grupos consoante o número anual de passageiros, indica que o Grupo 1, dos que têm mais de 25 milhões de passageiros por ano, onde inclui Lisboa, teve um aumento médio de passageiros em Abril de 4,1%, o Grupo 2, dos que têm entre dez milhões e 25 milhões, onde está o Porto, teve +5,1%, o Grupo, com cinco milhões a dez milhões de passageiros, onde se inclui Faro, teve +6,4%, e o Grupo 4, dos que têm menos de cinco milhões de passageiros por ano, onde estão Funchal e Ponta Delgada, teve um aumento médio em 7,6%.

Os cinco que mais cresceram no Grupo 1 foram Antalya, com +18,7%, Moscovo Sheremetyevo, com +14,8%, Istambul Sabiha Gokcen, com +11,7%, Istambul Ataturk, com +10,7%, e Lisboa, com +9,1%.

Os líderes de crescimento do Grupo 2, por sua vez, foram Ancara, com +30,1%, Kiev, com +21,8%, Moscovo Vnukovo, com +19,4%, Varsóvia, com +14,8%, e Atenas, com +13,7%.

Segundo o ACI, em Abril os aeroportos europeus tiveram um aumento médio de passageiros em 5%, ‘puxado’ pelos aeroportos em países fora da União Europeia, que tiveram um aumento em 10,4%, enquanto os de países da UE tiveram um aumento médio em 3,4%.

A informação do ACI assinala que o aumento médio dos cinco maiores aeroportos europeus enfraqueceu para 2,4%, designadamente pelo impacto das greves na Air France, que levou a que Paris Charles de Gaulle, tradicionalmente segundo maior aeroporto europeu, tivesse uma queda em 3,5% e caísse para a 4ª posição.

A penalizar esteve ainda a queda de passageiros em 2,2% em Londres Heathrow, que ainda assim se manteve o maior aeroporto europeu, com 6,58 milhões de passageiros, seguido por Amesterdão Schiphol, que teve um aumento em 3%, para 6,02 milhões, Istambul Ataturk, com +10,7%, para 5,96 milhões, Paris Charles de Gaulle, com -3,5%, para 5,75 milhões, e Frankfurt, com +5,8%, para 5,74 milhões.

A segunda metade do Top10 inclui Madrid, com 4,8 milhões (+7%), Barcelona, com 4,23 milhões (+3,1%), Munique, com 3,79 milhões (+2%), Londres Gatwick, com 3,74 milhões (-1,4%), e Roma Fiumicino, com 3,67 milhões (+5,9%).

Abril deste ano foi um mês penalizado pelo efeito alteração da data da Páscoa, uma vez que esse ‘pico’ das viagens ocorreu principalmente em Março, quando há um ano tinha sido em Abril.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.