Accionista da TAP explica cancelamentos de voos com “congestionamento em outros aeroportos”

04-04-2018 (22h13)

David Neeleman, Fernando Pinto e Humberto Pedrosa (Foto: TAP)
David Neeleman, Fernando Pinto e Humberto Pedrosa (Foto: TAP)

O accionista da TAP Humberto Pedrosa explicou os cancelamentos de voos da companhia nos últimos dias de Março com “problemas de congestionamento em outros aeroportos”.

“Que eu saiba não temos nenhuma greve de pilotos prevista. É natural que existam cancelamentos de voos nesta altura. No período da Páscoa há muito movimento. Temos tido problemas de congestionamento em outros aeroportos e isso gera atrasos e algumas vezes cancelamentos", disse o empresário, citado pela Agência Lusa.

Na última semana de Março foi noticiado que a TAP tinha cancelado pelo menos 36 voos entre as 7h00 de dia 26 e a manhã de 27 e esse número anormal de cancelamentos foi relacionado com uma acção dos pilotos de “seguir à risca o que diz o Acordo da Empresa em relação às horas de descanso” (para ler mais clique: TAP cancelou 36 voos no Aeroporto de Lisboa desde ontem de manhã).

Humberto Pedrosa, que participava na cerimónia que marcou o início da subconcessão para a operação e manutenção do Metro do Porto para o período 2018-2025, desvalorizou a situação e contrapôs que “a imagem da TAP está muito forte” e “está a crescer com muita solidez”.

Convidado a comentar a escolha de Antonoaldo Neves para a liderança da gestão executiva da transportadora aérea portuguesa, Humberto Pedrosa afirmou que foi escolhida “a pessoa certa”.

“É uma pessoa jovem, com muita vontade, experiência, muita disponibilidade e que gosta da companhia. Vamos renovar e levar a TAP para um patamar que a TAP deve estar”, afirmou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CEO da TAP defende direito a sonhar com liderar tráfego entre a Europa e a América do Norte

20-06-2018 (17h57)

Embora tenha pela frente concorrentes como a British Airways, que ainda em 4 de Maio começou a voar de Londres-Heathrow para Nashville, sua 26ª cidade nos Estados Unidos, o CEO da TAP reivindicou hoje no Porto o direito a da companhia a “sonhar grande em relação a ser a principal companhia aérea que liga a Europa à América do Norte”.

CEO da TAP garante aposta no Porto e ironiza: “a concorrência que se cuide”

20-06-2018 (17h51)

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro "é historicamente um dos alicerces da TAP", que tem um "compromisso total e absoluto" com o Porto, garantiu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, que rematou com um: "Queremos ter uma posição dominante no Porto, e a concorrência que se cuide".

Antonoaldo Neves reconhece pontualidade como “problema gravíssimo” da TAP

20-06-2018 (17h48)

"Temos um problema gravíssimo de pontualidade na ponte aérea e na TAP em geral", reconheceu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, na sessão de balanço da operação da companhia aérea no Porto admitiu, que assegurou tratar-se de um "desafio" a superar nos próximos tempos.

Exportações portuguesas de transporte aéreo de passageiros voltam a crescer acima de 20% em Abril

20-06-2018 (16h28)

As empresas portuguesas de transporte aéreo de passageiros, as maiores das quais a TAP, a Azores Airlines, a euroAtlantic e a Hi Fly, aumentaram em Abril as vendas ao estrangeiro em 23,2%, alcançando assim um aumento médio em 15,3% no quadrimestre.

CEO da TAP diz que auditoria do TdC é "assunto de accionista" mas afirma-se "confiante" no futuro

20-06-2018 (14h56)

Antonoaldo Neves, CEO da TAP, escusou-se hoje a comentar a auditoria do Tribunal de Contas (TdC) que aponta uma acrescida "exposição" do Estado português a "contingências adversas" da companhia, mas dizendo estar "confiante" num bom desempenho financeiro da empresa.