Aeroporto de Lisboa atenua queda do tráfego aéreo de/para Portugal este Janeiro

27-02-2020 (15h32)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

Os aeroportos portugueses começaram este ano com um ligeiro decréscimo do número de voos, mas não por culpa de Lisboa estar esgotado, pelo contrário, até foi o aeroporto da capital que atenuou a quebra de 3,3% para 0,2%, por ter registado o maior aumento do mês.

Dados de tráfego dos aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci a que o PressTUR teve acesso indicam que o Aeroporto de Lisboa, repetidamente declarado esgotado, teve no primeiro mês 16.441 voos a chegarem e a partirem, ou movimentos, na terminologia dos aeroportos, +2,3% ou mais 363 que no primeiro mês de 2019, somando um total de 16.441, enquanto os outros nove aeroportos geridos pela ANA/Vinci tiveram -3,3% ou menos 426, ficando em 12.548.

Lisboa concentrou assim 56,7% do total de movimentos de aviões em aeroportos portugueses sob gestão da ANA/Vinci, recuperando da marca de 55,3% para a qual caíra no primeiro mês de 2019 face ao primeiro mês de 2018, em que tivera 56,8%.

Os dados consultados pelo PressTUR mostraram que a  quebra de movimentos em aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci se deveu essencialmente às quebras em Faro, que teve um decréscimo em 14,2% ou 291, para 1.761, e na Madeira, que teve uma quebra em 9,7% ou 188, para 1.753.

Também com decréscimo de movimentos no primeiro mês deste ano estiveram o Aeroporto de Ponta Delgada (-4,2% ou menos 53, para 1.224), Horta (-0,7% ou menos dois, para 287) e Flores (-9,1% ou menos oito, para 80).

A compensar estas quebras estiveram principalmente os aumentos em Lisboa (+2,3% ou mais 363) e no Porto (+1,5% ou mais 101, para 7.055).

No mesmo sentido concorreram os aumentos em Santa Maria (+2,2% ou mais cinco, para 231), Porto Santo (+4,3% ou mais seis, para 147) e Beja (+66,7% ou mis quatro, para dez).

Em número de passageiros, além dos aumentos em Lisboa (+10,4% ou mais 205,1 mil, para 2,18 milhões) e no Porto (+6,2% ou mais 50,7 mil, para 884 mil), tiveram alguma expressão os crescimentos em Ponta Delgada (+2,3% ou mais 2,4 mil, para 111,7 mil), Horta (+2,1% ou mais 263, para 13 mil), Porto Santo (+35,7% ou mais dois mil, para 7,8 mil), Santa Maria (+22,1% ou mais 1,3 mil, para 7,4 mil), Flores (+4,2% ou mais 116, para 2,8 mil) e Beja (+81,3% ou mais 13, para 29).

Já os aeroportos de Faro e do Funchal tiveram quebras de passageiros, respectivamente em 8,9% ou 23,6 mil, para 240,9 mil, e em 0,9% ou 1,9 mil, para 224,5 mil.

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa teve pela primeira vez mais de dois milhões de passageiros num mês de Janeiro

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal


 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair admite ter a frota imobilizada “pelo menos” em Abril e Maio

03-04-2020 (18h28)

A low cost Ryanair indicou hoje que espera ter que manter imobilizada a sua frota “pelo menos” este mês e em Maio, referindo que actualmente está com menos de 20 voos diários, significando uma redução em 99% em relação à sua operação normal, em que fazia diariamente mais de 2.500 voos.

Portugueses em Timor-Leste regressam no Sábado

03-04-2020 (12h05)

Os portugueses que se encontravam a trabalhar em Timor-Leste, a maioria dos quais como professores, vão partir do aeroporto de Díli no Sábado de manhã rumo a Lisboa a bordo de um Boeing B767-300ER da euroAtlantic Airways.

Governo fecha aeroportos ao tráfego de passageiros entre 9 e 13 de Abril, António Costa

02-04-2020 (19h27)

O primeiro-ministro anunciou hoje que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos portugueses no período da Páscoa, entre os dias 9 e 13 deste mês, excepção feita aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

IAG amplia redução da operação em Abril e Maio para 90% e acordos para redução de encargos com pessoal

02-04-2020 (18h20)

O IAG, grupo que engloba British Airways, Aer Lingus, Iberia, Vueling e Level, anunciou hoje que decidiu ampliar a redução da operação em Abril e Maio, de “pelo menos 75%” para “aproximadamente 90”.

Airlines for Europe apoia adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo

02-04-2020 (18h15)

A associação de companhias aéreas europeias Airlines for Europe manifestou o seu apoio em relação à proposta da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea Eurocontrol que sugere o adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo.

Noticias mais lidas