Thomas Cook precisa de mais 200 milhões para evitar colapso

20-09-2019 (16h52)

Foto: Thomas Cook
Foto: Thomas Cook

O grupo Thomas Cook, considerado o segundo maior da Europa na operação turística e agências de viagens, confirmou que precisa de mais 200 milhões de libras (226 milhões de euros) para evitar o colapso.

O Thomas Cook tinha previsto assinar esta semana um resgate com o seu maior accionista, o grupo chinês Fosun, estimado em 900 milhões de libras (1.023 milhões de euros).

A assinatura do resgate acabou por se adiada porque os bancos credores, incluindo o Royal Bank of Scotland e o Loyds, estão a exigir um financiamento de contingência adicional de 200 milhões de libras para assegura que o grupo pode manter-se estável durante os meses de Inverno.

A imprensa internacional avança que o Thomas Cook tem apenas “dias” para conseguir esses 200 milhões de libras.

O colapso do grupo poderia afectar 150 mil turistas britânicos e forçar a Autoridade de Aviação Civil a assegurar o seu regresso ao Reino Unido, com um custo de 682 milhões de euros (600 milhões de libras).

A empresa emprega cerca de 22 mil pessoas, incluindo nove mil no Reino Unido, e atende 19 milhões de pessoas por ano em 16 países.

 

Ver também:

Gigante europeu da operação turística recorre à protecção de credores nos tribunais dos EUA

Fosun vai injectar quase 500 milhões na Thomas Cook

 

Clique para ver mais: Thomas Cook

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo Wamos compra activos da Neckermann na Bélgica

11-10-2019 (16h51)

O Grupo Wamos, que está presente em Portugal desde a compra da ES Viagens e da Geostar pelo fundo de investimento Springwater, anunciou a compra de 100% dos activos da agência de viagens Neckermann na Bélgica, uma marca do falido grupo Thomas Cook com cerca de 150 milhões de euros por ano de facturação.

Falência da Thomas Cook “é um reordenamento do sector”, OMT

10-10-2019 (00h10)

O director executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT), Manuel Butler, afirmou que a falência da Thomas Cook “é um reordenamento do sector” no contexto da “transformação brutal” que está a viver o turismo a nível mundial.

Hays Travel compra 555 agências da Thomas Cook no Reino Unido

10-10-2019 (00h04)

A Hays Travel, que tem 190 agências de viagens no Reino Unido, anunciou esta quarta-feira que vai comprar as 555 agências da Thomas Cook no país, empresa britânica que declarou falência em Setembro.

Filial alemã da Thomas Cook cancela viagens até ao final do ano

09-10-2019 (23h56)

A filial alemã da empresa de viagens britânica Thomas Cook, que também faliu em Setembro, cancelou todas as suas viagens até ao final do ano, ainda que estejam pagas parcial ou totalmente.

Bestravel anuncia “Quinzena dos Cruzeiros” com descontos até 30%

08-10-2019 (15h24)

A rede de agências de viagens Bestravel lançou para o mercado uma campanha de promoções para cruzeiros com descontos até 30%, válida até 22 de Outubro.

Noticias mais lidas