Vendas da TAP em reais sobem 5,2% nas agências de viagens corporate brasileiras

02-11-2016 (15h59)

O aumento do número de bilhetes vendidos permitiu à TAP concluir o terceiro trimestre com uma subida da receita de venda pelas agências de viagens corporate brasileiras associadas da ABRACORP, ainda que registando uma queda da tarifa média em 10,4%.

De acordo com os dados da ABRACORP, os bilhetes de voos internacionais vendidos pelas suas associadas tiveram o preço médio de 3.540,43 reais (cerca de 993 euros) no terceiro trimestre, com uma queda média em 1,8%.

As companhias dos Estados Unidos foram a que mais ‘puxaram para cima’ os preços, o que estará associado à valorização do dólar, com a United a ter uma subida do preço médio em 26,3%, a Delta a ter +14,6% e a American, +11%.

Em sentido oposto, com quebras, evidenciaram-se a Emirates, com -13,1%, a TAP, com -10,4% a Air France - KLM, com -9,7%, a Lufthansa - Swiss, com -9,5%, a TAM, com -8,6% e a British Airways - Iberia, com -6,4%.

Desta forma, uma vez que tiveram as maiores quebras do total de bilhetes vendidos e as descidas mais fortes da tarifa média, os grupos europeus tiveram as maiores quebras de vendas em reais.

A maior foi do grupo British Airways - Iberia, com menos 24,35 milhões de reais (-40,7%, para 34,07 milhões), seguindo-se Lufthansa - Swiss com menos 19,29 milhões (-23,5%, para 19,29 milhões), e Air France KLM com menos 18,77 milhões (-23,4%, para 61,32 milhões).

Já a TAP, por força do aumento do número de bilhetes vendidos, teve um aumento das vendas em reais em 1,94 milhões (+5,2%, para 39,43 milhões).

A maior subida no trimestre foi da United, em 13,73 milhões de reais (+25,6%, para 67,31 milhões), seguida pela COPA, com mais 4,86 milhões (+16,1%, para 35,04 milhões), e pela Delta, com mais 4,54 milhões (+9,1%, para 54,54 milhões).

Com aumentos de vendas em reais estiveram ainda, além da TAP, a American, com mais 2,72 milhões (+2,6%, para 106,09 milhões), a Avianca, com mais 2,71 milhões (+9,2%, para 32,3 milhões), a Aeroméxico, com mais 1,32 milhões (+7,3%, para 19,53 milhões), e a Etihad, com mais 352,9 mil (+2,4%, para 15,24 milhões).

Em queda, além dos grupos aéreos europeus e da TAM, estiveram as vendas da LAN com menos 2,71 milhões de reais (-11,2%, para 21,62 milhões).

Em função destes resultados, no terceiro trimestre as vendas em reais de voos internacionais pelas agências ABRACORP recuaram 7,9% ou 69,95 milhões de reais no terceiro trimestre, para 814,8 milhões de reais.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: ABRACORP

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

American Express GBT conclui aquisição do Hogg Robinson Group

20-07-2018 (13h19)

O American Express Global Business Travel (GBT) concluiu a aquisição do Hogg Robinson Group, uma empresa de serviços B2B especializada em gestão de viagens.

Solférias lança brochura digital dedicada ao Parque Warner Madrid

20-07-2018 (11h28)

O operador turístico Solférias lançou uma nova brochura digital com programas para o Parque Warner Madrid e informações sobre os seus atractivos.

Nuno Almeida assume “apoio operacional” na Bestravel

19-07-2018 (16h29)

A rede de agências de viagens Bestravel anunciou que, depois do Verão, Nuno Almeida vai assumir "a área de apoio operacional" à rede franquiada, acumulando funções com a área de sistemas de informação que já coordenava.

Soltrópico e Abreu anunciam charter para o Fim de Ano na Bahia

18-07-2018 (17h59)

A Soltrópico e a Abreu lançaram uma operação charter para o Réveillon na Bahia, com partida de Lisboa no dia 26 de Dezembro e regresso a 2 de Janeiro.

Operadores turísticos portugueses lançam charters para Fim de Ano no Brasil

18-07-2018 (10h34)

Os operadores turísticos Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral acabam de lançar operações charter para o Réveillon no Brasil, com quatro partidas e um total de 1.180 lugares para Salvador, Natal e Fortaleza.