Falência da Germania realça mais uma vez relevância das agências quando viagem corre mal

06-02-2019 (12h37)

A falência da companhia de aviação leisure alemã Germania trouxe de novo para primeiro plano a diferença que é para os passageiros comprarem voos directamente às companhias ou através de agências de viagens riscos quando algo ‘corre mal’, como o demonstra a informação publicada hoje pela Autoridade de Aviação Civil (ANAC) portuguesa.

Diz a ANAC que os passageiros que adquiriram viagem junto de agência de viagens “deverão contactar a agência de viagens contratada no sentido de encontrar uma alternativa”.

Aqueles que compraram directamente à companhia, a ANAC diz que os que já se encontrarem no destino “deverão de adquirir novos bilhetes de regresso, uma vez que os adquiridos à Germania deixaram de ser válidos”, acrescentando que “foram criadas tarifas especiais para os passageiros afectados em várias transportadoras aéreas”.

A informação nada diz explicitamente quando aos passageiros que compraram directamente com a companhia mas ainda não viajaram, deixando apenas a informação que “todos os passageiros mantêm os direitos no âmbito do Regulamento n.º 261/2004”, dó que, neste caso, “assegurados num contexto de insolvência, pelo que o procedimento a adoptar será determinado aquando da nomeação do administrador de falência”, o que significa que perderam o seu dinheiro, pelo menos nos tempos mais próximos.

Para aceder à informação da ANAC clique aqui

 

Para ler mais clique:

Germania Airlines anuncia falência e cancelamento de todos os voos

 

Clique para mais notícias: Germania

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias leva às Maldivas agentes de viagens que mais venderem o destino

20-02-2019 (14h02)

O operador turístico Solférias anunciou que vai oferecer oito lugares numa viagem de familiarização (fam trip) às Maldivas às oito agências de viagens que mais venderem os seus programas para este destino.

Potenciais compradores da Travelport perspectivam crescimento mais agressivo

19-02-2019 (17h21)

Impulsionar a indústria da distribuição de viagens para uma espécie de “versão 2.0”, significando ter um crescimento mais agressivo, é a perspectiva apontada por Frank Baker, co-fundador do Siris Capital Group, uma das sociedades de investimento que tem em curso uma proposta de aquisição da Travelport apoiada pela administração da companhia.

Sem charters semanais para Punta Cana, turismo português para a Dominicana cai 55%

19-02-2019 (16h29)

Portugal foi o quarto país europeu com a maior quebra de turistas na Dominicana este Janeiro, reflectindo a inexistência de voos semanais para Punta Cana, ao contrário do ano passado, que foi o primeiro desde 2011 em que os operadores turísticos tiveram voos mesmo em época baixa.

Carlson Wagonlit Travel passa a ser só CWT

19-02-2019 (16h16)

A Carlson Wagonlit Travel, uma das maiores agências de viagens corporate do mundo, presente em Portugal associada à Springwater Turismo, anunciou uma mudança de designação oficial para CWT, que era já a sigla mais utilizada para a designar, embora não assumida oficialmente.

Springwater vai finalmente apostar na “aproximação/integração” Geostar - Top Atlântico

15-02-2019 (16h35)

O grupo espanhol Wamos, do fundo suíço Springwater, vai avançar finalmente para a “aproximação/integração” das suas redes em Portugal, a Top Atlântico comprada ao antigo GES e a Geostar comprada ao grupo Sonae em 2015.