Plataforma de Comércio da Travelport cresce 13% e atinge 19.400 milhões de euros até Março

03-05-2018 (15h44)

Imagem: Travelport
Imagem: Travelport

Crescimento na Europa atingiu 21%, com +9% em segmentos processados

A Plataforma de Comércio de Viagens da Travelport processou no primeiro trimestre 23.254,77 milhões de dólares (19.400 milhões de euros ao câmbio de hoje) no primeiro trimestre, com um aumento em 13% face ao período homólogo de 2017.

O balanço do trimestre publicado hoje indica que através da Plataforma de Comércio de Viagens foram vendidas 16,56 milhões de noites de hotel e 24,68 milhões de dias de renta-a-car.

Relativamente ao processamento de reservas aéreas feitas por agências de viagens, que continua a ser o maior segmento de actividade da Traveport, o balanço indica uma estagnação em ligeira baixa, com 472,9 milhões de dólares de receita líquida para a companhia.

Ainda assim, a receita líquida total da Plataforma de Comércio cresceu 5%, para 652,68 milhões de dólares, pelo aumento em 22% das áreas que designa por “Além Ar” (Beyond Air), para 179,75 milhões que é explicado pelo aumento em 81% do total de pagamentos processados pela sua empresa de cartões de pagamento virtuais eNett, para 74 milhões.

O ligeiro decréscimo na receita líquida do processamento de reservas aéreas, por sua vez, decorre segundo o documento da perda do contrato com uma grande OTA na região Ásia e Pacífico, onde teve uma queda da receita líquida em 6%, para 141,5 milhões de dólares.

A compensar essa queda bem como o decréscimo em 5% no Médio Oriente e África e um ‘magro’ aumento em 1% nos Estados Unidos, esteve um aumento ‘explosivo’ na Europa, em 21%, para 244,4 milhões de dólares, que o relatório indica ter resultado de um aumento em 11% da receita média por reserva processada (RevPAS), para 8,81 dólares, enquanto nos EUA subiu 1%, para 4,36, e o aumento nas soluções para pagamentos.

Em segmentos processados, a Travelport teve um decréscimo em 1%, para 92,3 milhões, pelas quedas em 16% na região Ásia e Pacífico, para 16,16 milhões, e em 1% nos Estados Unidos, para 36,16 milhões, apenas parcialmente compensadas pelos aumentos em 9% na Europa, para 25,65 milhões, em 2% na América Latina e Canadá, para 4,7 milhões, e em 2% no Médio Oriente e África, para 9,6 milhões.

Assim, o primeiro semestre saldou-se por um aumento da receita líquida em 4%, para 677,8 milhões de dólares (565,5 milhões de euros), aquém no então do aumento dos custos, que foi de 8,9%, para 600,2 milhões, pelos aumentos em 10,2% no chamado “custo da receita”, para 426,4 milhões, e em 12,5% dos encargos com vendas, gerais e administrativos, para 125,2 milhões.

A Travelport teve assim uma quebra do resultado operacional em 22,1%, para 77,66 milhões de dólares, que compensou por redução das provisões para impostos e uma subida da receita com a alienação de operações, que lhe permitiram apresentar um lucro líquido de 58,83 milhões de dólares, em alta de 4,9%.

 

Clique para mais notícias: Travelport

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Springwater vai finalmente apostar na “aproximação/integração” Geostar - Top Atlântico

15-02-2019 (16h35)

O grupo espanhol Wamos, do fundo suíço Springwater, vai avançar finalmente para a “aproximação/integração” das suas redes em Portugal, a Top Atlântico comprada ao antigo GES e a Geostar comprada ao grupo Sonae em 2015.

Roadshow “Os Especialistas” começa segunda-feira no Algarve

15-02-2019 (11h02)

O roadshow “Os Especialistas”, que junta fornecedores de produtos e serviços para agências de viagens, vai começar na próxima segunda-feira, dia 18, em Vilamoura, e vai percorrer mais cinco cidades portuguesas até ao fim do mês.

Solférias espera continuar a crescer em vendas para a Disneyland Paris, Cláudia Caratão

13-02-2019 (22h34)

A Solférias começou o ano com um volume de vendas para a Disneyland Paris “bastante superior” ao registado no período homólogo do ano passado e prevê fechar o ano com crescimento face a 2018, apesar da entrada ‘em jogo’ de um novo concorrente, disse ao PressTUR a directora de produto e contratação do operador turístico, Cláudia Caratão.

“Excesso de oferta” para Caraíbas e Cabo Verde poderá prejudicar outros destinos, Nuno Anjos (Viajar Tours)

13-02-2019 (17h30)

O "excesso de oferta" para as Caraíbas e para Cabo Verde poderá significar uma descida de preços para esses destinos e, consequentemente, poderá afectar a procura por outros, alertou Nuno Anjos, Sales & Marketing manager do Viajar Tours, em conversa com o PressTUR.

Bestravel tem nova agência de viagens em Évora

13-02-2019 (11h15)

O grupo de agências de viagens Bestravel, que se apresenta como a maior rede de agências em franchising, anunciou a abertura de uma nova agência em Évora, elevando assim a sua rede para um total de 54 lojas.