Soltour, Veturis, TAP e MSC são líderes de vendas na maior rede de agências de viagens em Portugal

05-11-2018 (18h37)

Soltour, em pacotes turísticos, Veturis, em venda de alojamento (bed bank), TAP, em voos, e MSC, em cruzeiros, são os fornecedores com mais vendas pela GEA, maior rede de agências de viagens em Portugal em número de balcões, com 422 de 322 empresas, revelou o seu director-geral, Pedro Gordon, no âmbito da sua 14ª Convenção Nacional.

Os dados avançados por Pedro Gordon, que não mostram a totalidade da facturação das empresas que integram o agrupamento, mas apenas as consolidadas por acordos comerciais, indica que entre estas a venda de pacotes turísticos é a principal actividade, com 47,5 milhões de euros de vendas até 30 de Setembro só dos 12 maiores operadores turísticos, representando "mais de 90%" do total do segmento.

O número 1 é a Soltour, com "mais do dobro" das vendas do nº 2, lugar para o qual subiu a Jolidey, seguindo-se Soltrópico, Solférias, Nortravel e Viajar Tours, adiantou o executivo, realçando que "são os do costume e que coincidem com os líderes de mercado".

"O primeiro dobra o segundo. O segundo, o terceiro, o quarto e o quinto as diferenças são de menos de um milhão de euros... Depois já passa para os dois milhões...", acrescentou, avançando ser o caso da Viajar Tours.

Pedro Gordon, sem especificar valores por operador, adiantou no entanto que as agências GEA aumentaram vendas de todos os principais operadores, à excepção da Travelplan, "porque tem menos produto no mercado".

Em relação aos chamados bancos de camas (do inglês bed banks), Pedro Gordon indicou que as vendas dos seis principais até 30 de Setembro ascenderam a 18,5 milhões de euros, especificando que o Top6 é constituído por Veturis, Bedsonline, W2M, easybookings, Tour10 e Teldar Travel.

O aumento ‘directo' de vendas desse Top6 foi de 29%, mas como explicou "não é rigoroso porque algumas não entravam no ano passado, como a Tour10", pelo que, acrescentou, "em rigor deve ser um crescimento menor que os 29%, nuns 15% reais".

As vendas de voos em BSP, representando apenas as efectuadas através do consolidador TravelGEA, ascenderam a 13 milhões de euros até 30 de Setembro, em que a "TAP tem praticamente 50%", seguindo-se os grupos Lufthansa (incluindo Lufthansa, Swiss, Austrian, Brussels e Eurowings), IAG (incluindo British Airways, Iberia, Aer Lingus, Vueling e Level) e Air France KLM (incluindo, além dessas duas companhias também a Transavia e a Joon).

Pedro Gordon destacou ainda as vendas de voos SATA, que especificou terem ascendido a 3,34 milhões de euros, com um aumento em 17,8%, ainda assim aquém do aumento do segmento aéreo que indicou ser de 30%, com perspectiva de "fechar o ano com 15 milhões de euros".

Em cruzeiros, o realce de Pedro Gordon foi para o aumento em 30% das vendas da MSC, que é "líder indiscutível" nas agências GEA, com 3,15 milhões de euros de vendas.

Seguem-se Pullmantur, Melair e Costa Cruzeiros, acrescentou o director geral da GEA, que explicou que nas vendas de cruzeiros "na nossa rede tem mais peso o Mediterrâneo", que as vendas são "principalmente cruzeiros no Mediterrâneo à partida seja de Barcelona, Veneza e Atenas".

Clique para mais notícias: GEA

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Plataforma da Solférias já permite reservar ‘fare families’ (com vídeo)

12-11-2018 (16h03)

O operador turístico Solférias anunciou que passou a ter na sua plataforma uma funcionalidade que permite a reserva ‘fare families' em programas com voos, possibilitando aos agentes de viagens oferecer mais opções aos seus clientes.

Soltrópico dá formação sobre os Emirados Árabes Unidos

12-11-2018 (12h56)

O operador turístico Soltrópico está a anunciar uma formação sobre os Emirados Árabes Unidos a decorrer no dia 14 de Novembro.

Agências de viagens europeias acusam IATA de prepotência

09-11-2018 (12h43)

A ECTAA, organização que reúne as associações de agências de viagens e operadores turísticos europeus, acusou a IATA, associação mundial de companhias de aviação, de "unilateralmente" pôr em causa aspectos importantes da regulação da sua relação comercial.

Reservas em GDS abrandam fortemente no terceiro trimestre, Amadeus

07-11-2018 (17h50)

As reservas de voos por agências de viagens através dos GDS (sistemas globais de distribuição) passaram de um crescimento médio em 4,3% no primeiro semestre para apenas 1,7% no terceiro trimestre, revelou hoje a Amadeus IT, que atribui o abrandamento, entre outros factores, ao impacto de "estratégia adoptadas por algumas companhias de aviação" na Europa Ocidental, sua maior região.

Agências e operadores turísticos estão “relativamente confortáveis”, Pedro Gordon, GEA

05-11-2018 (18h42)

“A nível de comissões acho que o mercado está mais ou menos bem regulado neste momento”, assumiu Pedro Gordon, director-geral da GEA, maior rede portuguesa de agências de viagens em número de lojas, ao pronunciar-se sobre a remuneração das agências pelas vendas de pacotes de operadores turísticos, o seu maior segmento de actividade.