Hotéis no Sal e na Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o Fim de Ano – presidente da AAVTCV

10-12-2018 (12h58)

Os hotéis das ilhas cabo-verdianas do Sal e da Boavista estão “no limite da sua capacidade” para o réveillon, e os principais mercados emissores são o Reino Unido e Portugal, segundo Mário Sanches, presidente da Associação das Agências de Viagem e Turismo de Cabo Verde (AAVTCV).

Mário Sanches, em entrevista à Agência Lusa, afirmou que os números das reservas são “encorajadores e animadores” para o sector do turismo cabo-verdiano.

“A julgar pelos dados há uma tendência para o crescimento do número de turistas que procuram o nosso país, com o mercado britânico a manter-se na linha da frente, logo seguido dos portugueses”, disse.

As unidades hoteleiras do Sal e da Boavista estão “no limite da sua capacidade”, enquanto para as restantes ilhas “há uma demanda crescente”, segundo o dirigente associativo.

“Estamos a contar melhorar, comparativamente aos anos anteriores”, sublinhou Mário Sanches.

Sobre a escolha de Cabo Verde como destino de portugueses para a passagem de ano, o empresário justifica a procura com “o factor de proximidade cultural e histórica, as excelentes relações político-diplomáticas e até de irmandade entre os dois povos e que faz com que os portugueses se sintam, de facto, acarinhados e em casa”.

“Há uma curiosidade quase que natural do português em relação a Cabo Verde e o inverso também é válido. A tendência será sempre, acreditamos, no aumento desta tendência, desde que continuemos a apostar no reforço desses laços e numa comunicação e produtos que tenham em conta estes factores”, prosseguiu.

Sobre a procura nesta altura do ano, o presidente da Associação considera que Cabo Verde deve “potencializar e capitalizar” a sua “vantagem competitiva natural”, que é “o clima ameno o ano inteiro, aliado às praias e outras vantagens de ordem natural e paisagístico”.

“A cultura, a história, o turismo rural e de montanha, a segurança e estabilidade” são outras vantagens de Cabo Verde em relação aos países vizinhos mais próximos e ao Magrebe, apontadas pelo presidente da AAVTCV.

Mário Sanches defende que “os operadores - grandes e pequenos - afinem estratégias e pacotes atrativos o suficiente em torno da época festiva, eventos culturais, festas e outras, viradas para a passagem do ano”.

“É importante que os pequenos operadores também participem activamente neste negócio. Sinceramente, acreditamos que, desde que devidamente organizados, as agências de viagens e pequenos hotéis, pensões, etc., possam pôr de pé pacotes interessantes para ilhas como Fogo, Brava, Santo Antão, ou São Nicolau, por exemplo”, sublinhou.

Para Mário Sanches, “a época festiva é ainda uma excelente oportunidade para agências e empresas organizadoras de festas e eventos”.

“Sem contar com a nossa enorme Diáspora que faz questão de passar as festas no seu torrão natal”, declarou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Continua: 

Cabo Verde deve apostar na “diversidade e qualidade da oferta” turística – presidente da AAVTCV

 


Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Réveillon

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias promove ofertas para Páscoa na Ilha do Sal

30-01-2019 (17h39)

O operador turístico Solférias está a promover as suas ofertas para a Páscoa na Ilha do Sal, em Cabo Verde, nos últimos dias da sua campanha de vendas antecipadas, que termina amanhã, dia 31 de Janeiro.

Oásis Atlântico vai abrir um eco resort na praia do Tarrafal em Cabo Verde

16-01-2019 (18h10)

O grupo hoteleiro português Oásis Atlântico anunciou que vai abrir um eco resort de 5-estrelas na praia do Tarrafal, no Norte da ilha de Santiago, em Cabo Verde.

Reservas para Cabo Verde até 20 de Março não serão afectadas pela nova TSA

07-01-2019 (18h39)

Os operadores turísticos Solférias e Soltrópico avançaram hoje que as reservas dos seus pacotes para Cabo Verde, apesar da entrada em vigor a 1 de Janeiro de uma nova Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA) no país, “não sofrerão alterações de preços para reservas efectuadas até às 18h dia 20 de Março”, desde que tenham sido enviados os dados de passaporte dos viajantes.

Alojamento na Ilha do Sal esteve 100% ocupado no fim do ano

03-01-2019 (12h23)

Os hotéis, residenciais e pousadas na ilha cabo-verdiana do Sal receberam no final do ano cerca de 12 mil hóspedes estrangeiros e alcançaram uma taxa de ocupação de 100%, de acordo com as estimativas da imprensa local.

Cidadãos de 32 países europeus ficam isentos de vistos para Cabo Verde a partir de 1 de Janeiro

21-12-2018 (13h38)

Os cidadãos de 32 países europeus estarão isentos de visto de curta duração para entrar em Cabo Verde, uma medida várias vezes adiada, e que começa a vigorar a partir de 1 de Janeiro, anunciou hoje o Governo.