Mesquita Koutoubia: um símbolo da cidade de Marraquexe

21-06-2018 (16h55)

A Mesquita Koutoubia é um dos pontos de referência de Marraquexe, um local de oração, um símbolo paisagístico da cidade e um ponto de referência para orientação no interior da medina.

O pôr-do-Sol na Praça Jemaa el-Fnaa é um dos pontos altos de um dia em Marraquexe, e o minarete de 77 metros de altura da Mesquita Koutoubia contribui para essa vista icónica que pode ser apreciada a partir de um dos terraços que circundam a praça.

A Mesquita Koutoubia, que data do século XII, é a maior mesquita de Marraquexe e o seu nome deriva de Kutubiyyin, que em árabe significa "livreiros". Este nome foi atribuído devido ao souk (mercado) de livros nas rendondezas da mesquita que chegou a ter 100 vendedores.

A Mesquita dos Livreiros encontra-se no Sudoeste da medina de Marraquexe e conta com uma praça com jardins, iluminação durante a noite e o minarete ornamentado que deu inspiração para a construção da Giralda de Sevilha e a Torre de Hassan (Rabat), segundo informações do website de turismo dedicado à mesquita.

Há uma história curiosa em relação à construção desta mesquita. O Rei Berber da dinastia Almohad, Abd-al-Mu'min, deu ordem de construção da primeira mesquita no lugar do antigo palácio de Ali ibn Yusuf, da dinastia Almorávida. Ali ibn Yusuf foi Rei de Marrocos entre 1106 e 1143, e enfrentou D. Afonso Henriques de Portugal na Batalha de Ourique. A dinastia Almohad tinha conquistado a cidade de Marraquexe à dinastia Almorávida e tomado o poder do Reino de Marrocos.

No decorrer da construção desta primeira mesquita percebeu-se que o mirabe (local de oração) não estava alinhado com Mecca. Então foi tomada a decisão de erguer outra mesquita, a actual, com design em tudo semelhante quando a primeira ainda estava em fase de construção.

O facto curioso é que é possível verificar que a orientação do mirabe da segunda mesquita, a actual Mesquita Koutoubia, está 10 graus fora de alinhamento com Mecca, enquanto que a primeira estava fora do alinhamento apenas 5 graus.

Esta situação é facilmente resolvida pelos crentes que apenas têm que corrigir a sua orientação.

A construção das mesquitas foi iniciada por Abd-al-Mu'min e a sua conclusão estima-se que tenha sido durante o reinado do seu neto, o Rei Abu Yusuf Yaqub al-Mansur, ou até antes, durante o reinado do seu filho Abu Yaqub Yusuf que acabou por perder a vida no Cerco de Santarém.

O PressTUR viajou para Marrocos a convite da Solférias, TAP e Be Live Hotels.



Clique para ver mais: África

Clique para mais notícias: Marrocos

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Sonhando anuncia Marraquexe desde 487 euros

12-11-2018 (12h40)

O operador turístico Sonhando está a comercializar um pacote de três noites em Marraquexe para a passagem de ano, com voos TAP e o preço inicial de 487 euros.

Solférias promove "Cabo Verde à la Carte"

08-11-2018 (17h25)

O operador turístico Solférias está a promover circuitos dinâmicos em Cabo Verde, oferecendo aos clientes a possibilidade de personalizar as suas viagens, com preços a partir dos 817 euros para um pacote de sete noites.

Soltrópico anuncia Marraquexe desde 535 euros para o Réveillon

06-11-2018 (18h53)

O operador turístico Soltrópico está a promover um programa de Réveillon em Marraquexe, em Marrocos, com o preço inicial de 535 euros por pessoa.

Senegal desde 1.342 euros é proposta da Solférias

06-11-2018 (17h03)

A Solférias está a promover dois pacotes de sete noites no Senegal com voos TAP todos os dias e estadas até 31 de Outubro, com preços a começar nos 1.342 euros.

São Tomé e Princípe figura na lista de países a visitar em 2019 da Lonely Planet

06-11-2018 (14h54)

O guia Lonely Planet incluiu São Tomé e Príncipe na sua lista de 10 países a visitar em 2019, na nona posição.