Agências e Operadores europeus reforçam apelo para os clientes optarem por vouchers e não reembolsos imediatos

20-03-2020 (15h11)

Foto: Suhyeon Choi / Unsplash
Foto: Suhyeon Choi / Unsplash

A ECTAA, Associação de Agências de Viagens e Operadores Turísticos Europeus apelou aos clientes para optarem por vouchers para serem ressarcidos das viagens que não puderam realizar entretanto devido a pandemia de coronavírus, em lugar do reembolso imediato.

A sua posição surge a propósito da decisão da Comissão Europeia, que a ECTAA elogia, de ela própria recomendar compradores de viagens organizadas que as não puderam realizar nestas semanas devido à pandemia de covid-19, que aceitem o adiamento do reembolso que lhes é devido e optem por viagens mais tarde.

E é a própria Comissão Europeia que aponta a aceitação de “uma nota de crédito (vulgo “voucher”)”, como tem sido preconizado pelo sector da organização e comercialização de viagens, como uma forma de viabilizar essa opção, desde que o cliente mantenha a possibilidade de reembolso se não utilizar o voucher, o qual também deverá estar protegido face a eventuais falências.

Em causa está, de acordo com o presidente da ECTAA, Pawel Niewiadomski, que uma corrida aos reembolsos, e sobretudo num período em que as empresas nada facturam, por que não se vendem viagens, levaria a falências, uma situação que não permitirá aos clientes reaverem quaisquer importâncias despendidas, tanto mais quanto nenhum sistema de garantia conseguirá absorver uma ‘avalanche’ de reembolsos.

Pawel Niewiadomski, citado em comunicado da ECTAA, também reclama a criação de um fundo que possa compensar os viajantes da diferença entre o que pagaram e os reembolsos ou reduções de preços, argumentando que seria uma solução eficiente e a proporcionar uma compensação atempada.

 

Clique para mais notícias: ECTAA

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Coronavirus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Plano de redução de pessoal da Viajes El Corte Inglés afecta 1.900 trabalhadores

26-03-2020 (14h16)

A espanhola Viajes El Corte Inglés, também presente em Portugal, apresentou um ERTE (em Espanha, de Expediente de Regulação Temporária de Emprego), que abrange 1.900 trabalhadores.

Covid-19 mata mais 44 na Alemanha que já lamenta 198

26-03-2020 (11h17)

A Alemanha anunciou hoje um aumento de 44 vítimas mortais pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 198 o total de mortos, ainda assim uma baixa taxa de letalidade se comparada com outros países.

Travelport lança hub de informação para ajudar empresas a lidar com a crise da Covid-19

26-03-2020 (11h10)

A multinacional tecnológica Travelport, da qual faz parte o GDS Galileo, líder entre as agências de viagens portuguesas, lançou uma plataforma para fornecer informação útil e dados actualizados para ajudar as empresas a lidar com a crise provocada pela Covid-19.

Fusão Globalia e Barceló notificada à Concorrência

26-03-2020 (10h17)

A fusão das divisões de viagens dos grupos espanhóis Globalia e Barceló foi notificada à Autoridade da Concorrência (AdC), segundo um aviso publicado.

Microempresas turísticas em dificuldades excluídas da linha de apoio de 60 milhões de euros

25-03-2020 (14h58)

A linha de apoio à tesouraria de microempresas do turismo afectadas pelos efeitos económicos da pandemia da covid-19 exclui empresas em dificuldade, segundo o despacho do Governo hoje publicado, com efeitos retroactivos.

Noticias mais lidas