Ávoris terá circuitos guiados em português e contratação hoteleira em Portugal

15-12-2017 (18h54)

Gustavo Serrano e Diamantino Pereira
Gustavo Serrano e Diamantino Pereira

A Ávoris, antiga Barceló Viajes, está a desenvolver novos produtos para o mercado português, incluindo circuitos europeus guiados em português, e contratação hotelaria portuguesa, anunciou Diamantino Pereira, director do grupo em Portugal.

O executivo, que falava num jantar esta quinta-feira em Lisboa com representantes dos maiores agrupamentos e redes de agências de viagens em Portugal, anunciou que o grupo Ávoris vai lançar em Portugal a Special Tours, empresa de circuitos europeus em autocarro, que terá 25 itinerários com guias portugueses e partidas garantidas.

“Acreditamos que através dos preços e da qualidade do serviço, dos hotéis e dos autocarros” vai resultar, perspectiva Diamantino Pereira.

Outra aposta do grupo Ávoris em Portugal é passar a ter contratação de hotelaria em Portugal, que será feita por Diogo Santos.

“A JotelClick é uma ferramenta B2B muito desenvolvida à qual nós vamos acrescentar aqui em Portugal um contratador português que se vai dedicar exclusivamente à contratação para esta plataforma”, anunciou o executivo.

Na área da formação, Diamantino Pereira sublinhou que o grupo vai apostar em formar agentes de viagens na sua ferramenta de reservas e orçamentação Catai Travel Pricer.

A plataforma para agentes de viagens permite acelerar o processo de orçamentação e confirmação de reserva. “Dar um orçamento numa loja a um cliente para uma viagem ao Oriente de 15 dias pode demorar dois, três ou quatro dias [mas] com esta plataforma pode ser dado em dez ou quinze minutos”, garante o executivo.

A aposta da Ávoris em Portugal foi corroborada no evento desta quinta-feira por Gustavo Serrano, director Comercial da Ávoris em Madrid, que garantiu que a empresa tem “muitos projectos para Portugal nos próximos dois/três anos”.

“Estamos a tentar criar um âmbito muito mais de empresa portuguesa”, frisou o executivo, para acrescentar que “queremos pensar muito mais no cliente português e pensar muito mais nas agências de viagens portuguesas”.

Entre os convidados da Ávoris para o encontro com Diamantino Pereira e Gustavo Serrano estiveram representantes da Abreu, Geostar, TopAtlântico, GEA, Go4Travel e Airmet, entre outros agrupamentos ou redes de agências de viagens.

 

Ver também:

Desafio em 2018 será “muito maior” – Diamantino Pereira, Ávoris

 

 

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Ávoris

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Lusanova Cruzeiros já vende cruzeiros Star Clippers

08-08-2018 (17h20)

A Lusanova Cruzeiros, que em finais de Julho começou a vender cruzeiros da Carnival Cruise Line, anunciou hoje que também passou a ser agente de vendas da Star Clippers.

Soltrópico lança campanha para férias em Setembro em Cabo Verde, Tunísia e Porto Santo

08-08-2018 (12h58)

A Soltrópico lançou uma campanha de vendas para férias em Setembro em alguns dos seus destinos programados com voos charter, designadamente as ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista, Monastir, na Tunísia, e Porto Santo.

Operadores marítimo-turísticos dos Açores queixam-se de falta de capacidade na SATA

07-08-2018 (15h08)

A SATA “está a penalizar” a actividade dos operadores marítimo-turísticos, por falta de capacidade para a procura que há nomeadamente para mergulho com jamantas ao largo da ilha de Salta Maria, que empresários locais garantem estar a afirmar-se como alternativa às Maldivas.