Viagens El Corte Inglés Portugal aposta em automatizar todo o processo de venda, Bernardo Marquez (3/3)

19-11-2018 (16h10)

Foto: El Corte Inglés
Foto: El Corte Inglés

A Viagens El Corte Inglés tem em curso um processo que prevê esteja concluído em Fevereiro, quando começar o novo ano fiscal, que o seu director-geral, Bernardo Marquez, diz ser uma aposta em "automatizar todo o processo de venda para que seja mais fácil aos colaboradores fazer uma venda".

Trata-se, segundo explicou, de “uma ferramenta onde pode consultar qualquer produto aéreo, hotéis, pacotes, bilhetes, qualquer coisa” para que os seus colaboradores sejam efectivos consultores de viagens.

 

PressTUR: Como é estão as vendas online?

Bernardo Marquez: Nós aqui abrimos um contact center. Para o online estamos a terminar agora o desenvolvimento de um produto que vai ser bastante inovador aqui em Portugal. São pacotes dinâmicos muito interessantes. É possível fazer uma viagem à medida, com voos, hotéis, transferes, excursões, entradas, bilhetes para espectáculos. Esperamos que esteja pronto em Janeiro.

 

PressTUR: As vendas online estão a crescer?

Bernardo Marquez: O peso do online está a crescer muito rapidamente. Mas continua a ser mais forte o presencial. Temos uma estratégia de ‘omnicanalidade’, em que o cliente está no centro e pode começar a venda numa loja e fechar a venda online. Ou seja, vamos ter o mesmo produto, a mesma qualidade de serviço em todos os canais de distribuição. E o cliente decide como quer fazer. Pode ir à agência, faz o orçamento e depois faz o pagamento através de um link, recebe a documentação online, como quiser. É uma estratégia que estamos a tentar implementar aqui.

 

PressTUR: É um plano ambicioso...

Bernardo Marquez: Somos realistas. Temos uma estratégia muito definida para tentar atingir certas posições. Um mercado em que há quatro players muito fortes e que tem o mercado de sempre. Nós começámos muito devagarinho. Agora a ideia é tentar o terceiro ou o segundo lugar nos próximos três ou quatro anos. Há grupos, como o grupo Abreu, que têm um volume muito grande e que vai ser difícil chegar aos seus números.

 

PressTUR: A estratégia para crescer passa pelo novo site, novas lojas...

Bernardo Marquez: Novo site, novas lojas, direccionamento das vendas, formação do pessoal. Estamos a investir muito na formação do pessoal para termos os melhores profissionais do sector. Estamos a mudar os sistemas, estamos a automatizar todo o processo de venda para que seja mais fácil aos colaboradores fazer uma venda. Através da tecnologia integramos uma ferramenta onde pode consultar qualquer produto aéreo, hotéis, pacotes, bilhetes, qualquer coisa. Para que ele seja um consultor de viagens para o cliente final. Estamos agora num processo de mudança de sistemas.

 

PressTUR: Quando é que prevêem ter os sistemas em funcionamento?

Bernardo Marquez: Tecnologia é tecnologia... as datas que os engenheiros nos dão não são totalmente certas porque eles não conhecem o negócio. Duas das ferramentas começam a chegar em finais de Dezembro/inícios de Janeiro. Os outros projectos antes do final de Fevereiro têm que estar prontos para que no começo do ano fiscal de 2019 esteja tudo pronto.

 

PressTUR: Qual é o valor global de investimento nestes projectos?

Bernardo Marquez: Não posso avançar. Mas estamos a falar de investimentos muito grandes, porque a ideia é globalizar. Estamos presentes em Espanha, onde somos líderes do mercado, estamos em Portugal e também em  Estados Unidos, México, Chile, Argentina, Peru, Colômbia, Equador, República Dominicana, Uruguai, França e Itália. A ideia é que todas as plataformas alimentem todos os países. Assim, todo o produto contratado no México podemos vender aqui, seja online, seja offline, ou qualquer coisa.

 

PressTUR: Têm incoming nos outros países?

Bernardo Marquez: Sim. O mais forte é nos Estados Unidos. Depois também temos noutros países como México e Colômbia. Aqui temos actualmente a parte de grupos na área do incoming, mas a ideia seria também implementar um incoming para individuais em Portugal com uma ferramenta própria muito boa que temos nos Estados Unidos.

 

PressTUR: Está satisfeito de voltar a Portugal?

Bernardo Marquez: Muito. O país está muito diferente. Nota-se muito mais investimento. Mudou muito mesmo. E temos que aproveitar isto.

 

Ver também:

Viagens El Corte Inglés traça estratégia para chegar ao Top3 em Portugal, Bernardo Marquez (1/3)

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Operador dinamarquês vai ter charters para Portugal com a Jet Time, após falência da Primera Air

14-12-2018 (15h49)

O operador turístico dinamarquês Bravo Tours contratou a companhia aérea Jet Time para fazer as suas operações charter no próximo Verão, incluindo voos para Portugal, que estavam previstas ser realizadas pela Primera Air, que declarou falência em Outubro.

APG Portugal acrescenta Adria Airways e Jeju Air ao seu programa de interline

11-12-2018 (16h28)

As companhias de aviação Adria Airways, da Eslovénia, e Jeju Air, da Coreia do Sul, passaram a integrar o programa de emissão de bilhetes interline da APG Portugal.

Roadshow “Os Especialistas” visita seis cidades em Fevereiro

11-12-2018 (15h27)

O roadshow “Os Especialistas”, que junta fornecedores de produtos e serviços para agências de viagens, vai percorrer seis cidades portuguesas de 18 a 28 de Fevereiro, contando assim com menos duas sessões que na edição de 2018.

Bestravel chega às 53 lojas com nova agência em Lousada

11-12-2018 (14h40)

O grupo de agências de viagens Bestravel chegou às 53 lojas com a inauguração de uma nova agência em Lousada, no distrito do Porto.

Hotéis no Sal e na Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o Fim de Ano – presidente da AAVTCV

10-12-2018 (12h58)

Os hotéis das ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o réveillon, e os principais mercados emissores são o Reino Unido e Portugal, segundo Mário Sanches, presidente da Associação das Agências de Viagem e Turismo de Cabo Verde (AAVTCV).

Ultimas Noticias