Agências e operadores turísticos estão “relativamente confortáveis”, Pedro Gordon, GEA

05-11-2018 (18h42)

“A nível de comissões acho que o mercado está mais ou menos bem regulado neste momento”, assumiu Pedro Gordon, director-geral da GEA, maior rede portuguesa de agências de viagens em número de lojas, ao pronunciar-se sobre a remuneração das agências pelas vendas de pacotes de operadores turísticos, o seu maior segmento de actividade.

Pedro Gordon não deixou de assinalar, no entanto, que em sua opinião houve excesso de oferta no mercado, que levou a que operações charter tivessem saído em Setembro com lugares vazios.

A questão é que “todos querem crescer, ninguém abdica de crescer”, e há os que “querem ganhar quota de mercado”, observou Pedro Gordon, acrescentando que sendo estratégias diferentes, por quanto num caso a rentabilidade pode ser preterida por quem elege como objectivo ganhar quota de mercado, por ter efeito cumulativo no mercado.

“Mas seja como for as duas juntas produzem o efeito de excesso de oferta”, realçou Pedro Gordon, que também destacou que não são apenas os operadores turísticos que perdem nesse caso, pois também as agências de viagens vêem a sua remuneração cair.

“Não é o mesmo 15% de 1.200 que 15% de 800”, exemplificou Pedro Gordon, que admitiu que o mercado tem estado a trabalhar com a comissão “standard” de 14% / 15%, mas não sobre a totalidade do PVP, pois há parcelas não comissionáveis, como taxas de aeroporto, vistos, etc.

Assim, “afinal não é 14% ou 15%, é um pouco menos”, disse Pedro Gordon que, no entanto, também explicou que mesmo esse cálculo é relativo, pois pelo menos 25% a 30% dos dias, as agências estão a trabalhar com promoções dos operadores que “dão mais dois ou três pontos para um determinado destino”

A perspectiva que passou foi que, tendo em conta estes factores, “o mercado está mais ou menos bem regulado neste momento” e não antecipa uma nova tendência de descida das comissões pagas pelos operadores turísticos.

Clique para mais notícias: GEA

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Plataforma da Solférias já permite reservar ‘fare families’ (com vídeo)

12-11-2018 (16h03)

O operador turístico Solférias anunciou que passou a ter na sua plataforma uma funcionalidade que permite a reserva ‘fare families' em programas com voos, possibilitando aos agentes de viagens oferecer mais opções aos seus clientes.

Soltrópico dá formação sobre os Emirados Árabes Unidos

12-11-2018 (12h56)

O operador turístico Soltrópico está a anunciar uma formação sobre os Emirados Árabes Unidos a decorrer no dia 14 de Novembro.

Agências de viagens europeias acusam IATA de prepotência

09-11-2018 (12h43)

A ECTAA, organização que reúne as associações de agências de viagens e operadores turísticos europeus, acusou a IATA, associação mundial de companhias de aviação, de "unilateralmente" pôr em causa aspectos importantes da regulação da sua relação comercial.

Reservas em GDS abrandam fortemente no terceiro trimestre, Amadeus

07-11-2018 (17h50)

As reservas de voos por agências de viagens através dos GDS (sistemas globais de distribuição) passaram de um crescimento médio em 4,3% no primeiro semestre para apenas 1,7% no terceiro trimestre, revelou hoje a Amadeus IT, que atribui o abrandamento, entre outros factores, ao impacto de "estratégia adoptadas por algumas companhias de aviação" na Europa Ocidental, sua maior região.

Soltour, Veturis, TAP e MSC são líderes de vendas na maior rede de agências de viagens em Portugal

05-11-2018 (18h37)

Soltour, em pacotes turísticos, Veturis, em venda de alojamento (bed bank), TAP, em voos, e MSC, em cruzeiros, são os fornecedores com mais vendas pela GEA, maior rede de agências de viagens em Portugal em número de balcões, com 422 de 322 empresas, revelou o seu director-geral, Pedro Gordon, no âmbito da sua 14ª Convenção Nacional.