Miguel Quintas apresenta candidatura a presidente da APAVT para defender os interesses de todos

25-07-2017 (14h43)

Miguel Quintas apresentou hoje em Lisboa a sua candidatura a presidente da APAVT, considerando “imperativo uma mudança” face aos últimos anos em que, segundo defende, os grandes têm sido privilegiados e os pequenos têm sido prejudicados.

“São várias as razões que me levam a esta decisão”, começou por dizer hoje em Lisboa Miguel Quintas, administrador do Consolidador.com e da Parcela Já, que inclui no seu percurso a direcção do Amadeus em Portugal e do grupo de agências de viagens Airmet.

A sua premissa é de que “é imperativo fazer reviver a nossa Associação com novas ideias, com acções mais afirmativas, com trabalho mais eficaz e com uma nova dinâmica mais eficiente que coloque o sector das agências de viagens no patamar de importância que ela realmente tem”.

Para atingir esse objectivo, Miguel Quintas considera necessário “devolver a Associação a quem de direito, a todos os agentes de viagens”, adoptando por isso o lema de campanha “a APAVT é de todos”.

O candidato considera que a Associação nos útlimos anos “pertence aos grandes players do sector e não a quem faz da APAVT realmente grande, as PMEs”, que, segundo diz, “representam mais de 90% do tecido associativo da APAVT e são no entanto aquelas que têm sido mais prejudicadas”.

Miguel Quintas alerta para “momentos de grande dificuldade” que se aproximam e considera que só uma direcção “descomprometida com o passado e isenta poderá enfrentar”, acusando a actual direcção, liderada por Pedro Costa Ferreira, também candidato à presidência da APAVT, de ter “acções passivas quanto aos temas que realmente importam”.

O candidato acusa a actual direcção de tomar decisões “de forma leviana sem considerar as suas consequências”, nomedamente na “redução dos prazos de pagamento de BSP de mensal para semanal” (para ler mais clique: Hoje termina prazo de pagamento do primeiro BSP semanal) e na negociação com as companhias aéreas da “descida das comissões”.

Miquel Quintas acusa ainda a Associação de não ter uma posição pública quanto ao NDC (New Distribution Capability) e quanto à transposição da directiva europeia dos pacotes turísticos (para ler mais clique: APAVT entrega proposta conjunta com a DECO para transposição da directiva dos pacotes turísticos).

Os compromissos da candidatura de Miguel Quintas passam por “colaborar de forma mais estreita com o poder político para atingir a meta da redução do IVA sobre a margem”, por “capacitar os agentes de viagens com ferramentas adequadas que lhes permitam corresponder aos desafios actuais, nomeadamente os tecnológicos” e “colocar os agentes de viagens a debater verdadeiramente os temas, os desafios, as tendências e as estratégias”.

A lista da candidatura “será apresentada no seu devido tempo”, afirmou Miguel Quintas, frisando que ainda “não há nenhum apoio formal de nenhuma organização, nem de nenhuma pessoa em termos individuais”

As eleições da APAVT para o mandato 2018-2020 deverão ser marcadas para Dezembro, estando formalizadas duas candidaturas a presidente, designadamente de Miguel Quintas e Pedro Costa Ferreira (para ler mais clique: Pedro Costa Ferreira recandidata-se à presidência da APAVT “em nome do que foi feito”).

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Amadeus Selling Platform Connect estará pronta para o NDC “em breve” (com vídeo)

18-04-2019 (12h48)

A multinacional tecnológica para as viagens e turismo anunciou que sua plataforma Selling Platform Connect estará preparada para os novos standards NDC da IATA "em breve".

Viajar Summer Party está marcada para 11 de Maio

17-04-2019 (19h37)

A Viajar Summer Party, encontro anual com agentes de viagens organizado pela Viajar Tours, vai decorrer no dia 11 de Maio em Montemor-o-Velho.

APG inclui Air Panama no seu programa de interline

17-04-2019 (11h44)

A APG Portugal anunciou hoje a inclusão no seu programa de interline da Air Panama, companhia que opera voo domésticos no Panamá e também faz ligações a San José, capital da Costa Rica.

Americanos garantem crescimento do turismo internacional na Dominicana no 1º trimestre

16-04-2019 (14h44)

O crescimento em 12,3% das chegadas dos Estados Unidos, seu primeiro mercado emissor, garantiu à Dominicana um aumento de turistas internacionais no primeiro trimestre, apesar do calendário desfavorável à comparação com 2018.

Turistas portugueses na Dominicana baixam 52% no 1º trimestre

16-04-2019 (14h37)

Sem voos directos para Punta Cana e sem Páscoa no primeiro trimestre, ao contrário do que aconteceu em 2018, o número de turistas portugueses na Dominicana baixou 52% este ano, representando uma queda de 3,1 mil, para 2,9 mil.