Pagamentos das agências de viagens ao BSP têm taxa de cumprimento atempado de 99,999% — IATA

05-06-2018 (16h15)

As agências de viagens venderam para as companhias de aviação 236,4 mil milhões de dólares em passagens aéreas através do BSP, tendo atingido uma taxa de cumprimento dos prazos de pagamento de 99,999%, revelou o director-geral da IATA, Alexandre de Juniac.

O executivo, ex-CEO do grupo Air France KLM, fazia o balanço do ano na abertura da Assembleia Geral da IATA a decorrer em Sydney durante o qual também realçou que a implementação do novo sistema que apelidou de “mais extensiva ambiciosa reforma” do BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan) desde a sua criação em 1971.

O processo de adopção do NewGen ISS (do inglês para New Generation of IATA Settlement Systems) começou a 8 de Março na Noruega, já está a operar em sete países e tem a previsão de conclusão no primeiro trimestre de 2020, asseverou Alexandre de Juniac que realçou também que associado está a introdução do que designa por TIP (do inglês para Transparency in Payments).

O seu objectivo, afirmou, é “dar às companhias aéreas o controlo dos métodos de pagamento pelos agentes de viagens”.

Alexandre de Juniac salientou que há métodos de pagamento “barrados, mas os seu custos serão mais transparentes” e as companhias de aviação terão mais poder para definirem políticas comerciais individuais sobre os métodos utilizados pelos seus agentes designados”.

O director-geral da IATA frisou de seguida que a importância desta questão decorre dos elevados custos que alguns métodos de transferência de fundos podem acarretar.

Quando o dinheiro é transferido através do BSP, o custo é de cerca de 240 dólares por milhão de vendas, mas para agentes que utilizem cartões virtuais podem disparar para uns estimados 29.000 dólares por milhão transaccionado — argumentou Alexandre de Juniac, que acrescentou que desde que a IATA divulgou a sua iniciativa TIP a concorrência nesses produtos tem aumentado e os seus preços baixado.

O executivo argumentou ainda que “a transparência é o objectivo” e destacou que em sua opinião “talvez a mais excitante inovação nos seus serviços financeiros” são os projectos-piloto em curso com o Deutsche Bank e com a tecnológica para o sector financeiro ipagoo.

Alexandre de Juniac comentou a esse propósito que “alterações de regulação na Europa tornaram possível o pagamento instantâneo directamente da conta de um cliente para a companhia aérea” e acrescentou que “várias companhias aéreas europeias já o fazem” e que se o programa piloto tiver êxito será criado um serviço que “potencialmente será benéfico para todas as companhias aéreas”.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: IATA

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lufthansa restringe acesso às suas tarifas Light a canais directos e NDC

19-06-2018 (15h06)

O grupo alemão Lufthansa, segundo maior grupo aéreo europeu, que foi pioneiro na introdução de taxas a penalizar as reservas através dos GDS, anunciou hoje que as tarifas Light das suas companhias Lufthansa German Airlines, Swiss e Austrian “estão disponíveis em exclusivo nos canais de distribuição baseados no NDC”.

Comissão Europeia autoriza TUI a comprar divisão de Destination Management da Hotelbeds

19-06-2018 (14h02)

A Comissão Europeia autorizou a TUI a comprar a divisão de Destination Management do Grupo Hotelbeds, que integra as marcas Destination Services, Intercruises e Pacific World, por 110 milhões de euros.

TACV adere à Rich Content and Branding da Travelport

19-06-2018 (12h55)

A Cabo Verde Airlines (TACV) vai passar a ter a sua oferta na solução Rich Content and Branding da Travelport, onde as agências de viagens consultam e comparam a oferta das companhias aéreas com imagens e descrições.

Ávoris ‘ressuscita’ marca Iberojet como OTA com oferta de viagens às Caraíbas

19-06-2018 (12h28)

Um concurso que oferecia 55 viagens para duas pessoas às Caraíbas foi a forma como a Ávoris, nova marca da Barceló Viajes, promoveu o relançamento da marca Iberojet, comprada no leilão de marcas da falida Orizonia.

Sonhando recomenda a clientes com voos de Lisboa e Porto estar no aeroporto três horas antes do voo

19-06-2018 (11h21)

Os clientes com voos de Lisboa e do Porto devem comparecer no aeroporto três horas antes do voo “devido ao elevado fluxo de passageiros”, recomenda o operador turístico Sonhando.