British Airways tem táxis eléctricos na sua frota de transferes premium

16-01-2019 (14h37)

Foto: British Airways
Foto: British Airways

A British Airways disponibiliza táxis eléctricos para os transferes entre aeronaves no Aeroporto de Londres Heathrow.

Os passageiros premium em risco de perder voos de conexão no Aeroporto de Heathrow vão ser recebidos e transportados por táxis eléctricos de modelo TX eCity.

Os veículos da London Electric Vehicle Company (LEVC) oferecem uma cabine espaçosa, incluindo espaço para a bagagem de mão, wifi, telefone, entradas USB para carregar dispositivos, e ar condicionado.

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Viajar Tours dá formação online sobre o destino Antalya

21-05-2019 (13h02)

A Viajar Tours vai organizar, amanhã dia 22 de Maio, três sessões de formação certificada online sobre o destino Antalya, na Turquia.

Solférias promove cruzeiros nas Ilhas Gregas a partir de 1.107 euros

17-05-2019 (11h47)

O operador turístico Solférias está a promover pacotes de cruzeiros nas Ilhas Gregas, com a Pullmantur e a Celestyal Cruises, com voos incluídos e preços a partir dos 1.107 euros.

Sonhando lança ofertas para férias em Malta, Tunísia e Porto Santo em Junho

10-05-2019 (15h54)

O operador turístico Sonhando está a promover os seus programas com voos e alojamento para viagens a Malta, Tunísia e Porto Santo durante o mês de Junho.

Celebrity Edge mostra em Lisboa porque oferece uma nova experiência de cruzeiros

09-05-2019 (16h31)

O navio de cruzeiros Celebrity Edge foi recebido com chuva em Lisboa, mas em vez de inconveniente, o Inverno fora de época serviu de pretexto para uma demonstração do valor das experiências a bordo, sempre com vista para o exterior.

Polónia quer mostrar aos agentes de viagens que tem mais para oferecer além de Varsóvia e Cracóvia

07-05-2019 (12h52)

O Turismo da Polónia vai promover esta semana em Lisboa uma sessão de formação para operadores turísticos e agentes de viagens para mostrar que “é bem mais do que os conhecidos destinos de Varsóvia e Cracóvia”.