Aeroporto de Moscovo Sheremetyevo teve o maior aumento de passageiros do ano de 2018

12-02-2019 (17h06)

Moscovo Sheremetyevo foi o aeroporto líder em aumento de passageiros na Europa, com mais 5,7 milhões que em 2017, o que lhe valeu entrar para o Top10 dos aeroportos europeus de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International - Europe (ACI Europe).

Os dados publicados pelo ACI, compreendendo um total de 237 aeroportos europeus, mostram que, no topo, nada de novo, com os maiores sete europeus em 2018 a serem os mesmos que em 2017 e 2016, ou seja, Londres Heathrow, Paris Charles de Gaulle, Amesterdão, Frankfurt, Istambul Ataturk, Madrid Barajas e Barcelona El Prat.

A primeira novidade no ranking dos maiores aeroportos europeus foi, pois, a subida de Munique de 9º para 8º maior, por troca com Londres Gatwick, e, seguidamente, a entrada de Moscovo Sheremetyevo para 10º, ‘empurrando’ Roma Fimicino para fora do Top10.

Segundo os dados do ACI, 2018 foi o ano em que Londres Heathrow passou a marca dos 80 milhões de passageiros, com 80,12 milhões, e Paris Charles de Gaulle e Amesterdão superaram ambos a marca dos 70 milhões, com 72,22 milhões e com 71,05 milhões, respectivamente.

Frankfurt, que teve o terceiro maior aumento ano, com mais cerca de cinco milhões que em 2017, alcançou um total de 69,5 milhões, e Istambul Ataturkfoi o 5º maior, com 68,19 milhões.

Madrid Barajas foi o 6º maior aeroporto europeu em 2018, com 57,86 milhões de passageiros, seguindo-se Barcelona, com 50,14 milhões, Munique, com 46,25 milhões, Londres Gatwick, com 46,07 milhões, e Moscovo Sheremetyevo, com 45,83 milhões.

O aeroporto moscovita foi mesmo o que teve o maior aumento de passageiros no ano de 2018, com mais 5,7 milhões (+14,3%), seguido por Antalya, com mais 5,5 milhões (+21,1%), Frankfurt, com mais cinco milhões (+7,8%), Madrid, com mais 4,5 milhões (+8,4%), e Istambul Ataturk, com mais 4,1 milhões (+6,4%).

Dos 237 aeroportos com dados de tráfego em 2018 publicados pelo ACI, 182 tiveram aumentos de passageiros e 55 tiveram quebras, a maior das quais em Moscovo Domodedovo, que teve menos 1,2 milhões de passageiros que em 2017 (-4,1%), seguindo-se Trapani, com menos 810 mil (-62,8%), Birmingham, com menos 545 mil (-4,2%), Hamburgo, com menos 387 mil (-2,2%), e Hahn, com menos 378 mil (-15,3%).

 

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa teve o 3º crescimento mais forte dos grandes aeroportos europeus em 2018

Aeroporto de Faro repetiu Top5 de crescimento do ACI Europa em Dezembro

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vueling vai ter voos Tenerife - Lisboa

15-02-2019 (16h56)

A Vueling, low cost do IAG, grupo de que fazem parte também a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Level, vai ter voos entre Tenerife e Lisboa a partir de Abril.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.

Aeroportos espanhóis começam 2019 com aumento de um milhão de passageiros

15-02-2019 (15h08)

Os 49 aeroportos espanhóis somaram 16,58 milhões de passageiros no primeiro mês deste ano, com um aumento em 7% ou 1,08 milhões em relação a Janeiro de 2018, cerca de metade do qual em Madrid Barajas e em Barcelona El Prat, de acordo com a AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

Lucro da Finnair baixa 11% para 150,7 milhões de euros em 2018

15-02-2019 (14h37)

A Finnair, que voa de Helsínquia para Lisboa e tem programado voar também para o Porto, obteve um lucro líquido de 150,7 milhões de euros em 2018, menos 11% do que no ano anterior, apesar de um aumento da facturação.