Tiago Raiano e Rui Pinto Lopes ‘personificam’ renovação da lista de Pedro Costa Ferreira à APAVT

14-09-2017 (16h15)

Candidato também apresenta os nomes que propõe para liderar os Capítulos

Tiago Raiano, da Turangra, em candidato a presidente da Assembleia Geral da APAVT, e Rui Pinto Lopes, como candidato a director, são nomes que sobressaem como exemplos da renovação dos corpos sociais da APAVT que a lista liderada por Pedro Costa Ferreira se propõe fazer.

Os nomes apresentados hoje pelo candidato mostram que mantém grande parte dos agentes que já faziam parte das suas anteriores equipas, como Eduardo neves, da Portugal Travel Team, Nuno Mateus, da Solférias, Paula Alves, da TravelTailors, e Tito Silva, da Caravela, os dois primeiros como vice-presidentes e Paula Alves como directora-tesoureira, a que acrescentou como candidatos a directores Duarte Correia, da W2M, e Rui Pinto Lopes, da Pinto Lopes Viagens.

Na mesma senda, estão, como suplentes da Direcção, Rosário Morais, da Vega, e Dafne Lemos, da Quasar.

A mesma preocupação de manter a equipa e simultaneamente renová-la é o que transparece dos nomes que propõe para a Assembleia Geral, a começar pelo candidato a presidente, que é Tiago Raiano, da Turangra.

Carlos Costa, da Club Tour e actual presidente, é candidato a vice-presidente e a lista inclui ainda Isabel Martins, da Professional Team, como primeira secretária, e Catarina Cymbron, da Melo, como segunda secretária.

Tendo como mandatários Fernando Guimarães, da AVIC, São da Graça, da Graçatur, e José Manuel Antunes, da Sonhando, a lista explicita ainda que serão os líderes dos capítulos o próprio Pedro Costa Ferreira, da Lounge, no Aéreo, Carlos Neves, da Gecontur (franchisador da Bestravel), na Distribuição, Nuno Mateus, Solférias, nos Operadores, Duarte Correia, da W2M, no incoming, e Eduarda Neves, da Portugal Travel Team, nos DMC.

Pedro Costa Ferreira informou ainda que os delegados regionais em caso de vitória da sua lista serão Tito Silva, da Caravela, no Norte, Vítor Osório, da Beta, no Centro, Dulce Almeida, da Classe, no Sul, Catarina Cymbron, da Melo, no Açores, e Gabriel Gonçalves, da MTS, na Madeira.

 

Para ler mais clique:

“Valorizar ainda mais os agentes de viagens” é o mote da candidatura de Pedro Costa Ferreira à APAVT

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências e Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Lusanova Cruzeiros já vende cruzeiros Star Clippers

08-08-2018 (17h20)

A Lusanova Cruzeiros, que em finais de Julho começou a vender cruzeiros da Carnival Cruise Line, anunciou hoje que também passou a ser agente de vendas da Star Clippers.

Soltrópico lança campanha para férias em Setembro em Cabo Verde, Tunísia e Porto Santo

08-08-2018 (12h58)

A Soltrópico lançou uma campanha de vendas para férias em Setembro em alguns dos seus destinos programados com voos charter, designadamente as ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista, Monastir, na Tunísia, e Porto Santo.

Operadores marítimo-turísticos dos Açores queixam-se de falta de capacidade na SATA

07-08-2018 (15h08)

A SATA “está a penalizar” a actividade dos operadores marítimo-turísticos, por falta de capacidade para a procura que há nomeadamente para mergulho com jamantas ao largo da ilha de Salta Maria, que empresários locais garantem estar a afirmar-se como alternativa às Maldivas.