Atlântico Norte transformado em oceano de furacões e tempestades

12-09-2018 (14h01)

As atenções da imprensa estão centradas no furacão Florence, de categoria 4 e que se dirige para a costa Leste dos Estados Unidos, mas o mapa do Atlântico Norte mostra mais um furacão, o Helene, uma tempestade tropical que se dirige para as Caraíbas, a Isaac, e duas situações com elevada probabilidade de virem a ser tempestades, uma das quais a ameaçar os Açores.

Esta ‘perturbação’, descrita pelos meteorologistas no National Hurricane Center (NHC) dos Estados Unidos como uma área de ventos fortes, chuva intensa e trovoadas, localizada às 9h00 UTC de hoje a várias centenas de quilómetros de distância do arquipélago português, tem 40% de evoluir para tempestade tropical nas próximas 48 horas e a cinco dias a probabilidade é de 50%.

A recomendação do NHC é, assim, de que os Açores devem vigiar a evolução desse sistema.

A situação mais grave é a do furacão Florence, classificado em categoria 4 na escala Saffir-Simpson, com ventos máximos continuados de 215 Km/h que se fazem sentir até 110 quilómetros do ‘olho’ e ventos de intensidade de tempestade tropical até 280 quilómetros.

A previsão do NHC é que o centro do furacão passe hoje entre as Bermudas e as Bahamas e atinge a costa dos Estados Unidos, algures entre a Carolina do Norte e Carolina do Sul na quinta e sexta-feira, quando já se prevê algum enfraquecimento, mas sem que o Florence deixe de ser um furacão “extremamente perigoso”.

Mais a Sul, para as Caraíbas, a ameaça é a tempestade tropical Isaac, que já esteve classificada como furacão.

Às 9h00 UTC de hoje, segundo o NHC, o centro da Isaac localiza-se a 805 quilómetros a Este de Martinique e provocava ventos na ordem dos 95 Km/h.

Os meteorologistas no NHC indicaram que prevêem que  a Isaac atravesse, amanhã, as Antilhas Menores em direcção ao Mar das Caraíbas, o ‘canal’ que separa a Venezuela de Porto Rico, da República Dominicana e do Haiti.

A informação do NHC avança que as condições actuais apontam para um enfraquecimento da intensidade do vento, mas que prevê enviar um avião ‘caça furacões’ para investigar melhor.

Mais a Norte, já em pleno Golfo do México, os meteorologistas do NHC identificam uma situação a que atribuem 60% de probabilidade de evoluir para tempestade tropical nas próximas 48 horas.

Porém, também refere que nas últimas horas houve algum enfraquecimento deste sistema, mas o NHC não descarta a formação de uma tempestade tropical porque, diz, nos níveis superiores da atmosfera as condições favorecem essa tendência.

A ‘meio do Atlântico’ ainda mais perto de África do que da América é identificado pelo NHC o furacão Helene, com ventos máximos continuados de 150 Km/h, localizado a 1.290 quilómetros a Oeste Noroeste de Cabo Verde e a 2-250 quilómetros a Sul Sudoeste dos Açores e, que, portanto, de momento não ameaça zonas costeiras.

 

Para aceder à informação no National Hurricane Center clique: NHC

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vila Galé inaugura Vila Galé Vineyards nas margens do Douro e do Tedo

24-04-2019 (18h07)

O Grupo Vila Galé, em parceria com o Grupo Madre, inaugurou o Vila Galé Vineyards, uma unidade hoteleira em Armamar com 25 hectares de vinha nas margens do Rio Douro e do Rio Tedo.

Viajar Summer Party está marcada para 11 de Maio

17-04-2019 (19h37)

A Viajar Summer Party, encontro anual com agentes de viagens organizado pela Viajar Tours, vai decorrer no dia 11 de Maio em Montemor-o-Velho.

Soltrópico anuncia Porto Santo à saída de Lisboa e do Porto

17-04-2019 (17h53)

O operador turístico Soltrópico está a anunciar pacotes de sete noites em Porto Santo à saída de Lisboa e do Porto desde 494 euros por pessoa, para reservas efectuadas até 22 de Abril.

Grândola promove evento gastronómico “Em Abril Flores Mil”

15-04-2019 (16h36)

Grândola promove a partir de sexta-feira o evento gastronómico “Em Abril Flores Mil”, que inclui na ementa flores como amores-perfeitos, pétalas de rosa e de cravo, capuchinhas, violetas e margaridas.

Palácio da Bolsa no Porto recebeu mais de 370 mil visitantes em 2018

15-04-2019 (13h08)

O Palácio da Bolsa, no Porto, recebeu 376.172 visitantes em 2018, um aumento de 3.8% face a 2017 considerado o “maior recorde” da instituição com 184 anos, anunciou hoje a Associação Comercial do Porto (ACP).

Ultimas Noticias