Insolvência das britânicas Late Rooms e Super Break afecta mais de 50 mil viajantes

06-08-2019 (15h46)

As empresas britânicas Late Rooms e Super Break, do Malvern Group, declararam insolvência, o que deverá afectar mais de 50 mil clientes, a maior parte deles ainda com viagens por iniciar.

As duas empresas somavam um total de cerca de 20 mil reservas, de acordo com a imprensa britânica, que cita a associação de agências de viagens britânicas ABTA, a qual indica que a maioria dos clientes afectados ainda não iniciou a viagem e ainda que, na maioria dos casos, deverão conseguir obter um reembolso, seja através da ABTA ou de outro esquema de protecção financeira, dependendo do tipo de reserva (para ver mais no site da ABTA clique aqui).

Em Portugal, a Associação Turismo do Algarve (ATA) já informou os seus associados da insolvência das empresas do Malvern Group.

A ATA está a acompanhar a situação junto da ABTA e da delegação do Turismo de Portugal no Reino Unido, pelo que “dará conta aos seus associados de novos desenvolvimentos que possam surgir”, indica a informação a que o PressTUR teve acesso.

O Malvern Group anuncia no seu website a cessação de operações da Laterooms Limited, da Superbreak Mini-Holidays Limited e da Malvern Travel Technology Limited “com efeito imediato”, assim como a nomeação de Tracey Pye e David Costley-Wood, da KPMG, como administradores de insolvência.

Para clientes da Super Break com reservas para depois de 1 de Agosto ou já em viagem, a empresa recomenda aos clientes contactarem a agência de viagens com a qual fizeram a reserva. Para assuntos relacionados com a administração, a empresa recomenda consultar uma página da KPMG (clique aqui).

Para quem tenha feito reservas só de hotel na Super Break, a empresa indica que as reservas estão canceladas e salienta que aos clientes que já estão nos hotéis poderão ser cobrados novamente os valores da reserva, pelo que recomenda que se certifiquem de que guardam os recibos.

Para reservas que incluem voos, a informação indica que estão salvaguardadas pelo esquema ATOL da autoridade para a aviação civil (para ler mais clique aqui).

A informação do grupo sobre a Super Break acrescenta que os vouchers de oferta e os bilhetes para espectáculos e atracções também deixaram de ser válidos, assim como as reservas para o charter para Akureyri, também protegidas pelo esquema ATOL.

A LateRooms.com, por sua vez, indica que agiu como agente em nome de um fornecedor de alojamento, pelo que antecipa que a reserva esteja segura e que o pagamento será recebido pelo alojamento antecipadamente (no caso das reservas não reembolsáveis) ou directamente no local.

“A Late Rooms Limited não recebeu qualquer pagamento pela sua reserva”, sublinha a informação.

Contudo, a empresa recomenda contactar o fornecedor de alojamento antes da viagem. Para alterações ou cancelamentos de reservas, os clientes devem contactar directamente o alojamento, acrescenta a informação.

Para assuntos relacionados com a administração da Late Rooms, o grupo recomenda consultar uma página da KPMG (clique aqui).

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Abreu é agência de viagens nº1 em referências nas redes sociais e notícias em Julho

14-08-2019 (15h15)

A Abreu foi a agência de viagens que registou o maior número de menções nas redes sociais e o maior número de referências em notícias durante o mês de Julho, segundo a empresa de estatísticas de audiências Marktest.

Solférias assina parceria com a UNICEF para ajudar crianças cabo-verdianas

14-08-2019 (11h27)

O operador turístico Solférias estabeleceu uma parceria com a UNICEF para angariar fundos para a nutrição de crianças cabo-verdianas, “para que possam ter condições dignas para um crescimento saudável”.

APG Portugal acrescenta Amaszonas ao seu programa de interline

12-08-2019 (15h21)

A companhia de aviação boliviana Amaszonas, que tem base no Aeroporto Internacional da El Alto, La Paz (LPB), passou a integrar o programa de emissão de bilhetes interline da APG Portugal.

APAVT “aplaude” declaração de serviços mínimos na greve dos motoristas de matérias perigosas

09-08-2019 (12h29)

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo declarou hoje que “não só aplaude a decisão do Governo relativa à definição dos serviços mínimos, como manifesta a esperança de que esta constitua um padrão de resposta para futuras greves que afectem os Portugueses e, sobretudo, a principal actividade económica do País – o Turismo”.

Congresso da APAVT já soma mais de 400 inscrições

05-08-2019 (13h56)

O 45º Congresso da APAVT, que decorre entre os dias 14 e 17 de Novembro, no Funchal, ultrapassou as 400 inscrições e já tem “alguns voos sem disponibilidade”, avançou a Associação numa circular a que o PressTUR teve acesso.

Noticias mais lidas