Solférias promove ofertas para Páscoa na Ilha do Sal

30-01-2019 (17h39)

O operador turístico Solférias está a promover as suas ofertas para a Páscoa na Ilha do Sal, em Cabo Verde, nos últimos dias da sua campanha de vendas antecipadas, que termina amanhã, dia 31 de Janeiro.

Os programas são com voos de ida e volta operados pela TAP, à partida de Lisboa nos dias 13 e 20 de Abril.

As propostas estão no mercado a partir de 838 euros por pessoa em quarto duplo, incluindo voos de ida e volta, taxas, transferes, seguro de viagem e sete noites de alojamento.

Para ver as ofertas no site da Solférias clique aqui.

 

Clique para ver mais: Promoções

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Solférias

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico lança três circuitos guiados para explorar os Açores

21-02-2019 (11h10)

O operador turístico Soltrópico lançou para o mercado três programas para visitar os Açores, todos com visitas guiadas, transporte, refeições, alojamento e voos com lugares garantidos.

Turismo português em Malta mais do que duplica entre Janeiro e Novembro de 2018

21-02-2019 (10h12)

O número de turistas portugueses que visitaram Malta entre Janeiro e Novembro do ano passado atingiu os 20.701, o que corresponde a um aumento de 118,4% face ao período homólogo de 2017.

Solférias, Soltrópico e Sonhando anunciam charters de Verão para Monastir (Tunísia)

20-02-2019 (13h21)

Os operadores turísticos Solférias, Soltrópico e Sonhando têm programados para este Verão dois voos charter para Monastir, na Tunísia, um realizado pela TAP, de Lisboa, e outro operado pela Tunisair, do Porto.

Penacova quer atrair novos públicos com Festival da Lampreia

20-02-2019 (09h51)

Doze restaurantes vão participar na edição deste ano do Festival da Lampreia de Penacova, entre sexta-feira e Domingo, uma aposta da autarquia para atrair mais visitantes ao concelho.

China proíbe visitas de estrangeiros ao Tibete em Março

20-02-2019 (09h46)

A China está a proibir o acesso de estrangeiros ao Tibete durante o mês de Março, quando se celebra um par de aniversários sensíveis que questionam a legitimidade da soberania chinesa naquela região dos Himalaias.