Aeroporto de Lisboa melhora pontualidade em Novembro, mas ainda tem 30º pior índice do mundo, OAG

07-12-2018 (16h14)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

O Aeroporto de Lisboa teve em Novembro 56,4% dos voos a partirem até 15 minutos da partida, que é o seu melhor resultado nos rankings da consultora OAG desde Fevereiro, mas 7,7 pontos pior que no mês homólogo de 2017, no qual teve 64,1%.

A consultora coloca o Aeroporto de Lisboa com o 30º pior índice do mês entre 1.195 aeroportos classificados, imediatamente antes de Bogotá com 56,4%, no qual a OAG ‘seguiu’ 11.676 voos, que faz dele o 52º maior do mundo, enquanto o Humberto Delgado foi 85º em número de voos, com 7.999.

Para os outros aeroportos portugueses incluídos no ranking pela OAG, Horta, Ponta Delgada e Porto estão também entre os 50 piores do mundo, respectivamente com 58,9%, 59,9% e 60,1% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora anunciada.

O melhor aeroporto português em pontualidade no mês de Novembro foi Faro, com 70,4% de chegadas até 15 minutos da hora prevista, seguido pelo Funchal, com 62,6%, e Terceira, com 61,8%, que não estiverem ‘longe’ da marca do Porto e estiveram entre os 100 piores do mundo no mês.

No conjunto dos 1.195 aeroportos com índices de pontualidade em Novembro publicados pela OAG, Lisboa ficou em 1.166º. o Porto em 1.148º, Faro em 1.006º, Funchal em 1.123º, Ponta Delgada em 1.151º, Terceira em 1.133º e Horta em 1.160º.

A informação do OAG indica que o maior aeroporto em número de voos, o Chicago O’Hare, com 35.665, teve 77,3% das partidas até 15 minutos da hora anunciada, Atlanta Hartsfield-Jackson (34.296 voos) teve 78%, Los Angeles International (25.582 voos) teve 81,8%, Dallas Fort Worth (25.518 voos) teve 80,9% e Beijing Capital (24.752 voos) teve 86,8%.

Os maiores aeroportos europeus listados pela OAG por número de voos em Novembro são Frankfurt (19.215 voos), Londres Heathrow (19.027 voos) e Amesterdão (18.398 voos), que é o melhor em pontualidade, com 82,2% das partidas até 15 minutos da hora anunciada, seguido por Frankfurt, com 75,7%, e só depois Londres, com 73,3%.

O melhor dos grandes aeroportos (mais de dez mil voos) é Moscovo Sheremetyevo (14.773 voos), que teve 94,7% das partidas até 15 minutos da hora anunciada, seguido por Tóquio Haneda (20.547 voos), com 92,5%.

 

Clique para mais notícias: OAG

Clique para mais notícias: Pontualidade

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair lança-se na venda de bilhetes para eventos desportivos

14-12-2018 (17h12)

A Ryanair anunciou que começou a comercializar bilhetes para eventos desportivos, designadamente para jogos de futebol das primeiras divisões espanhola e francesa.

Brasil autoriza estrangeiros a ter 100% do capital das companhias aéreas do país

14-12-2018 (16h59)

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou uma medida provisória que abre espaço para que estrangeiros assumam 100% do controlo do capital das companhias aéreas do país.

Operador dinamarquês vai ter charters para Portugal com a Jet Time, após falência da Primera Air

14-12-2018 (15h49)

O operador turístico dinamarquês Bravo Tours contratou a companhia aérea Jet Time para fazer as suas operações charter no próximo Verão, incluindo voos para Portugal, que estavam previstas ser realizadas pela Primera Air, que declarou falência em Outubro.

TAP prevê poupar 30 milhões de euros na factura de combustível em 2019

14-12-2018 (12h56)

A TAP prevê conseguir em 2019 uma poupança de 30 milhões de euros nos custos de combustível, graças à renovação da frota com aviões mais eficientes, de acordo com o Chief Financial Officer (CFO) da companhia, Raffael Quintas.

Manutenção e engenharia da TAP no Brasil prevê lucro de 3 milhões de euros em 2019 – Antonoaldo Neves

14-12-2018 (12h35)

O negócio da manutenção e engenharia da TAP no Brasil, a ex-VEM (Varig Engenharia e Manutenção), atingiu o equilíbrio operacional em 2018 e deverá alcançar em 2019 um lucro operacional de três milhões de euros, disse Antonoaldo Neves, CEO da TAP.

Ultimas Noticias