Aeroporto de Lisboa teve apenas um terço das partidas a horas no mês de Julho, OAG

08-08-2018 (15h05)

Cinco aeroportos portugueses tiveram mais de metade das partidas atrasadas

Em 9.979 voos, apenas um terço (33,3%) partiram até 15 minutos da hora anunciada — assim foi a pontualidade do Aeroporto de Lisboa no mês de Julho, de acordo com a OAG, que cotou o maior aeroporto português como o décimo pior entre 1.194 de todo o mundo, depois de 6º pior em Junho.

O Aeroporto de Lisboa, posicionado no ranking da OAG com o 1.185º pior índice de pontualidade, porém, nem destoou assim tanto relativamente aos outros aeroportos portugueses, também eles geridos pela ANA, subsidiária do grupo francês desde a privatização do monopólio dos aeroportos portugueses no Governo de Passos Coelho.

Os dados da OAG, que mensalmente publica estatísticas de pontualidade de companhias e aeroportos, indicam que também tiveram mais de metade dos voos atrasados mais de 15 minutos os aeroportos açorianos de Terceira, Horta, Ponta Delgada, a que se somou ainda o Porto.

A Terceira, que é o único dos aeroportos portugueses que não faz parte do grupo ANA, teve o 1.158º pior índice de pontualidade, com apenas 44,1% dos voos a partirem até 15 minutos da hora anunciada, a Horta veio logo a seguir, com o 1.157º pior índice, de 44,4%, Ponta Delgada teve o 1.152º pior índice, com 45,1%, e o Porto teve o 1.135º índice, com 48,2%.

O Funchal, pelo contrário, foi o aeroporto português com o melhor índice de pontualidade, com 61,9% dos voos a partirem até 15 minutos da hora anunciada, tendo, ainda assim, o 989º pior índice do mês.

Depois do Funchal, os melhores aeroportos portugueses em Julho foram Faro, com um índice de pontualidade de 57,1%, e Pico, com 54%.

Faro teve assim o 1.055º pior índice do mês e o Pico o 1.090º.

A informação publicada pela OAG mostra que o mau desempenho de Lisboa teve paralelo em outros grande aeroportos europeus, como Londres Luton, uma das mais importantes bases da easyJet, que em Julho teve apenas 29% dos voos a partirem até 15 minutos da hora prevista, no que foi o 1.190º pior índice do mês.

Londres Stansted, principal base da Ryanair, é outro exemplo, tendo o 1.173º pior índice do mês, com apenas 39,7% dos voos até 15 minutos da hora anunciada, Manchester, com o 1.164º pior índice, de 42,5%, e, principalmente, os dois grandes aeroportos da capital francesa, Paris Orly em 1.159, com apenas 43,9% de voos até 15 minutos da hora, e Paris Charles de Gaulle, principal hub da Air France, em 1.156, com apenas 44,7%.

Entre os grandes aeroportos, com mais de dez mil voos no mês de Julho, o melhor em pontualidade em Julho foi, segundo o ranking da OAG, o moscovita Sheremetyevo, com 93% dos voos a partirem até minutos da hora anunciada.

Os maiores aeroportos do mundo em Julho foram os norte-americanos Chicago O’Hare, com 39.636 voos, Atlanta Hartsfield, com 38.695, Los Angeles Internacional, com 29.273, Dallas Fort Worth, com 28.831, e Denver International, com 26.226.

Apesar da intensidade, qualquer deles teve mais de 70% dos voos a partirem até minutos da hora previsra, com 79% para Los Angeles International, 76,8% para Atlanta, 75,7% para Chicago, 75,2% para Dever e 71,7% para Dallas.

O top 10 em número de voos segue com o chinês Beijing Capital, com 25.971 voos, o norte-americano Charlotte, com 22.485, o alemão Frankfurt International, com 22.275, o japonês Tokyo Haneda, com 21.483, e o indonésio Jakarta Soekarno, com 21.272.

O melhor destes em pontualidade e melhor do Top10 foi Tokyo Haneda, com 80,2% dos voos a partirem até 15 minutos da hora devida, e o pior foi Jakarta, com 46,4%.

Charlotte teve 72,5% dos voos a partirem à hora, Beijing Capital teve 64,7% e Frankfurt teve 58,3%.

 

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa foi o 6º pior do mundo em pontualidade no mês de Junho

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: OAG

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

IATA declara perspectivar 2019 com “optimismo cauteloso”, mas lucros a subirem 9,9%

12-12-2018 (17h33)

A IATA avançou hoje previsões para 2019, dizendo que encara o ano que vem com “optimismo cauteloso”, mas avançando que antecipa um aumento do lucro líquido do sector em 9,9%, para 35,5 mil milhões de dólares.

Vueling vai voar Lisboa – Valência no próximo Verão

12-12-2018 (17h00)

A Vueling, companhia de aviação do grupo IAG, de que fazem parte também a Iberia e a British Airways, vai voar três vezes por semana entre Lisboa e Valência no próximo Verão.

Ryanair ‘folga’ no dia de Natal

12-12-2018 (16h04)

A low cost Ryanair indicou hoje que não terá voos entre as 17h55 da véspera de Natal, hora a que prevê a última aterragem, e o dia 26, salientando que o 25 de Dezembro é “o único dia do ano em que a Ryanair não opera”.

Aeroporto de Faro sai de série de quebras para aumento de passageiros em quase 16% em Novembro

12-12-2018 (15h03)

O Aeroporto de Faro, que esteve a registar quedas de passageiros em vários meses deste ano, em Novembro quase recuperou da totalidade dessas quedas com um aumento de passageiros em 15,8%, com +20,3% nos voos de/para o Reino Unido, sua principal origem/destino de passageiros.

Avianca Brasil recorre à protecção de credores para resistir aos donos dos seus aviões

12-12-2018 (14h57)

A Avianca Brasil, uma das companhias de aviação do grupo Synergy dos irmãos Efromovich, recorreu à figura da protecção de credores, devido, segundo afirmou, “à resistência de arrendadores de suas aeronaves a um acordo amigável”.