Fosun vai injectar quase 500 milhões na Thomas Cook

28-08-2019 (16h44)

Foto: Thomas Cook
Foto: Thomas Cook

O grupo chinês Fosun vai injectar 450 milhões de libras (497 milhões de euros ao câmbio de hoje) na Thomas Cook, ficando com 75% da área de operação turística e 25% da companhia aérea.

O acordo divulgado pela Thomas Cook, que deverá estar concluído no início de Outubro, também prevê que os principais bancos e detentores de títulos depositarão a mesma quantia em dinheiro para as partes opostas do negócio, ou seja, contribuindo com mais 497 milhões de euros para 75% da companhia aérea e até 25% dos negócios de operação turística.

O plano, sujeito a aprovações, resultará numa diluição significativa dos interesses dos accionistas, segundo avançou a Thomas Cook, indicando que o acordo de resgate foi a melhor maneira de garantir o futuro do grupo para todos os interessados.

Em comunicado, a empresa avançou que, num anúncio feito a 12 de Julho, comunicou aos accionistas que poderiam “ter a oportunidade de participar na recapitalização por meio de investimento ao lado da Fosun e converter credores seniores em termos a ser acordados”.

“O Conselho de Administração continua a proceder com base no facto de que uma recapitalização, alcançada com o apoio dos accionistas, é o meio preferido de garantir o futuro do Grupo para todos os seus stakeholders (incluindo clientes, fornecedores e funcionários), enquanto permite simultaneamente que accionistas actuais continuem a manter um investimento na empresa”, salienta esse comunicado.

“No entanto, espera-se que a recapitalização resulte numa diluição significativa dos interesses dos accionistas actuais na companhia aérea do grupo recapitalizada e reorganizada, sujeita a feedback dos credores, dos novos fornecedores de dinheiro e de outras partes interessadas”, conclui a nota de imprensa.

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

OTA de hotéis Amoma cessa e culpa “comparadores de preços”

16-09-2019 (11h08)

A agência de reservas hoteleiras Amoma, em www.amoma.com, que no ano passado teve vendas superiores a 500 milhões de euros, anunciou que cessa actividade e não terá como assegurar o respeito pelas responsabilidades contraídas para com os clientes.

Agências de viagens reclamam protecção dos consumidores perante falências de companhias aéreas

10-09-2019 (19h45)

As agências de viagens e turismo reafirmaram hoje a exigência de protecção dos consumidores face a falências de companhias de aviação, que em dois anos já são 36, reclamando mais "ambição" por parte da União Europeia e dos legisladores nacionais.

GEA lança plataforma para comparar hotéis de diferentes fornecedores

05-09-2019 (11h52)

O Grupo GEA lançou uma plataforma que permite aos agentes de viagens da sua rede comparar hotéis de diferentes fornecedores, como Bedsonline, Jumbobeds, Tour 10, Welcome Beds, Veturis e W2M Pro.

eDreams ODIGEO adopta conexões NDC para aceder aos voos da American Airlines

05-09-2019 (11h18)

A eDreams ODIGEO assinou um acordo para poder reservar voos da companhia de aviação American Airlines através de conexões New Distribution Capability (NDC).

APAVT alerta agências de viagens portuguesas para risco de incumprimento da Aigle Azur

04-09-2019 (19h48)

A Aigle Azur, que chegou a ter parte significativa do transporte de emigrantes em França para Portugal, bem como de ligações entre Paris Orly e os aeroportos do Porto e do Funchal, não prevê “protecção dos passageiros com voos marcados”, alertou hoje a APAVT.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas