Vendas de pacotes pelas agências GEA crescem 20% até 31 de Agosto

15-10-2017 (23h25)

“A melhor notícia desta convenção, à parte da adesão, são as vendas”, enfatizou Pedro Gordon, ao anunciar que as vendas de pacotes turísticos pelas agências de viagens do Grupo GEA estão com um aumento de 20% de Janeiro a Agosto.

O aumento das vendas refere-se ao Top12 dos operadores turísticos mais procurados nas agências do grupo, um conjunto que representa mais de 90% dos pacotes vendidos pelas empresas GEA.

Em centrais hoteleiras, contando o Top6 de parceiros, que também representam mais de 90% das reservas, o aumento é de 19%, segundo revelou Pedro Gordon aos jornalistas durante a XIII Convenção da GEA em Viseu.

O director da rede GEA em Portugal salientou que na venda de pacotes “o preço por passageiro tem-se mantido”, uma situação que considera surpreendente. “Quando vimos tantos aviões para as Caraíbas, todos pensámos que o preço unitário para as Caraíbas ia cair, [mas] não, tem-se mantido razoavelmente bom”.

As Caraíbas, designadamente Cuba, México e República Dominicana, “é o que mais factura”.

Outro destino de peso é o Algarve, que “factura muitíssimo”, estando o volume de facturação destes dois primeiros destinos, Caraíbas e Algarve, muito acima dos restantes, que incluem Cabo Verde, Baleares, Canárias, Porto Santo e outros.

Para o próximo ano, “se continuar a haver confiança do consumidor no país”, Pedro Gordon perspectiva que “podemos continuar a crescer”.

A Soltour mantém a liderança dos operadores turísticos com maior volume de facturação em pacotes vendidos pelas agências de viagens GEA, com um aumento homólogo de 12% de Janeiro a Agosto.

A Soltrópico é o segundo operador, “com nível de facturação já muito importante”, seguindo-se então, com volumes inferiores aos dois mais importantes, os operadores Nortravel, Jolidey e Solférias.

Do Top5, a Jolidey é o operador turístico que mais cresce em termos relativos, com um aumento de 32%, enquanto no geral o maior aumento relativo é o da Ego Travel, que passou de “compras residuais de uns 200 mil euros por ano para um milhão até 31 de Agosto”.

Outro crescimento destacado por Pedro Gordon é o do operador turístico Sonhando, “superior a 30%”.

 

Continua em:

“Mantiveram-se margens dignas” nas agências de viagens GEA – Pedro Gordon

 

Clique para mais notícias: GEA

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Está pronto para a era do NDC? – por Ian Heywood

21-09-2018 (16h36)

Com a New Distribution Capability (NDC) da IATA ainda a ser essencialmente um conjunto de interrogações, mas já a ‘abalar’ o mundo da comercialização de viagens, o PressTUR publica as reflexões de Ian Heywood, Global Head of Product & Marketing, Air Commerce da Travelport.

GeoStar apoia seis startups na preparação de produtos-piloto

21-09-2018 (09h49)

A rede de agências de viagens GeoStar anunciou que vai apoiar seis startups na preparação de produtos-piloto, no âmbito do programa de inovação The Journey.

Soltrópico retoma webinares em Outubro com um tema por mês

20-09-2018 (11h43)

O operador turístico Soltrópico vai retomar as acções de formação online para agentes de viagens a partir de Outubro, com um tema por mês.

easyJet atinge novo recorde de passageiros transportados num dia

19-09-2018 (08h58)

A low cost easyJet, terceira maior companhia de aviação em Portugal, anunciou que atingiu um novo recorde de passageiros transportados num só dia, com 330 mil em 1.941 voos a 14 de Setembro.

APECATE marca 7º Congresso para a ilha do Faial, Açores

18-09-2018 (19h28)

A ilha do Faial, no grupo central dos Açores, vai sediar o 7º Congresso da Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE), entre 30 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2019.