Taxa de acesso ao cume do Pico para visitantes autónomos duplica

12-03-2020 (15h08)

Pico visto de São Jorge, Açores
Pico visto de São Jorge, Açores

A taxa de acesso ao cume da montanha do Pico, nos Açores, vai duplicar para visitantes autónomos, de cinco para 10 euros, enquanto que para empresas, a mesma taxa aumenta de 3 para 5 euros, havendo um desconto de 50% para parceiros do Parque Natural.

Além do aumento das taxas, o tempo de permanência no cume da montanha do Pico, também conhecido por 'piquinho', vai ser reduzido de 30 para 20 minutos.

No que diz respeito ao acesso à montanha do Pico, o regulamento de acesso indica que é obrigatório o acompanhamento por parte de um guia para visitantes que queiram fazer a subida quando a Casa da Montanha esteja encerrada. Esta medida não se aplica aos residentes nos Açores.

“A partir do próximo mês de Abril, as subidas fora do período de funcionamento da Casa da Montanha só podem ser feitas por residentes nos Açores ou acompanhados por guias da montanha, no sentido de criar mais condições de segurança aos visitantes”, destacou o director regional do Ambiente Herâni Jorge.

O período de funcionamento da Casa da Montanha também vai ser alargado, estando aberta “ininterruptamente” de sexta-feira a Domingo durante o mês de Abril enquanto que em Maio estará de portas abertas todos os dias durante 24 horas, tal como já acontecia em Junho.

Hernâni Jorge adiantou que passará também a ser exigido às empresas que assegurem um guia por cada 12 visitantes (actualmente a relação é de um para 15), como forma de “promover uma maior qualidade do serviço”.

Outra medida, que de acordo com o director-regional, será “provavelmente a que terá mais impacto para a generalidade dos visitantes é a possibilidade de os visitantes autónomos poderem, a partir do próximo mês, efectuar reservas para a subida à montanha através da plataforma eletrónica” montanhapico.azores.gov.pt.

Os caminhantes autónomos que quisessem subir à montanha do Pico estavam obrigados a fazer a inscrição na Casa da Montanha (posto de apoio aos caminhantes). A inscrição online, que apenas é possível para guias turísticos, vai estar disponível ao público a partir de 1 de Abril.

O director regional do Ambiente frisou que estas alterações fazem parte de “um processo normal de acompanhamento e monitorização da aplicação do regulamento” de acesso à montanha que existe há 10 anos.

“Nos últimos anos, mais ou menos de dois em dois anos, são promovidas alterações ao regulamento, com um diálogo permanente com os guias da montanha, individualmente e através da associação representativa”, destacou.

Hernâni Jorge afirmou que as medidas visam assegurar o “objectivo da preservação do património natural”, numa montanha que tem tido “um aumento de visitantes”.

Em 2019, foi registado um aumento de 13,5%, para mais de 20 mil subidas à montanha do Pico, o ponto mais alto de Portugal, com 2.351 metros.

O número de visitantes a subirem ao à montanha do Pico, o ponto mais alto de Portugal com 2.351 metros, aumentou 13,5% em 2019 para mais de 20 mil visitantes.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Festas do Povo de Campo Maior adiadas para 2021

27-03-2020 (13h42)

As tradicionais Festas do Povo de Campo Maior, no distrito de Portalegre, que adornam a vila com coloridas flores de papel, foram adiadas para 2021 na sequência da pandemia de covid-19, disse à agência Lusa fonte da organização.

Bela Vista Hotel & Spa encerra temporariamente

19-03-2020 (16h32)

O Bela Vista Hotel & Spa, em Portimão, anunciou que vai encerrar temporariamente "como medida preventiva à propagação do coronavírus".

ATL adia evento Peixe em Lisboa

19-03-2020 (12h48)

A  Associação Turismo de Lisboa (ATL) vai adiar o evento gastronómico anual Peixe em Lisboa, que decorre anualmente em Lisboa desde 2008, devido ao surto do novo coronavírus.

DGPC encerra museus, palácios e monumentos nacionais

16-03-2020 (11h09)

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) anunciou o encerramento de todos os museus, monumentos e palácios nacionais sob a sua tutela, como medida de combate à pandemia do novo coronavírus.

Museu do FC Porto suspende eventos programados até 29 de Março

13-03-2020 (18h27)

O Museu do FC Porto anunciou o cancelamento dos eventos da sua programação até 29 de Março como medida de prevenção à propagação do novo coronavírus.

Noticias mais lidas