Aeroporto de Lisboa abranda crescimento mais já superou total de passageiros de 2017

12-12-2018 (13h20)

O Aeroporto de Lisboa contabilizava no fim de Novembro mais cerca de 300 mil passageiros que em todo o ano de 2017, embora se tenha acentuado a tendência de abrandamento do crescimento, ao ponto de ter registado o crescimento mais fraco dos últimos 30 meses.

Dados de tráfego dos aeroportos portugueses geridos pela ANA, subsidiária da Vinci, a que o PressTUR teve acesso, indicam que o Aeroporto Humberto Delgado teve 2,085 milhões de passageiros em Novembro e passou a somar 26,959 milhões no conjunto dos primeiros onze meses deste ano, quando em todo o ano de 2017 somara 26,663 milhões.

A informação indica, também, que relativamente a 2017 o crescimento do número de passageiros em Novembro foi de 3,2%, o mais fraco desde Abril de 2016, mas que no conjunto dos onze meses de Janeiro a Novembro o crescimento ainda se mantém em 9,4%, significando um aumento de aproximadamente 2,3 milhões em relação ao período homólogo de 2017, o que tem mantido Lisboa entre os aeroportos europeus com maiores aumentos de passageiros (clique para ler: Aeroporto de Lisboa mantém 9º maior aumento de passageiros da Europa no fim de Outubro).

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostra que as origens/destinos que mais influenciaram no sentido do abrandamento do crescimento do tráfego, ao registarem quebras de passageiros, foram França, que ainda assim se mantém a segunda mais importante, com queda em 2,2%, Alemanha, com queda em 0,6%, Suíça, com -6%, Turquia, com -1,4%, e Polónia, com -21,1%.

E no mesmo sentido concorreram as origens/destinos cujos voos tiveram aumentos de passageiros, mas inferiores ao crescimento médio, como as ligações domésticas, com outros aeroportos do continente e das Regiões Autónomas, que tiveram um aumento de passageiros de apenas 0,3%, Espanha, com +2,1%, Brasil, com +2%, Itália, com +1,2%, e Luxemburgo, com +0,1%.

A informação a que o PressTUR teve acesso indica que nas 20 principais origens/destinos, que somaram 1,922 milhões de passageiros, o que equivale a 92,2% do total, o Aeroporto de Lisboa até teve um aumento passageiros ligeiramente mais forte, em 3,4%.

Porém, se se considerarem apenas as cinco principais origens/destinos, (voos domésticos, França, Espanha, Reino Unido e Alemanha), que significam mais de metade do total de passageiros no mês (54%, com 1,125 milhões), o crescimento médio ficou em 2,7%, e se se considerarem as dez principais (mais Brasil, Itália, Holanda, Suíça e Estados Unidos), que representaram 78,2% do total de passageiros, com um total de 1,63 milhões, o aumento médio foi de 2,4%.

Pior, de acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, esteve, porém, o crescimento de passageiro as ligações com origens/destinos fora do Top20, cujo aumento médio de passageiros ficou em apenas 1,1%, mas que apenas ‘valeram’ 7,8% do total de passageiros do mês, com 162,7 mil.

Entre as origens/destinos que mantiveram crescimentos mais fortes que o aumento médio do Aeroporto sobressaíram os Emirados Árabes Unidos, com um aumento em 37,9%, para 28,3 mil, Irlanda, com +22,1%, para 24,7 mil, Reino Unido, com +18,3%, para 196,4 mil, Cabo Verde, com +15,4%, para 35,7 mil, Canadá, com +10,5%, para 17,7 mil, e Bélgica, com +10,3%, para 65,5 mil.

Em valor absoluto, o maior crescimento em Novembro deu-se nos voos de/para o Reino Unido, com mais cerca de 30,3 mil, seguindo-se as ligações com os Emirados Árabes Unidos, com mais cerca de 7,8 mil, e Bélgica, com mais cerca de seis mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Air Europa ‘refreia’ capacidade para São Paulo no próximo Inverno

25-06-2019 (16h00)

A Air Europa, companhia de aviação do grupo espanhol Globalia, indicou que vai ter um Boeing B787-8 Dreamliner a voar entre Madrid e São Paulo Guarulhos no próximo Inverno IATA, entre 27 de Outubro e 29 de Fevereiro, quando anteriormente previa ter o modelo com mais capacidade, o B787-9.

TAP confirma "indisposições pontuais" em aviões A330neo, mas afasta risco para saúde

25-06-2019 (11h38)

A TAP confirmou hoje “casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições” em alguns voos nos seus novos Airbus A330neo, eventualmente associados a “alguns odores do equipamento de ar condicionado”, garantindo ser uma situação “normal em aeronaves novas”.

Wizz Air vai continuar com o Airbus A321neo entre Budapeste e Lisboa no próximo Inverno

24-06-2019 (12h15)

A Wizz Air, que se apresenta como a maior companhia low cost da Europa Central e do Leste, indicou que no Inverno IATA 2019/20, que começa em finais de Outubro, vai manter os voos entre Budapeste e Lisboa em Airbus A321neo.

Level do IAG vai voar de Amesterdão para Lisboa em concorrência com TAP, KLM, Transavia, easyJet e Vueling

24-06-2019 (11h41)

A Level, companhia criada pelo IAG alegadamente para concorrer no mercado de baixas tarifas e que começou por se centrar em voos de Longo curso à partida de Barcelona, já está a voar entre Lisboa e Amesterdão em Airbus A321 da Anisec.

Qatar Airways começou hoje a voar entre Doha e Lisboa

24-06-2019 (11h00)

A Qatar Airways, uma das grandes companhias do Golfo membro da aliança Oneworld, accionista do IAG, grupo da British Airways e Iberia, e da LATAM, grupo da LAN e da TAM, eleita “melhor companhia de aviação do mundo nos prémios Skytrax 2019, já fez hoje o primeiro voo de Doha para Lisboa e tem neste momento um dos seus Boeing B787-8 Dreamliner a voar da capital portuguesa para a cidade do Emirado.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas