Cabo Verde implementa Taxa de Segurança Aeroportuária

03-01-2019 (16h11)

O Governo cabo-verdiano implementou a 1 de Janeiro uma Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) com um custo de cerca de 1,36 euros por passageiro em voos nacionais e 30,83 euros por passageiro em voos internacionais.

A TSA entrou em vigor no mesmo dia em que o Governo cabo-verdiano isentou os cidadãos de 36 países europeus de vistos de curta duração para entrada no país (clique para ler: Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus).

Terão de pagar a taxa todos os cidadãos estrangeiros que desembarquem em Cabo Verde ou estejam em viagem entre as ilhas, e os cabo-verdianos, nas deslocações inter-ilhas.

Ficam isentos do pagamento os titulares de passaporte cabo-verdiano, as crianças com menos de dois anos, os passageiros que, incluídos em missões oficiais, desembarquem em aeronaves ao serviço privativo do Estado de Cabo Verde ou Estado estrangeiro, em regime de reciprocidade.

Estão igualmente isentos os passageiros das aeronaves que efectuem aterragens "por motivo de retorno forçado ao aeroporto, justificado por motivos de ordem técnica ou meteorológica, ou outras de força maior, devidamente comprovadas", assim como os passageiros em trânsito nos aeroportos cabo-verdianos.

A TSA custa, nos voos nacionais, 150 escudos cabo-verdianos (cerca de 1,36 euros) a todos os passageiros (nacionais e estrangeiros), os quais são cobrados no momento da emissão dos bilhetes de passagem.

Para os voos internacionais, o valor da taxa é de 3.400 escudos cabo-verdianos (cerca de 30,86 euros) para os passageiros estrangeiros, cobrados através da plataforma 'web' de pré-registo.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Magda Nassar assume presidência da ABAV nacional

17-06-2019 (11h23)

A ex-presidente da Braztoa Magda Nassar é a nova presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV) nacional, em substituição de Geraldo Rocha que decidiu afastar-se do cargo por motivos de saúde.

Royal Caribbean vai crescer na Europa “sustentada na qualidade”, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h09)

A oferta de cruzeiros da Royal Caribbean no Mediterrâneo nos próximos dois a três anos talvez não “cresça muito em quantidade, mas cresce com certeza em qualidade”, avançou Francisco Teixeira, director da Melair, empresa que representa a companhia de cruzeiros em Portugal.

Melair desafia agentes de viagens a propor cruzeiros à saída de Porto Rico

12-06-2019 (13h07)

Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, desafiou ontem os agentes de viagens participantes de uma visita a um navio em Lisboa a proporem aos seus clientes os cruzeiros da Royal Caribbean com embarque e desembarque em San Juan, Porto Rico.

Redes de agências de viagens “estão mais disponíveis” para o produto de cruzeiros, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h04)

As redes de agências de viagens "estão mais disponíveis" para o produto de cruzeiros, afirmou Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, que representa em Portugal as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

Mercado de cruzeiros português ultrapassa este ano os 60 mil passageiros, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h01)

O mercado português de cruzeiros, que depois de chegar aos 50 mil passageiros em 2010 caiu para a ordem dos 30 mil, irá este ano ultrapassar, e "bem" os 60 mil, avançou ontem Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, que representa as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

Noticias mais lidas