Pelas estradas de Cuba, de Santiago a Havana

06-09-2019 (09h08)

Em mais de 1.600 quilómetros de estrada, de Santiago a Havana, pouco escapou aos profissionais de turismo portugueses e espanhóis que participaram nesta viagem a Cuba. Visitaram cidades que ainda estão a despertar para o turismo, conheceram novos hotéis e praias paradisíacas.

Para começar o itinerário por Santiago de Cuba, a viagem foi feita a partir de Madrid, num voo da companhia aérea estatal Cubana de Aviación.

O voo de dez horas teve um ambiente muito particular, com muito convívio, rum e cerveja. Não dizem os teóricos de turismo que a experiência de uma viagem começa logo desde a reserva? Eis uma oportunidade de entrar antecipadamente no ritmo cubano, a dez mil metros de altitude.

O espírito alegre e a conversa animada no avião acompanharam toda a viagem, embora em terra existam mais dois ingredientes indissociáveis da experiência cubana: música e dança.

Em qualquer bar ou restaurante, e por vezes nas praças e ruas principais, os ritmos cubanos estão sempre presentes. São praticamente hinos aquelas canções que se ouvem vezes sem conta ao longo de uma viagem a Cuba, como "Guantanamera", "Chan Chan" ou "El Carretero".

É inegável que a música e a dança são ingredientes essenciais do prato muito completo que é uma viagem a Cuba, mas essa refeição não se faz sem o património e a história do país.

Os episódios mais marcantes e conhecidos em todo o mundo são da revolução de Fidel Castro e Che Guevara contra a ditadura de Fulgencio Batista, mas antes dessa luta houve a guerra da independência contra os espanhóis, de que um dos principais heróis foi José Martí, homenageado com estátuas por todo o país.

São incontáveis os casos de cubanos que deram a vida pelo país e pelos seus ideais, bem como são inúmeras as homenagens aos heróis destas revoluções recheadas de histórias apaixonantes.

Não faltam por isso locais para visitar que prestam homenagem ou que foram palco de episódios marcantes destas revoluções, momentos que fizeram de Cuba o país que é actualmente, tão diferente dos seus vizinhos.

Para testemunhar essas diferenças e conhecer as novidades, a delegação espanhola do Ministério de Turismo de Cuba levou ao país um grupo de 20 profissionais de turismo em Novembro de 2018, incluindo 14 espanhóis e seis portugueses. Entre os portugueses, dois jornalistas e quatro representantes dos operadores turísticos Solférias, iTravel e Jolidey, e da agência Tropitur, que representa a Guamá-Havanatur em Portugal.

Foram percorridos mais de 1.600 quilómetros de estrada, em cerca de 24 horas de autocarro num total de dez dias. Começou em Santiago de Cuba, no Oriente do país, e terminou em Havana, no Ocidente.

Além das duas principais cidades cubanas, Havana e Santiago, a viagem incluiu paragens em Guantanamo, Baracoa, Holguín, Guardalavaca, Gibara, Camagüey, Sancti Spiritus e Cayo Ensenachos.

Para continuar a ler clique:

Santiago de Cuba, entre o mar das Caraíbas e a Sierra Maestra

Por Luís Canto

O PressTUR viajou a convite do Ministério de Turismo de Cuba

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Santiago de Cuba, entre o mar das Caraíbas e a Sierra Maestra

06-09-2019 (09h06)

Uma cidade que respira música e animação, e ao mesmo tempo um local rico em história, assim é a segunda maior cidade do país, Santiago de Cuba, instalada entre o mar das Caraíbas e a Sierra Maestra.

El Cobre, o local de peregrinação mais sagrado em Cuba

06-09-2019 (09h02)

No meio da montanha, a espreitar entre a vegetação abudante, avistamos um edifício amarelo com cúpulas vermelhas. É a Basílica de El Cobre, o local de peregrinação mais sagrado de Cuba, a meia hora de Santiago.

Guantanamo tem mais para contar

06-09-2019 (09h00)

Um centro histórico com edifícios colonais preservados e um cenário de montanhas cobertas de vegetação a espreitar para o mar são alguns dos argumentos de Guantanamo, que tem mais para contar do que apenas a história de uma prisão norte-americana.

Baracoa, “verde contangiante” sobre uma baía chamada Porto Santo

06-09-2019 (08h57)

"Em Baracoa, o verde é contagiante", disse-nos o guia antes de sairmos de Guantanamo, uma descrição que se torna evidente quando subimos em curva e contra-curva uma cordilheira repleta de vegetação. Um cenário que nos acompanhará até chegarmos ao mar, a uma baía chamada Porto Santo.

Holguín e Guardalavaca, à descoberta das praias

06-09-2019 (08h56)

As primeiras praias paradisíacas desta viagem aguardam-nos na Província de Holguín, nos resorts de Guardalavaca, mas é também nesta região que encontramos uma pequena cidade ainda a despertar para o turismo, Gibara.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas