UNESCO actualiza Património Mundial da Humanidade

02-08-2010 (18h58)

O Comité do Património Mundial da Humanidade da UNESCO,que está reunido em Brasília, anunciou novas entradas para a lista de Património Mundial da Humanidade.

A reunião da UNESCO decorre até amanhã, 3 de Agosto, em Brasília, Brasil, e prevê a inserção de 39 propriedades.
Além da Praça de São Francisco, na cidade de São Cristóvão, no estado brasileiro de Sergipe, o Camino Real de Tierra Adentro, e as cavernas pré históricas de Yagul e Mitla, em Oaxaca, México ( UNESCO acrescenta sítios no Brasil e no México ao Património Mundial da Humanidade), foram também acrescentados novos sítios em diversas partes do Mundo.
A lista do Património Cultural da Humanidade foi aumentada com diversas entradas.
A Citadela Imperial de Thang Long, em Hanoi, Vietname, construída no século XI, os monumentos históricos de Dengfend no “Centro do Céu e da Terra”, China, o sítio arqueológico de Sarazm, no Tajiquistão, a Cidade Episcopal de Albi, em França, e o canal de Singelgrascht (século XVII) em Amesterdão, Países Baixos, são as novas adições ao Património Cultural da Humanidade, que também viu serem estendidos o património cultural das minas de Rammelsberg, em Goslar, Alemanha, pela adição do sistema de gestão da Água de Upper Harz, e a cidade mineira de Roros, na Noruega, com a adição da paisagem cultural, nomeadamente a estrada de transporte de Inverno.
Por outro lado, o bairro de At Turaig em ad-Dir’iyah (Arábia Saudita), 11 estabelecimentos prisionais na Austrália, construídos nos séculos XVIII e XIX, o observatório astronómico de Jantar Mantar, em Jaipur, Índia, o Santuário em Ardabil, no Irão, o complexo histórico do bazar de Tabriz, também no Irão, o atol de Biquíni, nas Ilhas Marshall e as cidades históricas de Hahoe e Yangdong, na República da Coreia, fundadas nos séculos XIV e XV, fazem também parte das novas entradas.
A planície de Putorana, na Reserva Natural de Putoransky, Federação Russa, entrou na lista da UNESCO, juntando-se a novas entradas como as terras altas centrais do Sri Lanka, as ilhas e atóis de Papahānaumokuākea, nos Estados Unidos da América, ou a Área de Conservação de Ngorongoro, Tanzânia.
O Monte San Giorgio, Itália, uma extensão do Monte San Giorgio na Suíça, passou também a fazer parte da lista da UNESCO.
A entidade integrou também o castelo de Eggenberg, em Graz (já considerada Património Mundial da Humanidade), Áustria, a Igreja da Ressurreição do Mosteiro de Suceviţa, Roménia, como parte das “Igrejas da Moldávia”, e o conjunto de arte rupestre do paleolítico em Siega Verde, como extensão do património de arte pré-histórica do Vale do Côa.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias lança ofertas para viagens ao PortAventura

24-05-2019 (17h58)

O operador turístico Solférias está a anunciar promoções para o parque de diversões PortAventura, próximo de Barcelona, desde 274 euros por pessoa em quarto duplo com voos, duas noites de alojamento, acesso ao parque temático e ao Ferrari Land e programa grátis para uma criança.

Sonhando promove venda antecipada para férias de Verão em Porto Santo

24-05-2019 (17h28)

O operador turístico Sonhando está a promover uma campanha de vendas antecipadas para férias de Verão em Porto Santo, com voos e sete noites de alojamento desde 527 euros por pessoa em quarto duplo.

Soltrópico anuncia oferta “especial Monastir” para viagens este Verão

24-05-2019 (17h10)

A Soltrópico lançou para o mercado uma oferta “especial Monastir” para viagens à Tunísia este Verão, com voos e sete noites de alojamento em regime de tudo incluído (TI) desde 551 euros por pessoa em quarto duplo.

Óbidos investe 3,1 milhões de euros para construir a “Praça da Criatividade”

24-05-2019 (16h40)

A Câmara de Óbidos vai investir 3,1 milhões de euros na requalificação da zona do antigo quartel dos bombeiros, onde no último trimestre deste ano a autarquia espera iniciar a construção da “Praça da Criatividade”.

Primeira-ministra britânica anuncia demissão devido a fracasso nas negociações do Brexit

24-05-2019 (16h32)

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou hoje que vai demitir-se da liderança do partido Conservador, desencadeando uma eleição interna cujo vencedor vai assumir a chefia do governo.

Noticias mais lidas