Cabo Verde implementa Taxa de Segurança Aeroportuária

03-01-2019 (16h11)

O Governo cabo-verdiano implementou a 1 de Janeiro uma Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) com um custo de cerca de 1,36 euros por passageiro em voos nacionais e 30,83 euros por passageiro em voos internacionais.

A TSA entrou em vigor no mesmo dia em que o Governo cabo-verdiano isentou os cidadãos de 36 países europeus de vistos de curta duração para entrada no país (clique para ler: Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus).

Terão de pagar a taxa todos os cidadãos estrangeiros que desembarquem em Cabo Verde ou estejam em viagem entre as ilhas, e os cabo-verdianos, nas deslocações inter-ilhas.

Ficam isentos do pagamento os titulares de passaporte cabo-verdiano, as crianças com menos de dois anos, os passageiros que, incluídos em missões oficiais, desembarquem em aeronaves ao serviço privativo do Estado de Cabo Verde ou Estado estrangeiro, em regime de reciprocidade.

Estão igualmente isentos os passageiros das aeronaves que efectuem aterragens "por motivo de retorno forçado ao aeroporto, justificado por motivos de ordem técnica ou meteorológica, ou outras de força maior, devidamente comprovadas", assim como os passageiros em trânsito nos aeroportos cabo-verdianos.

A TSA custa, nos voos nacionais, 150 escudos cabo-verdianos (cerca de 1,36 euros) a todos os passageiros (nacionais e estrangeiros), os quais são cobrados no momento da emissão dos bilhetes de passagem.

Para os voos internacionais, o valor da taxa é de 3.400 escudos cabo-verdianos (cerca de 30,86 euros) para os passageiros estrangeiros, cobrados através da plataforma 'web' de pré-registo.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Compra da Travelport pelo fundo Siris notificada à Autoridade da Concorrência

17-01-2019 (15h24)

O fundo de investimentos Siris Cayman Fund IV notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da sua proposta de compra da plataforma de comércio de viagens Travelport, divulgada em 10 de Dezembro e que tem o apoio unânime da Administração da companhia.

Macau quer atrair mais convenções, congressos e exposições

17-01-2019 (14h07)

O Governo de Macau pretende tornar o território mais competitivo na atracção de mais convenções, congressos e exposições, o segmento MICE, apesar das melhorias neste sector nos últimos anos, anunciou hoje o secretário para a Economia e Finanças daquela região.

Turistas portugueses na Dominicana voltaram em 2018 a ser mais de 40 mil

16-01-2019 (17h50)

A República Dominicana recebeu 40,5 mil turistas residente em Portugal em 2018, que foi assim o segundo ano em que teve mais de 40 mil turistas residentes em Portugal, depois de em 2009 ter atingido os 42,7 mil, que se mantém o recorde anual.

Portugal foi o 2º emissor europeu que mais cresceu para a Dominicana em 2018

16-01-2019 (17h48)

Portugal, com mais 9.188 turistas na Dominicana em 2018, teve o segundo maior aumento do ano entre 25 emissores europeus, atrás apenas de Inglaterra, de onde o destino teve um aumento de 9.980 turistas.

Newtour adopta conexões NDC para aceder aos voos do Grupo Lufthansa

16-01-2019 (13h40)

A Newtour, que integra o operador turístico Soltrópico e as agências de viagens Bestravel, assinou um acordo para poder reservar voos das companhias do Grupo Lufthansa através de conexões NDC.