CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

Esse aumento, no entanto, reflecte também o aumento do perímetro de consolidação do grupo, sem o qual o crescimento é de 9,5%, segundo a informação publicada pela companhia fundada por Guilherme Paulus e que actualmente engloba, além da CVC, também as aquisições Rextur Advance, a Submarino Viagens, a Visual e a Trend.

A informação do grupo especifica que desse total de passageiros embarcados, 2,45 milhões dizem respeito ao 2º trimestre, no qual o crescimento foi 32,4% (10% a perímetros constante).

O balanço indica também que o grupo realizou 3.921,4 milhões de reais (886,6 milhões de euros) com essas reservas embarcadas, que correspondem a vendas das suas empresas vocacionadas para a venda de viagens de lazer, a CVCm a Trend, a Visual e a Experimento, que tiveram um aumento em 43,5% (+9,7% a perímetro constante).

Assim, acrescenta, a CVC Corp fechou o primeiro semestre com um aumento das reservas totais (CVC, Experimento, Trend, Visual, RexturAdvance e Submarino Viagens) em 32,7% (11,6% a perímetro constante), atingindo o montante de 5.909,5 milhões de reais (1.336,2 milhões de euros), e a sua receita líquida foi de 701,4 milhões de reais (158,6 milhões de euros), com um aumento em 31,7% (+10,6% a perímetro constante).

As empresas dirigidas ao mercado das viagens de lazer (CVC, Experimento, Trend, Visual) realizaram 3.921,4 milhões de reais (886,6 milhões de euros) e tiveram uma receita líquida de 571 milhões (129,1 milhões de euros), com aumentos respectivamente em 43,5% (+9,7% a perímetro constante) e em 35,4% (+9,1% a perímetro constante).

RexturAdvance e Submarino Viagens, por sua vez, realizaram 1.988,1 milhões de reais (449,5 milhões de euros) em reservas confirmadas e tiveram uma receita líquida de 130,4 milhões de reais (29,5 milhões de euros), com aumentos respectivamente em 15,5% e em 17,6%.

A margem média do grupo foi de 11,9%, em baixa de 0,1 pontos, com 14,6% nas empresas de lazer, em baixa de 0,9 pontos, e 6,6% nas empresas do segmento corporate, em alta de 0,1 pontos.

 

Para ler mais clique:

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

 

Clique para mais notícias: CVC

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Está pronto para a era do NDC? – por Ian Heywood

21-09-2018 (16h36)

Com a New Distribution Capability (NDC) da IATA ainda a ser essencialmente um conjunto de interrogações, mas já a ‘abalar’ o mundo da comercialização de viagens, o PressTUR publica as reflexões de Ian Heywood, Global Head of Product & Marketing, Air Commerce da Travelport.

GeoStar apoia seis startups na preparação de produtos-piloto

21-09-2018 (09h49)

A rede de agências de viagens GeoStar anunciou que vai apoiar seis startups na preparação de produtos-piloto, no âmbito do programa de inovação The Journey.

Soltrópico retoma webinares em Outubro com um tema por mês

20-09-2018 (11h43)

O operador turístico Soltrópico vai retomar as acções de formação online para agentes de viagens a partir de Outubro, com um tema por mês.

easyJet atinge novo recorde de passageiros transportados num dia

19-09-2018 (08h58)

A low cost easyJet, terceira maior companhia de aviação em Portugal, anunciou que atingiu um novo recorde de passageiros transportados num só dia, com 330 mil em 1.941 voos a 14 de Setembro.

APECATE marca 7º Congresso para a ilha do Faial, Açores

18-09-2018 (19h28)

A ilha do Faial, no grupo central dos Açores, vai sediar o 7º Congresso da Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE), entre 30 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2019.