Festival Internacional de música de Macau vai ter por palco locais históricos da região

05-08-2013 (10h46)

A Fortaleza do Monte, a Casa do Mandarim ou a Igreja de São Domingos, Macau, são alguns dos palcos eleitos para a realização do XXVII Festival Internacional de Música de Macau (FIMM) que decorre entre 2 de Outubro e 3 de Novembro, com diversos géneros musicais, da música clássica ao jazz, passando pela ópera, o pop, ou a música alternativa.




Organizado pelo Instituto Cultural do Governo da R.A.E. , o festival recebe artistas e grupos de renome de todo o Mundo, nomeadamente, Portugal, onde será representando pela Orquestra Gulbenkian, os Aduf e o Quintento Lisboa, e também o grupo Iberian Jazz All Stars, com músicos de Portugal e Espanha.
Ao todo, o festival conta com vinte e dois eventos com artistas provenientes de Portugal, E.U.A., Alemanha, Rússia, Espanha, Áustria, Sérvia, Letónia, Lituânia, Noruega, Coreia do Sul, Interior da China, Taiwan e R.A.E. de Macau em palcos diversos como a Fortaleza do Monte, o Grande Auditório do Centro Cultural de Macau, a Casa do Mandarim, a Igreja de S. Domingos, o Auditório da Torre de Macau e Teatro Dom Pedro V.
Além dos concertos vão ter lugar também workshops, master classes, palestras e visitas aos bastidores.
O Festival começa com a primeira encenação em Macau de uma ópera do compositor alemão Richard Wagner. O Ouro do Reno, da série O Anel dos Nibelungos, vai subir ao palco no dia 2 de Outubro, numa produção da Ópera Nacional da Letónia, em comemoração do 200.º aniversário do nascimento do compositor.
Também a comemorar os 200 anos sobre o nascimento do compositor italiano Giuseppe Verdi, será encenada a ópera Aida, numa produção da Ópera Nacional da Letónia, concebida com cenografia do letão Ilmārs Blumbergs.
Os espectáculos de ópera vão ainda contar com a encenação da ópera Bastien e Bastienne, de Wolfgang Amadeus Mozart, encenada pelo austríaco Instituto de Ópera Mozart.
Já no que respetia a concertos de música clássica, um dos destaqques vai para o recital de violino da sul-coreana Kyung-Wha Chung, “uma das mais notáveis violinistas do mundo hoje em dia”, seguida do Requiem, de Verdi, interpretado pela Ópera Nacional da Letónia.
A programação inclui ainda a Orquestra Chinesa de Macau com o concerto Música Chinesa de Televisão e Cinema, a primeira colaboração entre a Orquestra de Macau e a Orquestra de Câmara da Coreia, com o concerto Uma Vida de Herói, com a participação da soprano Aga Mikolaj, a Orquestra Chinesa de Xangai com o concerto Charme de Jiangnan, China Esplêndida e espectáculos da Orquestra de Câmara da Lutânia, do Quarteto Dragão (interior da China), Orquestra de Câmara da Coreia (Coreia do Sul), Quarteto Terem (Rússia), e a Filarmónica de Dresden.
O programa de música coral inclui uma apresentação dos famosos Pequenos Cantores de Viena, que vão apresentar Canções ao longo do Danúbio, o coro sérvio Divna e Melódi com o espectáculo A Alma do Canto Ortodoxo.
A presença portuguesa é assinalada com um concerto pela Orquestra Gulbenkian no dia 18 de Outubro, conduzida pelo maestro e consultor artístico Paul McCreesh, seguindo-se a 20 de Outubro, os Aduf e a percursão dos adufes gigantes (“Adufões”), e o Quinteto Lisboa onde João Monge, João Gil, José Peixoto e Fernando Júdice, dão uma nova alma ao fado, com Hélder Moutinho e a basca María Berasarte.
O grupo Iberian Jazz All Stars junta músicos de Portugal e Espanha, nos sons de jazz. O concerto será acompanhado pela Macao Big Band que resulta de dois workshops de jazz realizados pelo Iberia Jazz All Stars, em que se elegem os membros que irão formar este agrupamento.
O jazz continua com Silje Nergaard (Noruega) uma das mais bem sucedidas cantoras de jazz da Noruega, que cantará acompanhada pelo guitarrista americano John Scofield, do guitarrista de blues Knut Reiersrud e do trompetista de jazz Nils Petter Molvær.
A cantora indie de Taiwan Deserts Xuan e a sua banda Algae vai dar um concerto acompanhada pela banda de rock de Macau L.A.V.Y..
O Fado (Portugal) e a Naamyam Cantonense (Canções Narrativas), complementam a selecção de programas do XXVII Festival Internacional de Música de Macau, que irá encerrar com o musical Miss Saigão (EUA).
Os bilhetes comprados até 18 de Agosto contam com um desconto de 40%.

Para aceder ao programa do FIMM, clique aqui
Macau
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Macau recebeu mais 21,2% de visitantes no primeiro trimestre

23-04-2019 (10h12)

Macau recebeu mais de 10,3 milhões de visitantes nos primeiros três meses deste ano, o que corresponde a um aumento de 21,2% em relação ao período homólogo do ano passado, segundo dados oficiais divulgados hoje.

Novo balanço de ataques no Sri Lanka aponta para pelo menos 290 mortos e 500 feridos

22-04-2019 (09h07)

Pelo menos 290 pessoas morreram e 500 ficaram feridas nos ataques de Domingo no Sri Lanka, segundo um novo balanço divulgado hoje pelas autoridades.

Autoridades levantam alerta de tsunami após terramoto na Indonésia

12-04-2019 (16h06)

A agência indonésia de geofísica levantou o alerta de tsunami que tinha dado após um forte terramoto que ocorreu hoje a Leste da região das ilhas Celebes, na Indonésia.

Sismo na Indonésia faz soar alerta de risco de tsunami

12-04-2019 (13h51)

Um sismo com magnitude de 6,7 a 6,8 na escala de Richter foi hoje registado na região das ilhas Celebes, na Indonésia, havendo o risco de ocorrência de um tsunami, segundo a agência Indonésia de geofísica.

Catai anuncia programa que dá a volta ao mundo em 23 dias

11-04-2019 (14h10)

O operador turístico Catai está a anunciar um pacote com saída de Lisboa, que passa pela Costa Leste dos EUA, pela Nova Zelândia, Austrália, Indonésia e por Singapura, durante 23 dias.