Adopção por Portugal da Directiva dos Pacotes concretizada ainda este mês

12-01-2018 (14h45)

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, avançou ao PressTUR que perspectiva que a transposição da Directiva Europeia das Viagens Organizadas para a legislação portuguesa esteja concluída até ao fim deste mês.

O prazo para a adaptação da legislação terminou a 31 de Dezembro, mas o prazo que é mais imperativo é o do início da sua aplicação, que é 1 de Julho deste ano.

Esse prazo não está em causa por este atrasado na transposição, acreditam intervenientes no processo.

As fontes do PressTUR avançaram ter conhecimento que a transposição já está no que denominam “processo legislativo”, que envolve a consulta a outros departamentos governamentais e associações do sector.

A nova Directiva dos Pacotes tem suscitado controvérsia a nível internacional e ontem mesmo foi apontada pelo presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, no seu discurso de posse, como um dos processos “difíceis” que o sector das agências de viagens enfrenta neste triénio (para ler mais clique: APAVT investe em “diálogo construtivo” para enfrentar “três anos desafiadores” – Pedro Costa Ferreira).

Há cerca de três meses, em Viseu, por ocasião da XIII Convenção da GEA, Pedro Costa Ferreira referiu-se ao trabalho de transposição da Directiva dizendo à imprensa que “face ao modo como parecem estar a decorrer as negociações e face aos nossos objectivos para a negociação, se forem concluídas de forma positiva, eu acho que o mercado está preparado” para a nova lei dos pacotes turísticos.

Mas também advertiu que “o processo negocial não chegou ao seu termo, não pode ser ainda interpretado, concluído, nem comentado com terceiros” e que é um dossier difícil “porque significa maior responsabilidade e maior custo”.

“Se o sector está preparado para um tão grande aumento de responsabilidades e de custos, nós achamos que, pela dinâmica do mercado, estará”, afirmou ainda, acrescentando que, porém, “a adaptabilidade da transposição a Portugal, como a adaptabilidade da transposição nos diversos países europeus, vai começar a ser aferida nos primeiros momentos em que viermos a ter os primeiros sinistros, as primeiras decisões” (para ler mais clique: Mercado estará preparado para nova Directiva dos Pacotes se negociação decorrer pela positiva – Pedro Costa Ferreira, APAVT).

 

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Bestravel lança solução digital para tratamento de dados e gestão da nova directiva

25-05-2018 (17h12)

A Bestravel anunciou que vai disponibilizar às suas agências de viagens uma solução digital para recolha e tratamento de dados pessoais e para a gestão documental pré-contratual e contratual exigida pela nova Directiva das viagens.

Novo sistema de gestão do espaço aéreo “em princípio, estará completamente operacional em 2021” - NAV

25-05-2018 (17h04)

O presidente da NAV Portugal, Jorge Ponce de Leão, afirmou que o novo sistema de gestão do espaço aéreo deverá estar “completamente operacional em 2021”, antes da entrada em operação do aeroporto do Montijo.

Primeiro restaurante de Ramón Freixa num navio vai ser no MSC Seaview

25-05-2018 (17h00)

O MSC Seaview, que vai ser baptizado no dia 9 de Junho em Génova, vai ter o primeiro restaurante a bordo a cargo do chef espanhol Ramón Freixa.

Governo aprova proposta para registo de identificação dos passageiros aéreos

25-05-2018 (16h59)

A proposta de lei que vai permitir às companhias aéreas transmitir dados dos viajantes para um registo de identificação dos passageiros (PNR, na sigla em inglês) como forma de prevenir terrorismo e criminalidade grave foi aprovada pelo Governo.

TAP transporta +19% de passageiros entre Portugal e Espanha e alcança quota de 42,2%

25-05-2018 (16h38)

A TAP reforçou a liderança do transporte aéreo de passageiros entre Portugal e Espanha com um crescimento 16% ou 2,6 pontos mais forte que o mercado no primeiro quadrimestre, o que lhe deu um reforço da quota de mercado em 0,9 pontos, para 42,2%, ainda que tenha baixado no Aeroporto de Madrid, onde a líder é a Iberia que este ano começou a ter também voos de/para o Porto.