Turismo português em Cabo Verde concentra-se mais na ilha do Sal

27-02-2019 (16h55)

Foto: Soltrópico
Foto: Soltrópico

A ilha do Sal concentrou 56,7% das dormidas de turistas portugueses na hotelaria de Cabo Verde em 2018, concluiu o PressTUR a partir dos dados divulgados hoje pelo INE cabo-verdiano, os quais mostram que no ano passado Portugal foi um dos emissores que menos cresceu.

A informação indica que no ano passado a hotelaria de Cabo Verde, incluindo hotéis, pensões, pousadas, hotéis-apartamentos, aldeamentos turísticos e residenciais, contabilizou 364.059 dormidas de 70.974 hóspedes residentes em Portugal, que são em ambos os casos novos recordes, embora o número de dormidas tenha aumentado apenas 2% (mais 7,2 mil), apesar de uma subida do número de hóspedes em 4,6% (mais 3,1 mil), porque a estada média caiu 2,4%, para 5,1 noites.

Os dados do INE de Cabo Verde permitem verificar que o crescimento do turismo português em Cabo Verde se ficou a dever principalmente à evolução em alta na ilha do Sal, na qual houve um aumento das dormidas em 17,1% ou 30,1 mil, para 206,4 mil, pelo aumento do número de hóspedes em 21,1% ou 5,4 mil, para 31,3 mil, já que a estada média até baixou ligeiramente, em 3,3%, para 6,6 noites.

A penalizar o balanço do ano esteve principalmente a evolução na segunda principal ilha turística, a Boavista, onde o número de dormidas de turistas residentes em Portugal baixou 17,5% ou 19,9 mil, para 93,8 mil, por queda do número de hóspedes em 18,4% ou três mil, para 13,4 mil, apenas parcialmente compensada por uma subida da estada média em 1%, para sete noites.

Além do Sal, tiveram aumento de dormidas de turistas residentes em Portugal os estabelecimentos localizados na ilha de Santiago, que são aliás os que contabilizam o segundo maior número de hóspedes, pelo movimento de tráfego de negócios e político gerado pela capital do país, a Cidade da Praia.

A hotelaria de Santiago teve em 2018 um aumento das dormidas de turistas residentes em Portugal em 0,8% ou cerca de 320, para 42,1 mil, por aumento do número de hóspedes em 2,2% ou cerca de 450, para 20,7 mil, que compensou a descida da estada média em 1,4%, para duas noites.

Já os estabelecimentos da ilha de São Vicente e do conjunto das restantes ilhas cabo-verdianas tiveram queda das dormidas de turistas residentes em Portugal no ano de 2018, no primeiro caso em 11% ou cerca de duas mil, para 16,3 mil, e no segundo em 19,6% ou cerca de 1,3 mil, para 5,4 mil.

A queda de dormidas em São Vicente deu-se pela descida da estada média em 15,7%, para 3,7 noites, que contrariou o aumento de hóspedes em 5,6% ou cerca de 230, para 4,4 mil.

No conjunto das restantes ilhas não especificadas, a queda das dormidas de turistas portugueses deu-se por decréscimo do número de hóspedes em 3,2% ou cerca de 40, para 1,1 mil, e, principalmente, pela redução da estada média em 16,9%, para 4,7 noites.

 

Continua:

Mais de 90% dos turistas que procuram Cabo Verde optam por hotéis

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico divulga ofertas para Ilha do Sal com voos TACV de Lisboa

04-03-2019 (17h12)

O operador turístico Soltrópico anunciou ao mercado as suas ofertas para férias de Verão na Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos TACV de Lisboa.

Mais de 90% dos turistas portugueses que procuram Cabo Verde optam por hotéis

27-02-2019 (16h52)

Os hotéis foram os estabelecimentos escolhidos por 93,8% dos quase 71 mil turistas portugueses que estiveram no alojamento turístico de Cabo Verde no ano de 2018, concluiu o PressTUR dos dados divulgados hoje pelo INE cabo-verdiano.

Solférias, Soltrópico e Abreu programam charters Porto – Ilha do Sal este Verão

27-02-2019 (15h24)

A Solférias, Soltrópico e Abreu têm programado para este Verão uma operação charter para a Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos do Porto operados em Boeing B757 de 216 lugares da companhia aérea Privilege Style.

Hotelaria de Cabo Verde somou 4,935 milhões de dormidas em 2018, mais 7,4% que em 2017

27-02-2019 (12h59)

A hotelaria de Cabo Verde recebeu em 2018 mais de 765 mil hóspedes que realizaram 4,935 milhões de dormidas, mais 7,4% que no ano anterior, revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano.

Praia da Gamboa em Cabo Verde vai ter um complexo turístico

27-02-2019 (12h27)

O presidente da Câmara Municipal da Praia, capital de Cabo Verde, anunciou a construção de um complexo turístico e a requalificação da praia da Gamboa, uma das principais da cidade, localizada na Ilha de Santiago.