Presidente da APAVT apela ao foco para enfrentar próximos anos

01-02-2019 (19h36)

Foto: Bestravel
Foto: Bestravel

"Há muitas dúvidas a pairar" na conjuntura económica e política mundial, mas qualquer que seja o ambiente que as agências de viagens vão enfrentar, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, considera que foco e trabalho serão essenciais, disse na inauguração da Convenção da Bestravel.

A substituição de Angela Merkel na Alemanha e de Mário Draghi no Banco Central Europeu, o Brexit ou os problemas no relacionamento dos Estados Unidos com a China e com o Irão são algumas das “muitas dúvidas a pairar” que Pedro Costa Ferreira começou por elencar na sua intervenção na abertura da XV Convenção da Bestravel, a decorrer até Domingo no Savoy Saccharum Hotel.

Além dessas dúvidas, o presidente da APAVT considera que existe “um espectro de recessão global que vai pairando em cima de nós todos”, que, contudo, “não corresponde aos números” do FMI, que prevê que a economia mundial crescerá 3,5% em 2019, depois de 3,7% em 2018, “um pequeno arrefecimento”.

No entanto, o problema “não é o facto de irmos crescer ou não”, mas sim “a confiança ou a falta delta”, porque o turismo “é um sector que está muito sensível aos padrões de consumo e os padrões de consumo estão muito sensíveis aos padrões de confiança”.

Ainda assim, havendo ou não confiança, “nós nas nossas agências vamos ter que fazer sempre o mesmo, e fazer sempre o mesmo é dispersarmos pouco atrás das borboletas e focarmo-nos em embelezar o nosso próprio jardim para as borboletas virem até nós”, disse Pedro Costa Ferreira à plateia de agentes de viagens.

“Qualquer que seja o ambiente que vamos enfrentar no próximo ano, não é a legislação que nos vai resolver os nossos problemas, não são os comportamentos dos nossos concorrentes que vão resolver os nossos problemas, não são os operadores nacionais que vão resolver os nossos problemas, não vai ser a TAP que vai resolver os nossos problemas, não vai ser a Bestravel que vai resolver os problemas de cada um, definitivamente não vai ser a APAVT que vai resolver os vossos problemas. Os vossos problemas vão estar resolvidos através do vosso comportamento, da vossa atitude, do vosso trabalho do dia-a-dia”, concluiu o presidente da Associação.

 

O PressTUR está na Madeira a convite da Bestravel


Ver também:

Novo administrador da Bestravel quer potenciar serviço ao cliente para marcar a diferença

Secretária Regional de Turismo da Madeira enaltece contributo das agências de viagens para a região


Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias leva às Maldivas agentes de viagens que mais venderem o destino

20-02-2019 (14h02)

O operador turístico Solférias anunciou que vai oferecer oito lugares numa viagem de familiarização (fam trip) às Maldivas às oito agências de viagens que mais venderem os seus programas para este destino.

Potenciais compradores da Travelport perspectivam crescimento mais agressivo

19-02-2019 (17h21)

Impulsionar a indústria da distribuição de viagens para uma espécie de “versão 2.0”, significando ter um crescimento mais agressivo, é a perspectiva apontada por Frank Baker, co-fundador do Siris Capital Group, uma das sociedades de investimento que tem em curso uma proposta de aquisição da Travelport apoiada pela administração da companhia.

Sem charters semanais para Punta Cana, turismo português para a Dominicana cai 55%

19-02-2019 (16h29)

Portugal foi o quarto país europeu com a maior quebra de turistas na Dominicana este Janeiro, reflectindo a inexistência de voos semanais para Punta Cana, ao contrário do ano passado, que foi o primeiro desde 2011 em que os operadores turísticos tiveram voos mesmo em época baixa.

Carlson Wagonlit Travel passa a ser só CWT

19-02-2019 (16h16)

A Carlson Wagonlit Travel, uma das maiores agências de viagens corporate do mundo, presente em Portugal associada à Springwater Turismo, anunciou uma mudança de designação oficial para CWT, que era já a sigla mais utilizada para a designar, embora não assumida oficialmente.

Springwater vai finalmente apostar na “aproximação/integração” Geostar - Top Atlântico

15-02-2019 (16h35)

O grupo espanhol Wamos, do fundo suíço Springwater, vai avançar finalmente para a “aproximação/integração” das suas redes em Portugal, a Top Atlântico comprada ao antigo GES e a Geostar comprada ao grupo Sonae em 2015.