Eurostars Museum Lisboa: “oito mil anos de história debaixo dos nossos pés”

26-10-2017 (22h25)

O próximo hotel do Grupo Hotusa em Lisboa, o Eurostars Museum, será uma espécie de hotel museu com uma colecção visitável de objectos e vestígios encontrados no local, incluindo uma casa romana ou uma estela funerária com escrita fenícia.

“Estamos a falar de oito mil anos de história debaixo dos nossos pés”, resumiu numa apresentação das instalações do hotel o responsável pelo projecto museológico do hotel, Pedro Mendes Leal.

O Eurostars Museum terá uma colecção visitável composta por áreas arqueológicas preservadas – incluindo uma casa romana, uma praça com vários elementos e a antiga muralha da cidade – e por peças que foram sendo descobertas durante as intervenções arqueológicas.

Entre os objectos que estarão em exibição, que serão mais de 60, incluem-se uma colecção de cachimbos de caulino e dois tesouros com moedas, medalhas, crucifixos e anéis.

Uma das peças de maior valor é uma estela funerária com escrita fenícia, que segundo o arqueólogo Nuno Neto é “a manifestação escrita mais antiga recuperada na Europa Ocidental”.

A antiga muralha de defesa da cidade de Lisboa é outro elemento que testemunha o passado do espaço que ocupa o hotel, mas o mais impressionante serão certamente o mosaico romano e a cidade romana, com uma estrada, um poço e um fontanário.

Além dos hóspedes do hotel, também o público poderá visitar o espaço aos Domingos à tarde, sendo necessário reservar. As visitas serão guiadas e terão um custo de cinco euros.

A manifestação mais antiga identificada no espaço que ocupa o hotel “é um enterramento no Neolítico Antigo, identificado entre 5000 a 6000 anos a.C.”, especificou Nuno Neto, fazendo uma cronologia das anteriores ocupações da área através dos vestígios encontrados de várias épocas, passando pela Idade do Ferro, o período romano republicano e a fase imperial, a ocupação islâmica e a ocupação medieval já cristã, quando D. Afonso Henriques conquista Lisboa.

É no século XVII, altura em que nobres escolhiam edificar os seus palácios nesta zona da cidade, que o Conde de Coculim compra os dois palácios que existiam onde hoje existe o hotel.

Após o terramoto de 1755, e devido aos seus estragos, esta parte da cidade torna-se menos procurada e por isso nos últimos tempos o espaço foi um armazém de ferro, sendo depois adquirido pela família Sommer para servir de escritórios à Cimentos de Leiria, acabando então por ser comprado por António Champalimaud.

Com um investimento de 23 milhões de euros, incluindo aquisição e recuperação, o Grupo Hotusa pretende que este hotel seja uma imagem do seu conceito para o turismo.

Este projecto “acompanha a nossa filosofia do que hoje deve ser o turismo, algo que tem que ver com a cultura e com a história das cidades onde estamos”, frisou Luís Cruz, director executivo do grupo, numa apresentação aos jornalistas das instalações do hotel.

O 5-estrelas Eurostars Museum Lisboa, que está previsto abrir na primeira semana de Dezembro, encontra-se na Rua Cais de Santarém, em Lisboa, entre a Fundação José Saramago e o Museu do Fado.

O hotel terá 91 quartos decorados com o tema dos Descobrimentos, incluindo 15 quartos com varanda, dez suites júnior e uma suite presidencial.

Da sua oferta destacam-se um restaurante, um Spa com piscina interior, sauna e sala de tratamentos, e três salas de reuniões.

 

Ver também:

Grupo Hotusa vai ter mais oito hotéis em Portugal

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Hotusa

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias anuncia promoções para férias da Páscoa nos Açores

12-12-2018 (13h13)

O operador turístico Solférias anunciou ao mercado um conjunto de propostas para viagens aos Açores nas férias da Páscoa, com voos TAP e três noites de alojamento desde 415 euros por pessoa em quarto duplo.

Soltrópico lança propostas para viajar no Carnaval

12-12-2018 (13h01)

O operador turístico Soltrópico divulgou para o mercado várias propostas para viajar no Carnaval, incluindo pacotes para Cabo Verde, Brasil, Açores e Maurícia.

Quinta da Regaleira supera marca de um milhão de visitantes

12-12-2018 (11h39)

A Quinta da Regaleira, em Sintra, está com uma média de 2.940 entradas por dia este ano e superou ontem a marca de um milhão de visitantes.

Terceira recebe em 2019 Congresso Anual do Global Sustainable Tourism Council

10-12-2018 (14h45)

A ilha Terceira, nos Açores, recebe em Dezembro de 2019 o Congresso Anual do Global Sustainable Tourism Council (GSTC), ano em que o arquipélago açoriano deverá obter a certificação de destino de turismo sustentável.

Seaventy anuncia cruzeiros de Inverno no Tejo

07-12-2018 (17h59)

A Seaventy começou hoje a fazer cruzeiros de Inverno no Tejo, que vão decorrer até ao final de Março de 2019, com frequência bi-diária à sexta, ao Sábado e ao Domingo.

Ultimas Noticias