Aeroporto de Faro cresce 18,4% no 1º bimestre com Ryanair a subir mais de 30% nos dois meses

06-04-2016 (13h51)

O Aeroporto de Faro teve 397,9 mil passageiros nos primeiros dois meses deste ano, representando um aumento em 18,4% face ao período homólogo de 2015, para o qual o maior contributo veio da sua maior companhia, a Ryanair, que cresceu quase 32%.

O calendário mais favorável este ano ao primeiro bimestre, designadamente por Fevereiro ter 29 dias, explica, pelo menos parcialmente, o aumento verificado, mas em comunicado divulgado ontem a ANA, gestora dos aeroportos portugueses, anunciou que perspectiva “o melhor ano de sempre” no Algarve, tanto em total de passageiros quanto em “melhor distribuição da actividade aeroportuária ao longo do ano, um importante contributo para atenuar a sazonalidade desta infra-estrutura, em particular, e do turismo no Algarve em geral”.

A explicar essa perspectiva está, segundo a ANA, que o Aeroporto de Faro vai contar este ano com nove novas rotas, equivalendo “a mais 20 frequências semanais”, “novas rotas para o ano inteiro [que] atenuam sazonalidade” e “mais 20% de lugares face ao verão de 2015”, representando um aumento de cerca de um milhão, o que permite calcular que vai ter aproximadamente seis milhões de lugares.

Dados do Aeroporto de Faro a que o PressTUR teve acesso indicam que em Fevereiro deste ano já contou com oito companhias que há um ano não operaram pelo menos neste período, a Czech Airlines, a Aigle Azur, a Flybe, a Transavia France, a Brussels Airlines, a Small Planet Airline, a Primera Air Nordic e a Norwegian Air International, as quais somaram 10.315 passageiros, ou seja, 4,6% do total do mês.

Porém, mais forte do que a entrada dessas novas companhias foi o impacto do crescimento da Ryanair, que em Fevereiro transportou de/para Faro quase 59 mil passageiros, representando 26,4% do total do Aeroporto, com um aumento em 31,1% ou quase 14 mil em relação ao mês homólogo de 2015.

Ainda assim, a Ryanair ficou aquém do crescimento registado em Janeiro, em que teve um aumento de passageiros em 32,1%, para 60,7 mil, representando 34,8% do total, com o qual no conjunto do primeiro bimestre soma 119.687 passageiros, representando 30,1% do total do período e um aumento em relação aos primeiros dois meses de 2015 em 31,6% ou 28,7 mil.

Esta evolução contrata com a da sua principal rival em Faro, a easyJet, nº 2 do Aeroporto, que em Janeiro teve uma queda de passageiros em 4,4%, para 33 mil, e em Fevereiro, apesar de mais um dia que em 2015, teve um decréscimo em 0,6%, para 43,9 mil, ficando com um decréscimo médio no bimestre em 2,3%, para 76.930 passageiros, o que equivale a 19,3% do total.

A perspectiva avançada ontem pela ANA, porém, aponta para que seja a easyJet a ter um aumento de capacidade este ano em Faro que a Ryanair.

“Para 2016, o tráfego de voos regulares deverá crescer 19%, enquanto nos voos charter a subida é de 29%, sendo que 90% dos lugares são oferecidos em voos regulares”, refere o comunicado, acrescentado de seguida que “a Ryanair e a easyJet devem consolidar a liderança em termos de tráfego com crescimentos de 8 e 17 por cento respectivamente”.

Relativamente a origens/destinos, o comunicado da ANA diz que “2016 irá trazer também um aumento do tráfego proveniente de países do espaço Schengen, sobretudo com os contributos de França e Alemanha, sendo que crescem igualmente os mercados tradicionais, como o Reino Unido e Irlanda (Não Schengen). A origem com maior quota de mercado continuará a ser o Reino Unido que chegará ao fim do Verão IATA com uma quota de 51% e um crescimento de 14%”.

Os dados do primeiro bimestre indicam que os voos de/para o Reino Unido tiveram um aumento de passageiros em 13,4% ou quase 23 mil, para 194.066, o que equivale a 48,8% do total do período, abaixo, portanto, do aumento médio do aeroporto, o que significa que teve um contributo menor para a atenuação da sazonalidade, tal como a easyJet em termos de companhias.

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Faro

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Algarve

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelport torna-se o primeiro GDS a gerir uma reserva de voos com NDC (Actualiza)

23-10-2018 (15h07)

A Travelport, líder em Portugal no fornecimento de conteúdos e processamento de reservas de agências de viagens, anunciou que a primeira reserva de voos baseada em New Distribution Capability (NDC) da IATA foi feita em Travelport Smartpoint, a sua aplicação de ponto de venda para agências de viagens.

Travelport torna-se o primeiro GDS a gerir uma reserva de voos com NDC

23-10-2018 (10h10)

A Travelport anunciou que a primeira reserva de voos baseada em New Distribution Capability (NDC) foi feita através do Travelport Smartpoint pela agência de viagens britânica Meon Valley Travel, na sexta-feira, dia 19 de Outubro, para um voo low cost de Londres para Milão.

TAP reforça liderança em voos Portugal - Espanha até Setembro, embora com perda de quota no Verão

22-10-2018 (18h02)

A TAP foi a companhia de aviação em que viajaram 39,7% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal nos primeiros nove meses deste ano, a ganhar assim 0,2 pontos em relação ao período homólogo de 2017, embora no Verão (Junho a Setembro) tenha ficado em 37,6%, a baixar 0,6 pontos.

Voos entre Espanha e Portugal crescem 14,1% até Setembro e atingem 3,7 milhões passageiros

22-10-2018 (17h30)

Os aeroportos espanhóis contabilizaram 3,7 milhões de passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros nove meses deste ano, com um aumento em 14,1% ou quase 459 mil, de acordo com os dados da empresa gestora, a AENA, consultados pelo PressTUR.

Tráfego aéreo Espanha-Brasil volta a crescer, e a dois dígitos

22-10-2018 (17h02)

Depois de em 2017 ter caído 8%, o número de passageiros a voarem entre Espanha e o Brasil está a subir este ano a 10,8% e com o aumento nos meses de Verão na Europa (Junho a Setembro) a atingir 19,2%, de acordo com dados da gestora dos aeroportos espanhóis, AENA, recolhidos pelo PressTUR.