Ex-furacão Rina encaminha-se para Cancun Riviera Maya sob chuva muito intensa

28-10-2011 (06h48)

Os meteorologistas do NHC prevêem que a tempestade Rina, que baixou de intensidade durante o dia de ontem, deixando de ser considerada furacão, permaneça hoje e amanhã junto à costa da Riviera Maya, dirigindo-se lentamente para o Norte da Península Mexicana do Yucatán, para Cancun.




De acordo com os meteorologistas, hoje de madrugada (3h00 UTC) o centro da tempestade tropical, com ventos máximos continuados de 95 Km/hora, estava a cerca de 30 quilómetros a Oeste da ilha de Cozumel e ainda avançará para Norte antes de voltar a dirigir-se para Sul e a afastar-se da costa, sempre em perda de intensidade.
A imprensa mexicana está a noticiar que ontem foram cancelados 150 voos domésticos e internacionais de e para Cancun, que é também para os turistas portugueses o principal aeroporto de entrada no México, referindo que os cancelamentos foram por decisão das companhias aéreas, porque o aeroportos manteve-se “a funcionar normalmente”.
A maior parte dos cancelamentos foram de ligações com os Estados Unidos e Canadá, dizem essas notícias, que descrevem um aeroporto de Cancun apinhado de centenas de passageiros que foram surpreendidos pelos cancelamentos.
As notícias citam ainda o secretário de Turismo do estado, Juan Carlos González, que calculou em cerca de 12,5 mil o número de turistas que deixou a Riviera Maya devido ao fenómeno meteorológico, sublinhando que mais importante é que cerca de 80% dos 83,5 mil turistas que estavam no estado de Quintana Roo decidiram permanecer.
A mesma perspectiva foi afirmada pela Cônsul dos Estados Unidos em Cancun, que estimou em cerca de 30 mil o número de turistas norte-americanos que permaneceu na Riviera Maya e Cancun apesar dos alertas.
As notícias não fazem referência a estragos de monta, indicando apenas que a costa da Pensínsula do Yucatan entre Playa del Carmen e Cancun tem estado sob chuva muito forte e que a meteorologia do México prevê que a costa continue a registar chuva forte a torrencial.
Alguns jornais dizem que a cidade turística de Playa del Carmen ficou sem luz e que as ruas estavam praticamente desertas quando o centro chegou da tempestade chegou à costa durante a noite de ontem (hora local), contrastando com o ambiente vivido durante a manhã, em que se viam turistas a passear pelas praias e ruas da cidade, que estava sob céu muito nublado mas sem chuva.

Para ver mais informação sobre a tempestade no site do NHC clique aqui
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pelas estradas de Cuba, de Santiago a Havana

06-09-2019 (09h08)

Em mais de 1.600 quilómetros de estrada, de Santiago a Havana, pouco escapou aos profissionais de turismo portugueses e espanhóis que participaram nesta viagem a Cuba. Visitaram cidades que ainda estão a despertar para o turismo, conheceram novos hotéis e praias paradisíacas.

Santiago de Cuba, entre o mar das Caraíbas e a Sierra Maestra

06-09-2019 (09h06)

Uma cidade que respira música e animação, e ao mesmo tempo um local rico em história, assim é a segunda maior cidade do país, Santiago de Cuba, instalada entre o mar das Caraíbas e a Sierra Maestra.

El Cobre, o local de peregrinação mais sagrado em Cuba

06-09-2019 (09h02)

No meio da montanha, a espreitar entre a vegetação abudante, avistamos um edifício amarelo com cúpulas vermelhas. É a Basílica de El Cobre, o local de peregrinação mais sagrado de Cuba, a meia hora de Santiago.

Guantanamo tem mais para contar

06-09-2019 (09h00)

Um centro histórico com edifícios colonais preservados e um cenário de montanhas cobertas de vegetação a espreitar para o mar são alguns dos argumentos de Guantanamo, que tem mais para contar do que apenas a história de uma prisão norte-americana.

Baracoa, “verde contangiante” sobre uma baía chamada Porto Santo

06-09-2019 (08h57)

"Em Baracoa, o verde é contagiante", disse-nos o guia antes de sairmos de Guantanamo, uma descrição que se torna evidente quando subimos em curva e contra-curva uma cordilheira repleta de vegetação. Um cenário que nos acompanhará até chegarmos ao mar, a uma baía chamada Porto Santo.

Noticias mais lidas